Marketplace

Saiba tudo sobre o código universal do Mercado Livre

Código universal mercado livre

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Para qualquer lojista se destacar em um mercado competitivo, é fundamental conhecer os mínimos detalhes sobre a plataforma que está anunciando, não é mesmo? E o código universal do Mercado Livre é um exemplo de informação simples que pode fazer uma enorme diferença para as suas vendas no marketplace.

De que adianta ter os preços mais competitivos entre os concorrentes ou mesmo saber quais são os produtos mais vendidos do Mercado Livre se, na prática, a sua loja não está explorando a plataforma corretamente? É a partir das regras e recomendações desse marketplace que você pode aumentar as suas vendas e um exemplo disso é o uso do código universal do Mercado Livre.

Apesar de ser uma questão interna da plataforma — não é uma informação exibida ao cliente, por exemplo —, é um dado muito importante para qualquer lojista. É a partir desse dado que você pode aproveitar uma série de benefícios e destacar ainda mais os seus anúncios no Mercado Livre e construir um negócio de sucesso.

Mas o que é esse código universal do Mercado Livre? E se o seu produto não tiver essa informação? E por que é tão importante se preocupar com esse assunto? O que acha de esclarecer todas essas dúvidas e aumentar sua relevância dentro desse marketplace? Continue a leitura deste artigo para saber tudo sobre o tema!

O que é o código universal do Mercado Livre?

O código universal do Mercado Livre é um número único e exclusivo de identificação dos produtos. Ou seja, ao fazer uma busca por esse código, apenas um único modelo específico vai ser exibido. O que se torna um dos grandes facilitadores para a plataforma de marketplace e também para o próprio lojista.

Para entender melhor esse conceito, nada melhor do que uma analogia simples, não é mesmo? A sua loja não tem um CNPJ, um identificador único que a diferencia de todas as outras lojas? É a mesma ideia por trás do código universal do Mercado Livre, permitindo um controle muito maior sobre os produtos vendidos ali.

Quando o lojista adiciona essa informação no seu anúncio, a própria plataforma consegue identificar os vários detalhes do produto, como as dimensões, o peso e até mesmo características específicas do item. Para o lojista, os benefícios acabam sendo a maior exposição (por conta do anúncio completo) e mais vendas.

Como identificar o código?

Agora que você já sabe como o código universal do Mercado Livre é tão importante, o que pode ser feito para ter ele em mãos? Segundo a própria plataforma de marketplace, cada produto deve vir com esse código ao lado do código de barras, seja na embalagem que foi entregue, seja na própria caixa do produto.

Ainda não encontrou o código universal? Sem problemas, o próprio Mercado Livre fez uma lista com algumas dicas para você não perder muito tempo e poder preencher a descrição dos seus produtos de forma mais simples e prática. Confira os detalhes que você precisa observar para encontrar o código:

  • Se trata de um código numérico com 8 a 14 dígitos;
  • Tirando produtos específicos (como autopeças), o código não tem letras;
  • Pode ter diferentes tipos, como EAN, ISBN ou mesmo GTIN;
  • Não confundir esse código com códigos internos, como um SKU;
  • Também não pode ser confundido com um código de distribuição.

Viu? Não é tão complicado assim, não é mesmo? Caso não tenha encontrado o código universal mesmo com as dicas que apresentamos acima, o ideal é entrar em contato com o fabricante ou mesmo o fornecedor. Tirando algumas exceções, todos os produtos costumam ter um código universal vinculado.

Tipos de produtos que tem esse código

Como falamos acima, é natural que a maioria dos produtos tenha um código universal. Mas alguns itens são exceção e podem não ter nenhuma informação. Em resumo, produtos que venham de fábricas devem ter códigos únicos, até mesmo para controle interno da fabricante ou distribuidora.

Por outro lado, é natural que produtos artesanais ou manufaturados não tenham esse código universal. E não tem nenhum problema: a plataforma reconhece a diferença desses itens e não prejudica o lojista dentro das situações que se encaixam. De qualquer maneira, é importante seguir algumas recomendações:

  • Encontrou o código universal no produto? Basta adicioná-lo ao completar a descrição do item;
  • Tem um produto similar, mas com diferenças sutis (como cor)? Adicione um código para cada opção;
  • Vende produtos artesanais ou manufaturados? Selecione a opção “código não aplicável (N/A)”.

Agora você não tem mais desculpas para não preencher essas informações, não é mesmo? Apenas prestando atenção nesse detalhe tão simples, você consegue aproveitar uma série de benefícios que podem ser muito úteis para o seu dia a dia de trabalho.

Por que preencher o código?

Mas, afinal, por que preencher o código universal do Mercado Livre? É realmente importante para que a sua loja consiga se destacar em um mercado tão concorrido? Tirar essa informação pode atrapalhar as suas vendas? O que acha de esclarecer todas essas dúvidas? Confira!

Anúncio

Especialmente para marcas que ainda não são tão conhecidas, a transparência é fundamental, certo? E qual é o primeiro ponto de contato entre um cliente e uma loja em um marketplace? Justamente o anúncio do produto, o que exige um cuidado maior para garantir que o anúncio esteja, de fato, completo.

Segundo o algoritmo do Mercado Livre, a regra é simples: quanto mais informações em um anúncio, maiores são as chances de conseguir um melhor posicionamento dentro da plataforma. Isso significa que uma parte maior dos milhões de visitantes no marketplace vai ser impactada pelos seus anúncios.

