E-commerce

Confira a lista de nomes para lojas virtuais e saiba como escolher

lista de nomes para lojas virtuais

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Uma lista de nomes para lojas virtuais pode ajudar empreendedores a se inspirarem para buscar boas opções para seus negócios. É importante, no entanto, aliar boas referências à originalidade.

Um bom trabalho de branding ajuda seu e-commerce a se comunicar de maneira eficaz e precisa com seu público. O que poucos empreendedores sabem, no entanto, é que o nome da marca faz toda diferença. Por isso, é sempre bom consultar, ainda que a nível de inspiração, uma lista de nomes para lojas virtuais.

Cada segmento abre possibilidades distintas, sempre conectando o nome da marca ao produto que é vendido e ao público-alvo. Considerar essas questões vai permitir que a escolha tenha um impacto maior sobre o consumidor, que rapidamente vai fazer a assimilação do nome e relacioná-lo não só à loja, mas a um conceito inteiro.

Uma boa lista de nomes para lojas virtuais vai ajudar você a chegar à inspiração perfeita. Além de oferecer essas sugestões, este conteúdo vai mostrar o que considerar na hora de escolher um bom nome para seu negócio. Acompanhe!

Qual a importância da escolha do nome da loja virtual?

Alguma vez você já refletiu porque determinada marca tem o nome que leva? Acredite: não foi à toa. Há muitos fatores a serem considerados na hora de escolher o nome para um negócio, mas é sempre bom não ignorar o fator estratégico. Isso significa que o nome em questão precisa gerar um impacto imediato e ficar na memória do público.

Os nomes também ajudam o consumidor a fazer uma relação direta com o segmento de negócio da marca em questão. Por exemplo, se estamos falando de uma loja virtual de bijuteria, seu nome precisa considerar alguns elementos que remetem a beleza, sofisticação, qualidade, entre outros pontos. O mesmo deve ser feito na hora de pensar em outros segmentos.

Um bom nome é importante para levar a empresa a algumas conquistas importantes a nível de estabelecimento de marca e também engajamento com o público. Entenda a seguir alguns fatores que reforçam essa importância.

Consciência de marca

Consciência de marca, ou brand awareness, é o conceito de marketing que trata da capacidade de uma empresa em ser reconhecida e lembrada pelo consumidor. Por exemplo, se você tem uma loja de roupas femininas, seu consumidor precisa sempre pensar na sua marca toda vez que pensar em comprar uma peça de roupa.

Entre os fatores que ajudam a aumentar a consciência de marca da sua empresa, sem dúvidas o nome do negócio é um dos mais importantes. Se é marcante, sofisticado e se comunica bem com o público, esse nome em questão vai ficar na cabeça das pessoas. Gerar essa consciência de marca com ajuda do nome é fundamental.

Engajamento

O engajamento vale ouro nos dias atuais. Esse nome tão repetido quando falamos de marketing digital e gestão de marcas na internet significa envolvimento do público com uma empresa. Para alcançar essa proximidade há muito trabalho a ser feito, mas principalmente, a construção de marcas sólidas e que se conectam bem com o público.

Além de uma boa identidade visual, de um tom de voz adequado e um bom atendimento, o nome da marca também precisa ser bem recebido pelo público. Uma boa escolha garante essa assimilação mais fácil, o que leva à popularização da marca e, claro, também ao engajamento do público-alvo com ela.

Diferenciação para o mercado

Marcas precisam ter uma identidade forte se quiserem competir com concorrentes, seja lá qual for o mercado. Com o avanço do e-commerce, a competição ficou ainda mais acirrada, afinal, é fácil começar um negócio online. Portanto, sua marca precisa se destacar em vários pontos, começando pelo nome da empresa.

Você vai observar que muitas empresas utilizam fórmulas prontas na hora de nomear suas marcas. Em alguns casos, é possível conseguir uma denominação forte, mas nem sempre isso vai significar originalidade. Portanto, se considerarmos um cenário tão competitivo, faz todo sentido buscar um nome único em todos os sentidos.

Lista de nomes para lojas virtuais

Uma boa lista de nomes para lojas virtuais pode ajudar você a se inspirar? Pensando nisso, selecionamos alguns, separados por categoria de mercado, para que você comece a pensar em uma boa opção para sua marca. Veja! 

