Marketing

Landing page: saiba como montar uma para a estratégia do seu negócio

Imagem ilustrativa de landing page

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Landing page ou página de destino é uma estratégia de marketing com um endereço específico com uma ação ou campanha de uma marca para atrair leads.

Dentro de uma estratégia maior de comunicação, você deve pensar em diferentes alternativas para interagir com seu público, como fazer um webinar, um blog ou até mesmo uma landing page. Mas como essa “página de destino” pode ser utilizada pelo seu negócio? Pode ajudar, por exemplo, a vender mais?

Essas são perguntas comuns para quem está iniciando a sua jornada no marketing digital e, por isso, é natural ter esse tipo de dúvida. Mas a boa notícia é que com tanta informação e ferramentas disponíveis, se torna muito mais fácil criar landing pages eficientes para diferentes propósitos.

O que acha, então, de tirar todas as suas dúvidas sobre o assunto e entender como as landing pages podem ser utilizadas no seu planejamento estratégico da área de marketing e comunicação? Continue a leitura para saber mais sobre esse recurso muito valioso. Confira!

O que é landing page?

Uma landing page nada mais é do que uma página de destino, ou seja, um endereço específico para uma ação, campanha ou produto de uma marca. Em vez de adicionar aquelas informações, por exemplo, no site principal de um e-commerce, a ideia é criar uma outra página para abordar um tema.

A principal característica de uma landing page é a sua segmentação. Esse tipo de página não vai ser utilizada, por exemplo, para apresentar uma empresa ou um negócio como um todo. A ideia aqui é ser mais específico, abordando um tema bastante segmentado, facilitando a experiência do usuário.

Muito mais do que uma estrutura voltada para um e-commerce propriamente dito, é mais interessante criar uma landing page para oferecer um ebook para os seus leitores ou apresentar uma campanha exclusiva de fidelização de clientes. Enfim, as possibilidades e oportunidades são inúmeras.

Entendendo o seu significado, a landing page representa uma página de destino para um link específico. Imagine que você está fazendo uma campanha específica para apresentar as suas ofertas com antecedência para a Black Friday, tudo bem? Uma landing page se encaixaria perfeitamente.

Por quê? Em vez de simplesmente encher a sua loja virtual de informações sobre a data específica, você direciona os consumidores em potencial para um endereço que vai abordar apenas aquele assunto. Ou seja, você está direcionando usuários de uma página para outra.

Para que serve uma landing page?

Uma landing page pode ter diferentes objetivos ao ser desenvolvida, mas todas elas têm algo em comum: ações específicas esperadas de um usuário. Você não está só direcionando o visitante para uma página. Você está direcionando para que, uma vez nela, ele tenha as informações para tomar uma decisão.

Pode ser a inscrição em um webinar, o download de um ebook ou assinar uma newsletter exclusiva com ofertas para a Black Friday 2022. A intenção de uma landing page, portanto, é fazer com que o visitante que chegou até ali seja convertido com argumentos cada vez mais específicos.

Lembrando que aqui estamos falando em “conversão” no seu sentido menos comercial: fazer com que o usuário tome uma ação. Pode ser uma venda, mas não é obrigatoriamente uma conversão financeira, representando a compra de um produto, por exemplo. Como falamos acima, pode ser o download de um material.

Dessa forma, as landing pages se tornam ferramentas essenciais para a criação de conteúdos mais profundos para as marcas. Não é preciso utilizar um canal mais amplo, por exemplo, para abordar temas mais específicos e sazonais, o que pode ser bastante útil principalmente para lojas e empreendedores.

Quais os tipos?

Para entender como uma landing page pode ser importante, é preciso conhecer mais detalhes sobre os diferentes tipos existentes. Conheça os principais!

Landing pages de captura de leads

Uma das utilizações mais tradicionais de landing pages é para a captura de leads. A conversão propriamente dita está mais em entender o interesse dos usuários sobre um assunto nesse momento do que, necessariamente, conseguir uma venda para a sua loja, por exemplo.

Para quem está começando a empreender, por exemplo, pode ser uma ótima forma de ter informações sobre o seu público-alvo. Com quem você quer se relacionar? E quais são os objetivos, demandas e necessidades dessas personas? Será que eles têm interesses nos produtos vendidos pelo seu negócio?