Além disso, com informações completas e detalhadas sobre os seus produtos, o consumidor passa a ter ainda mais confiança, especialmente em relação a uma marca que não é conhecida. Ou seja, o código universal é também uma forma de fortalecer a reputação da sua loja.

Vendas

Outro aspecto importante que o código universal do Mercado Livre oferece para os lojistas que o preenchem é o impacto direto nas vendas. O motivo é muito simples: quando esse código é utilizado, o posicionamento nos mecanismos de busca, como o Google, se torna muito melhor, aumentando as chances de cliques.

Em resumo, o nível de exposição do seu anúncio aumenta bastante, com mais clientes em potencial sendo atraídos para a sua página. E o mais importante: consumidores qualificados, que realmente se interessam pelos produtos que estão sendo divulgados pela sua loja e têm mais chances de compra.

Com mais consumidores em potencial enxergando os seus produtos, maiores são as chances de fechar vendas para a sua loja. E outro aspecto relevante: como no tópico anterior falamos sobre confiança, os anúncios com um número maior de detalhes costumam receber ainda mais atenção dos clientes.

Praticidade para o dia a dia

Empreender não é uma tarefa fácil, certo? Quanto mais ajuda você receber, mais tempo você vai ter para cuidar do seu negócio, não é mesmo? Um simples código pode acabar, então, servindo para garantir praticidade para o seu dia a dia. Uma informação e outras várias do seu anúncio já são automaticamente completadas?

Em vez de perder horas digitando o tamanho da tela do celular ou detalhando informações sobre roupas, basta adicionar o código para que o Mercado Livre preencha automaticamente todos esses detalhes. Assim, você vai se concentrar em atividades mais estratégicas para aumentar as vendas da sua loja, por exemplo.

Envio

A logística é uma parte fundamental para o sucesso de qualquer e-commerce e o código universal ajuda a ter um controle ainda maior sobre essas informações. Quando você utiliza o código em todos os seus produtos anunciados no Mercado Livre, os custos de envios são calculados de forma mais precisa.

Especialmente para pequenas lojas que ainda estão começando no mercado, isso pode ser um diferencial para os resultados financeiros. E não apenas pensando no curto prazo, mas também fornecendo uma precisão que pode fazer a diferença, por exemplo, para ter melhores margens de lucro ou fazer promoções mais eficientes.

Em um momento em que cada investimento representa um peso maior no orçamento, conseguir economizar e evitar perdas desnecessárias pode ser um ponto positivo. E, de certa forma, isso acaba influenciando também a experiência do próprio consumidor, que passa a ter valores mais precisos para a sua compra.

O código universal do Mercado Livre é apenas mais um detalhe que você deve analisar antes de fazer qualquer anúncio. São pequenas tarefas como essa que podem fazer uma enorme diferença nas vendas da sua loja e, é claro, também na reputação. Para ter destaque nessas plataformas, é fundamental seguir todas as regras.

Viu como é importante pensar nos mínimos detalhes para fortalecer a sua reputação? Outro exemplo disso é a criação de um site para o seu negócio. Que tal dar o próximo passo? Conheça a forma mais completa de começar a vender com sua loja na internet​ com a Bagy!

Loja virtual com integração de marketplace na Bagy

Vender em Marketplaces é uma opção facilitadora e de alto alcance para lojas virtuais. Por essa razão, muitos empreendedores utilizam essas plataformas para aumentar as vendas e reforçar a presença online. 

Se você já tem ou pretende criar seu e-commerce na Bagy, diretamente no painel de controle é possível integrar com marketplaces e anunciar seus produtos nessas ferramentas, de forma prática.

Os Marketplaces com integração direta na Bagy são:

  • Shein
  • Shopee
  • Amazon

Confira, a seguir, um passo a passo para integrar esses marketplaces em sua loja virtual com a Bagy: 

  1. Abra o seu painel de controle da Bagy;
  2. No canto superior, do lado esquerdo da tela, selecione a opção “Marketplace”;
  3. Escolha uma das plataformas disponíveis no canto esquerdo da tela;
  4. Tenha em mãos as seguintes informações antes de autenticar: 

  • Conta de vendedor na plataforma desejada; 
  • Formas de pagamento, regras de aprovação e recebimento de valores, serão de acordo com o marketplace selecionado; 
  • Os métodos de envio seguem o marketplace;
  • Regras de comissão são cobradas de acordo com o marketplace escolhido;

  1. Realize a autenticação da sua conta de vendedor da plataforma escolhida;
  2. Importe os produtos já cadastrados no marketplace selecionado;
  3. Para finalizar, relacione os anúncios importados do marketplace com possíveis itens disponíveis no seu site Bagy; 

Se, antes de integrar com Marketplaces, você precisa criar seu próprio e-commerce, conheça a Bagy e aproveite a chance de ter uma plataforma que te permita vender todos os dias e em diversos canais.

Pedro Fonseca

Especialista em Marketing e Estratégias Digitais, atua no mercado de e-commerce a mais de 3 anos. Hoje seu principal foco, como CMO na Bagy, é trazer conteúdo relevante para empreendedores de todos os portes e segmentos, a fim de melhorar seus resultados e disseminar boas práticas no comércio eletrônico.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.