Roupas femininas

O segmento de roupas femininas é um dos que mais geram vendas na internet atualmente. Na hora de pensar em um nome para marcas do segmento, leve em consideração o que a mulher moderna busca, como estilo, praticidade, independência, beleza e empoderamento.

Boas opções de nomes são:

  • Flor de Liz;
  • Lótus;
  • Rosa Moda;
  • Bela Fashion;
  • Glamour Rosa;
  • TodaBela;
  • Lady;
  • Tulipa;
  • Donna Boutique.

Maquiagem

Maquiagens estão no segmento de beleza, outro campeão de vendas na internet. A disputa é alta, o que faz necessário ter maior criatividade na hora de pensar em nomes que geram impacto no público consumidor.

Aqui vão alguns exemplos:

  • Essencial Makes;
  • Makeup Shop;
  • Paris Makeup;
  • Pura Beleza;
  • Toque de Brilho.

Acessórios

Acessórios englobam marcas que vendem colares, brincos, pulseiras, prendedores de cabelo, bolsas, sapatos, entre outros. É uma seleção ampla de produtos, portanto, nomes precisam ser versáteis.

Você pode tentar algo como:

  • Coral;
  • Bela Prata;
  • Absoluta;
  • Fino Toque.

Variedades

Se o seu setor é de variedades, talvez esteja diante de uma das maiores dificuldades. Afinal, como definir um nome interessante para uma loja que tem um mix de produtos mais amplo? É importante que esse nome descreva essa variedade, mas ainda assim seja impactante.

Você pode pensar em possibilidades como:

  • Infinity
  • Beta Utensílios
  • Império das Variedades
  • Divina Opção

Roupas masculinas

O universo masculino também gera bons índices de consumo no e-commerce. Homens são ótimos clientes e buscam cada vez mais se vestir de acordo com as tendências da moda. Pensando nisso, alguns bons nomes de marca podem ser:

  • Barton’s;
  • Honored;
  • John D.

Como escolher o nome da loja virtual?

O processo de escolha vai muito além de olhar uma lista de nomes para lojas virtuais. É importante considerar todos os fatores que realmente vão resultar em um termo que vai se comunicar bem com seu público. Para fazer a escolha ideal, confira as dicas a seguir!

Pense no seu público

Primeiramente, para quem você vai vender seu produto? O público é peça-chave nessa escolha, simplesmente porque o nome precisa significar algo para essas pessoas. Essa é a mesma ideia utilizada na hora de definir a identidade visual do seu negócio, por exemplo. É muito importante direcionar sua marca para quem será consumidor dela.

Estude quem é o consumidor médio da sua marca e como essas pessoas se comportam, o que elas gostam, quais são suas aspirações e o que esperam de uma empresa. Observe, por exemplo, quem é o público da marca que você acredita que será sua concorrência. Ao analisar esses pontos, certamente ficará mais fácil criar um nome que capte atenção dessas pessoas.

Faça uma pesquisa

Uma boa pesquisa por nomes já existentes é outra etapa indispensável no seu processo de escolha. Em primeiro lugar, você precisará de referências. Ou seja, olhar o mercado permitirá saber qual é o estilo de nome que as marcas estão adotando. Lembre-se de checar sempre a partir daquelas empresas consideradas bem-sucedidas.

Além disso, a pesquisa vai ser determinante também para evitar problemas legais e acusações de plágio. Pode acontecer de a escolha de um bom nome ser, na verdade, uma cópia, ainda que você não tenha conhecimento de que o nome já estava sendo usado. Uma pesquisa mais aprofundada vai evitar esse tipo de situação.

Prefira nomes curtos

Um bom nome é aquele que fica na boca do povo. Para isso, é claro, o nome em questão precisa ser de fácil assimilação, o que passa também pelo tamanho da palavra. Quanto mais curta, mais fácil de ser memorizada, pronunciada e escrita, por exemplo. Todos esses fatores afetam diretamente a capacidade de engajamento do público.

Nomes curtos são compreendidos com maior rapidez e podem ser replicados mais facilmente entre o público consumidor. Por mais que você acredite que teve uma ótima ideia com um nome grande, é altamente recomendável tentar uma opção mais curta. Uma boa ideia é tentar sintetizar esse conceito em uma palavra apenas.