Para começar a ter essas respostas, criar uma landing page voltada para a captação de leads pode ser o primeiro passo. Aqui você deve se concentrar em ter o máximo de informações possíveis sobre o seu público, como nome, cargo, e-mail, telefone e outros detalhes valiosos.

Mas por que o visitante deixaria essas informações? Em troca, você está entregando um conteúdo relevante. Pode ser um ebook, por exemplo, sobre um tema relevante para o seu segmento e que faça sentido dentro da realidade do seu público.

Landing pages de eventos

Imagine que você é uma autoridade na venda de produtos eletrônicos, tudo bem? Mas além do seu e-commerce com itens requisitados pelos seus clientes, você já é visto como uma marca que entende do assunto. Na prática, os seus consumidores confiam não apenas no serviço, mas em tudo o que envolve a marca.

Por que não produzir, então, um conteúdo mais específico para estimular essa troca de conhecimento? Você e a sua equipe entregam dicas valiosas sobre como, por exemplo, escolher o melhor smartphone, ou como importar iPhones, enfim, um assunto relevante para a sua audiência.

Nesse caso, portanto, estamos falando em uma landing page de eventos. Você está criando essa página para falar sobre um evento que vai fazer, como uma live ou um webinar, e espera como resultado disso a conversão dos visitantes.

A conversão aqui está relacionada, por exemplo, à inscrição dos usuários na sua página. Ou seja, o objetivo final dessa landing page é, após a apresentação do que vai ser abordado no evento, estimular os visitantes a deixarem seus e-mails e garantirem presença no encontro.

Landing pages de vendas 

Neste caso específico, quando falamos em “conversão”, estamos realmente falando em vendas. Uma landing page de vendas, portanto, deve ser a mais prática possível no que tange ao detalhamento dos benefícios da sua oferta de valor. Vai vender um produto? Informe tudo sobre esse tema.

Explique porque o seu produto é interessante, mostre como ele resolve as dores desse público, apresente os diferenciais e, por fim, indique o caminho para que o consumidor possa adquirir aquele produto. E é interessante não limitar as aplicações desse tipo de página de destino.

Podemos falar de produtos de um e-commerce, certo? Mas quem tem um curso online, por exemplo, também pode usar uma landing page de vendas. Em alguns trechos rápidos, você deve apresentar os diferenciais do seu curso e, ao final do material, disponibilizar um CTA para que ele compre o curso.

Essa é uma maneira mais direta de garantir que mais usuários se interessem pelo assunto. Aliás, mais importante do que isso, é conseguir segmentar muito bem quem vai clicar ou não para comprar o seu produto ou serviço. Afinal, após uma explicação tão específica, fica fácil convencer o usuário do clique.

Squeeze landing pages

A tradução literal do termo “squeeze” pode ser “espremer”. Levando para o conceito das landing pages, portanto, a ideia desse tipo de página é justamente ter um conteúdo mais simples e básico, sem um grande objetivo específico, mas desenvolvendo de maneira prática e direta na comunicação.

Lançou agora o seu canal no Instagram? Ótimo, mas como estimular mais clientes a se tornarem seguidores para que a sua página cresça mais e mais? Uma ótima aplicação do conceito de squeeze landing pages é exatamente esse, mostrar os benefícios de seguir a sua página na rede social e já direcionar para lá.

No momento que o usuário entrar na landing page, ele vai se deparar, por exemplo, com os diferenciais do seu Instagram, como informações mais técnicas, bastidores da produção e, por que não, ofertas exclusivas na rede social? Você deve apresentar a sua oferta de valor rapidamente e já indicar o Instagram.

Na prática, portanto, você está apenas detalhando algumas informações mais específicas sobre a sua oferta de valor e quer que mais usuários tenham o interesse em seguir os seus conteúdos no Instagram. Isso pode ser utilizado também, por exemplo, para apresentar um novo produto ou serviço.

Imagine que você conseguiu criar um processo logístico mais eficiente e mais barato. Mas para que os seus clientes comecem a utilizar o serviço, que ainda está em fase de validação, você precisa de uma operação mais complexa ao registrar o pedido. Nessa landing page você pode apresentar esse passo a passo.

Qual a diferença entre landing page e site?

Outro ponto importante quando se fala nesse assunto é compreender totalmente as diferenças entre uma landing page e um site. Enquanto uma página de destino é bastante específica — e pode ser até mesmo sazonal —, um site indica um conteúdo muito mais completo e amplo de uma marca, por exemplo.