Escolha nomes fáceis de serem lembrados

Os nomes mais curtos entram em outra categoria quando falamos sobre vantagens: a lembrança fácil. Se você escolher um termo muito distante do dia a dia do seu público, o esforço para lembrar do nome em questão pode ser maior. Mesmo que isso gere a originalidade marcante que você busca, pode ser difícil acontecer a rápida assimilação.

Nomes estrangeiros, por exemplo, precisam ser fáceis de serem pronunciados. O importante é que esse nome seja uma combinação de consoantes e vogais bastante natural e confortável ao idioma, ainda que seja um termo estrangeiro. Nomes assim vão representar maior facilidade, gerando uma assimilação muito mais dinâmica.

Pense em uma associação com o e-commerce

O nome da sua empresa precisa também ser facilmente adaptável ao e-commerce, afinal, é pelo site que você venderá seus produtos. Em muitos momentos, bons nomes se tornam um “problema” quando empreendedores começam a perceber que não será fácil encaixá-los no domínio, ou seja, no endereço do site na internet.

Um bom exemplo são marcas com “ç” em seus nomes. Caracteres do tipo não são utilizados em endereços, o que faz com que a cedilha simplesmente não seja utilizada. Ainda que seja um detalhe, pode ser desagradávek ver o nome do site descaracterizado, além de causar alguma mínima confusão no público. Portanto, pense em um nome que será fácil de adaptar a um domínio.

Faça o brainstorming

O brainstorming nada mais é do que um processo em que as ideias são colocadas para fora sem nenhuma restrição. A ideia é justamente deixar fluir o máximo de possibilidades possíveis, filtradas sempre de uma maneira mínima. A partir dessa primeira leva de ideias propostas, se torna mais fácil direcionar para onde se deseja ir na hora de nomear o negócio.

Bons brainstormings acontecem sempre com mais de uma pessoa, o que será ótimo se for possível. Diferentes percepções farão com que nomes variados surjam, ainda que essa escolha seja embasada por fatores essenciais, como mercado, público, entre outros. Ao fim do brainstorming, boas opções vão surgir e a escolha pela melhor entre elas será mais natural.

Evite modismos

Modismos costumam determinar muitos nomes de empresas na internet. O problema é que quando essas tendências passam, marcas realmente sólidas e estabilizadas podem permanecer. E aí, o caminho é fazer um rebranding ou se manter com um nome que já não tem mais tanta adequação ao contexto.

O ideal mesmo é evitar o uso de termos ou linhas de determinação de nomes que sejam pautadas por algo que está em alta no momento. Um bom exemplo são as lojas com o termo “outlet”, que significa algo fora de linha. Afinal, a loja venderá apenas produtos fora de linha pra sempre? Se isso em algum momento mudar, a marca ficará com um nome totalmente sem sentido.

Vale a pena usar um gerador de nomes?

O gerador de nomes é um recurso pensado para quem não tem tempo, nem paciência, para encontrar um nome realmente valioso para a empresa. Essas opções são totalmente automatizadas e encontram uma alternativa a partir de alguns elementos que são questionados, com o público e o segmento do negócio.

Apesar de os resultados serem assustadoramente corretos, talvez essa não seja a melhor opção para o negócio. Nomes são a marca mais expressiva da identidade de um negócio, então não é recomendável que um algoritmo qualquer determine como sua marca se chamará, por mais que as sugestões sejam agradáveis.

É importante se lembrar também que é preciso haver sentimento e sentido além da parte mercadológica nessa escolha. Seus consumidores vão se conectar não somente com um termo técnico, mas também com a história por trás da marca e que levou ao seu nome. Isso nenhuma ferramenta poderá substituir.

As listas de nomes para lojas virtuais podem servir bem como inspiração e direcionamento, principalmente para quem nunca esteve nessa posição anteriormente. No entanto, só você pode determinar o nome ideal para seu negócio, afinal, é seu sonho e a sua maneira de enxergar um negócio diante do seu público-alvo.

Depois de determinar o nome para seu negócio, vender será uma prioridade. Por isso, conheça a Bagy e saiba mais como criar sua loja online com a plataforma que já ajudou milhares de lojistas.

Pedro Fonseca

Especialista em Marketing e Estratégias Digitais, atua no mercado de e-commerce a mais de 3 anos. Hoje seu principal foco, como CMO na Bagy, é trazer conteúdo relevante para empreendedores de todos os portes e segmentos, a fim de melhorar seus resultados e disseminar boas práticas no comércio eletrônico.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.