  • Site: conteúdo bastante completo em que o visitante consegue todas as informações sobre uma empresa, uma marca ou um produto, geralmente conta com uma estrutura mais robusta e detalha o máximo de detalhes possíveis para os visitantes;
  • Landing page: conteúdo segmentado e muito direto na hora de transmitir a sua mensagem, normalmente com um foco bastante definido, sem que isso crie dúvidas para o visitante, que vai conseguir consumir todas as informações rapidamente e com um CTA claro.

Aqui também é preciso entender que esses dois formatos de conteúdo podem ser complementares. Um site — como um e-commerce — pode criar landing pages específicas para uma determinada campanha ou estratégia. Aliás, essa é a melhor forma de usar uma landing page: complementando.

Como as landing pages aumentam as oportunidades de negócio?

Como falamos acima, as landing pages devem ser vistas como complementos de páginas mais completas. Na prática, isso significa que elas devem ser usadas como estratégias para aumentarem as oportunidades do negócio. Independentemente do objetivo — e do tipo de landing page —, ela é eficiente.

Seja para conhecer mais sobre o seu público, seja para aumentar as chances de mais clientes em potencial comprem na sua loja. As landing pages oferecem a flexibilidade necessária para estruturar conteúdos voltados para os objetivos macro do seu negócio e, consequentemente, para mais oportunidades.

Quais os benefícios das landing pages?

Você já entendeu como as landing pages podem ajudar o seu negócio, mas, na prática, quais são as vantagens desse formato de conteúdo? Confira!

Construção de um relacionamento mais próximo

Um dos pontos mais benéficos de uma landing page é conseguir construir uma relação mais próxima com o seu público. Afinal, estamos falando de uma página com temas bastante específicos, o que garantem uma conexão mais natural e próxima com quem está lendo o material.

Aumento das conversões

O objetivo de uma landing page é a conversão, não é mesmo? Natural, portanto, que esse seja também um dos benefícios ao desenvolver essa estratégia, já que a mensagem se torna mais direta e prática, aumentando a probabilidade de usuários sejam convertidos ao final.

Segmentação dos contatos

Ao longo deste artigo, mostramos como as landing pages contribuem para a segmentação de clientes, certo? Ao coletar dados e informações, você consegue ter uma visualização mais eficiente dos diferentes grupos de possíveis consumidores que estão em contato com a sua marca.

Diminuição de custos para a aquisição de clientes

Por fim, as landing pages geram esse direcionamento mais claro de uma estratégia, o que facilita a jornada de compra dos consumidores e, consequentemente, tem um impacto positivo na redução dos custos de aquisição de clientes.

Qual a estrutura de uma landing page?

Na hora de desenvolver uma landing page, é importante entender também qual estrutura é mais indicada seguir. Confira alguns elementos que não podem ficar de fora das suas páginas de conversão.

Título

O título de uma landing page tem um peso ainda maior do que em um site ou em um blog. Afinal, a ideia é ir direto ao ponto e conseguir entregar rapidamente a oferta de valor que está sendo apresentada naquela página.

Subtítulo

Após deixar bem claro qual é a sua proposta no título, é hora de detalhar um pouco mais os outros pontos positivos da sua oferta no subtítulo. Capriche nesse complemento para tirar todas as dúvidas e convencer os visitantes.

Imagem

As imagens também são fundamentais para cativar a atenção do leitor. Use fotos que ajudem o visitante a se identificar com o que está sendo oferecido. A qualidade das imagens é essencial para criar uma boa impressão e converter mais.

Descrição da oferta

Agora é o momento de não deixar dúvidas: elabore uma descrição sucinta e completa sobre a sua oferta e os motivos para que o usuário faça a conversão. Apesar de ter um pouco mais de espaço, é importante ser direto ao ponto nessa mensagem.

Formulário

O formulário precisa ser lógico. Não adianta colocar informações que não vão ser úteis para a sua estratégia. Coloque apenas aquilo que realmente pode ajudar a melhorar a experiência do usuário e colete os dados certos.

White space

O white space é uma técnica muito eficiente para tornar a leitura do texto melhor, deixando a experiência do visitante mais agradável. Mesmo que o texto seja pequeno, pensar nos mínimos detalhes é fundamental para aumentar a conversão.

Prova social

Nada melhor do que a opinião dos usuários sobre aquela oferta de valor, não é mesmo? Por isso, você deve utilizar a prova social para validar a qualidade do que está sendo entregue.

Quais informações solicitar?

Em alguns dos tipos de landing page que apresentamos acima, pedir informações para os usuários pode ser muito interessante, certo? Mas quais dados pedir?

Nome

O nome é um dos exemplos clássicos do que você deve solicitar ao desenvolver uma landing page. Afinal, queremos conectar nossos negócios cada vez mais com os consumidores em potencial, certo? E o primeiro passo para isso é deixar as mensagens mais diretas ao chamar o interlocutor pelo seu nome.

E-mail

Você também precisa de uma forma de manter a comunicação com quem está do outro lado e a melhor alternativa para manter a documentação atualizada é solicitar que o visitante deixe o seu endereço de e-mail. Um canal bastante pessoal e muito útil para a troca de informações mais profundas.

Telefone

Em alguns casos, pode ser interessante se aproximar ainda mais dos visitantes e, por isso, solicitar o telefone pode ser uma alternativa. Mas como se trata de um tópico bastante pessoal, pode ser importante não obrigar que, por exemplo, ele tenha que deixar seu telefone para fazer o download de um material.

Como montar uma landing page?

Ao longo deste artigo já mostramos quais são os cuidados que você deve ter e os elementos que precisam estar presentes. Sendo assim, você deve sempre seguir esses passos para montar uma landing page:

  • Tenha um objetivo: toda landing page deve ser criada com um propósito muito nítido, garantindo que você tenha uma meta específica;
  • Defina o tipo de landing page: mostramos os vários tipos de landing pages que existem e uma delas é a ideal para a sua estratégia;
  • Preencha todos os elementos: depois, você deve fazer um checklist na lista que indicamos acima, com tudo o que deve estar presente;
  • Monitore a performance: por fim, é sempre importante monitorar e mensurar os resultados obtidos com cada landing page criada.

Como mensurar os resultados?

Uma parte fundamental para que a sua estratégia com landing pages funcione é a mensuração de dados. Afinal, estamos falando em conversões e, por isso, você deve ficar de olho em algumas métricas mais tradicionais, como:

  • Taxa de conversão: afinal, esse é o objetivo final de uma landing page, certo? Sempre verifique se a meta inicial está sendo alcançada;
  • Origem do tráfego: entenda também de onde está vindo o seu tráfego, um fator importante para as suas próximas ações com landing pages;
  • Taxa de rejeição: antagonista a taxa de conversão, aqui estamos falando sobre o número de usuário que entra na página e logo fecha a aba.

A partir da verificação desses indicadores, se torna muito mais fácil estruturar ações consolidadas para o seu negócio, garantindo que as suas próximas ações sejam cada vez mais eficientes e direcionadas.

Exemplos de landing pages

Nada melhor do que alguns exemplos para entender como a landing page pode ser útil para o seu negócio, certo? Confira, na prática, alguns exemplos!

QuantoSobra – Planilha | Cadastro de Clientes e Fornecedores

Mais acima, explicamos como uma landing page deve sempre ter uma troca, certo? Em troca de dados e informações sobre os leads, as marcas devem entregar alguma coisa e, no caso da QuantoSobra, ela desenvolveu um modelo simples de planilha para quem quer gerenciar o seu negócio.

Salthz – Campanha exclusiva de sorteio

A Salthz, uma marca de calçados femininos, resolveu estimular os seus seguidores a engajarem ainda mais nas suas publicações e, para isso, criaram um sorteio de R$ 300,00. Mas o que você deve observar aqui é o layout simples e direto, com poucos textos e ordens bem claras do que deve ser feito.

Se estamos dando todas essas dicas, precisamos mostrar que sabemos fazer na prática, não é mesmo? Nesse caso, criamos uma landing page voltada para ter o maior número de leads e, em troca de todas essas informações, entregamos um conteúdo para o empreendedor que quer começar a vender na Shopee.

As landing pages são, portanto, estratégias essenciais para quem quer criar ações mais específicas e se aproximar do seu público. É uma forma de fazer os conteúdos mais segmentados e, a partir disso, direcionar os usuários para as conversões de acordo com os objetivos do seu negócio.

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.