Vendas

Por que não consigo vender na internet? Saiba a resposta para turbinar as suas vendas online

Porque não consigo vender na internet

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Muitas pessoas se perguntam “por que não consigo vender na internet?”. Os motivos podem ser: falta de investimento, falha no planejamento, desinformação, entre muitos outros. Para superar esse desafio, existem soluções simples que você pode aplicar. Confira!

Me diga se este exemplo lhe parece familiar:

Você dedicou um tempo extremamente longo para criar a sua loja online perfeita, trabalhou duro no design do site e se certificou de que todos os seus produtos iriam se destacar.

Mesmo assim, você ainda não conseguiu vender tantos produtos quanto gostaria.

E o pior: você já distribuiu cupons, fechou parcerias com outras lojas, criou cartões fidelidade, criou diversas promoções e fez de tudo um pouco para vender na internet. Mesmo assim, nada aconteceu.

Isso é frustrante, certo?

Mas não desista. Na verdade, podem haver alguns motivos pelo qual os seus produtos não estão vendendo.

E a boa notícia nisso tudo é que existem maneiras muito claras para corrigir esses problemas, melhorar as suas vendas e, finalmente, ver a sua loja tendo o sucesso que você tanto esperou.

Se isso faz sentido pra você, então continue lendo e veja algumas dicas para turbinar as suas vendas online.

Entendendo por que não consigo vender na internet

Presença nas redes sociais

Apenas estar nas redes sociais não é garantia de sucesso nas suas vendas, afinal, mesmo que você saiba que o seu produto é excelente, não significa que ele não precise de esforço para ser visto e comprado, tá?

Nenhum produto se vende sozinho, por mais incrível que ele seja. Portanto, cabe a você, dono da loja, colocar a mão na massa e utilizar as redes sociais para convencer as pessoas de que vale a pena gastar dinheiro com o seu produto.

Ok, mas como fazer isso?

Você deve entender completamente quem são os seus clientes, o que eles gostam, o que não gostam e incluir o seu produto neste contexto.

Por exemplo: se você vende suplementos nutricionais para pessoas que estão em busca de uma vida fitness ou um corpo perfeito, então você pode retratar como será a vida das pessoas quando elas começarem a consumir o seu produto.

Dica de ouro: sempre que publicar na internet, lembre-se de criar uma história para ajudar o cliente a se imaginar usando o seu produto e sintam vontade de comprá-lo.

Plataforma de e-commerce adequada

Eu sei. Você está começando e, provavelmente, vai escolher a plataforma de e-commerce mais barata ou, se possível, de graça.

Isso não é relevante, certo? Errado!

Escolher a plataforma ideal também é um fator relevante para aumentar as suas vendas, afinal elas devem oferecer todo o suporte e condições para que você consiga gerenciar o seu negócio sem dores de cabeça.

Isso significa que a plataforma ideal, deve ter:

  • responsividade, ou seja, funcionar tão bem no computador quanto no celular;
  • ter fácil integração com os principais ERPs do mercado;
  • integrar com os principais meios de pagamentos;
  • oferecer soluções para frete que podem otimizar o seu tempo;
  • ter canais de atendimento ao consumidor;
  • e mais.

Dica de ouro: procure optar por uma plataforma de e-commerce que te dê autonomia suficiente para fazer as alterações que forem necessárias ou integrar com as ferramentas que você quiser.

Diversos meios de pagamento

Não há nada mais frustrante do que desejar comprar um produto, mas descobrir que a loja não aceita o meio de pagamento que você escolheu ou que só aceita um meio de pagamento, como dinheiro, por exemplo.

Algumas pessoas preferem pagar via cartão de crédito, débito, PIX, boleto ou até mesmo no dinheiro, portanto você deve ter diversos meios de pagamento disponíveis para garantir que o cliente não vá embora.

Dica de ouro: verifique se os meios de pagamento que você oferece hoje na sua loja são suficientes e pergunte aos seus clientes se eles gostariam que você adicionasse um novo.

Logística adequada

Um dos maiores desafios de quem tem uma loja online é conseguir dar conta de fazer as entregas na velocidade adequada e garantindo que o produto chegará intacto na casa do cliente.

Por isso, uma boa logística também é um fator determinante para vender mais ou menos.

Afinal, de nada adianta as melhores estratégias de marketing, se você demora para entregar o produto na casa do cliente, tem o hábito de perdê-lo e, muitas vezes, os produtos chegam danificados no destino final.

Por isso, a experiência nesta etapa é um ponto de atenção que merece ser levado em consideração, pois é uma maneira de humanizar o relacionamento com os seus clientes e não apenas garantir que eles vão voltar, mas que também vão indicar a sua loja para outras pessoas.

Dica de ouro: ter um sistema de gestão da logística dos produtos pode ser uma boa estratégia de organização e otimização das entregas, armazenamento e até mesmo gestão dos fornecedores.

Vender nos principais marketplaces

Por fim, neste último ponto de atenção, é interessante observar se você está perdendo vendas por não estar nos principais marketplaces do mercado.

Afinal, se você ainda está começando no mercado, garantir a autoridade da sua marca pode ser um processo lento e cansativo.

Por outro lado, vender em uma marketplace que já possui uma marca consolidada no mercado e recebe um tráfego de milhões de pessoas mensalmente, pode ser uma oportunidade para que você consiga sair do zero a zero.

Logo, se você ainda não vende como gostaria, uma boa opção é escolher um marketplace, cadastrar o seu produto e testar esse espaço, até que você consiga crescer a sua loja.

Dica de ouro: não coloque os seus produtos em todos os marketplaces ao mesmo tempo, principalmente se você ainda não possui funcionários e precisa lidar com a sua loja sozinho. Neste caso, estude todas as plataformas, escolha a que mais fizer sentido com você e, somente depois disso, cadastre os seus produtos e comece a vender.

Como alavancar minhas vendas online

Conheça seu público

Essa é a dica mais clichê, porém muito útil de toda a internet. Você, de fato, conhece o seu público?

E eu não estou falando do básico “mulher, 30 anos, mora em São Paulo”. Conhecer o seu público significa:

  1. saber o que eles fazem no seu tempo livre;
  2. o que eles não gostam;
  3. quais são as redes sociais que ele mais usam;
  4. quais são os seus sonhos e medos;
  5. quais as marcas que ele mais gostam e/ou compram;
  6. principais desafios;
  7. e mais.

Sabendo de todas as respostas para essas perguntas, será ainda mais fácil fazer mais vendas na sua loja online.

Entenda o seu produto

Para saber bem como prometer e vender os benefícios do seu produto, é preciso, de fato, ter conhecimento sobre ele.

Afinal de contas, você não quer prometer que o seu produto possui uma determinada funcionalidade se, no final das contas, ele não fizer isso, certo?

Por isso, estude os seus produtos e os compare com a concorrência. O que eles possuem de diferente e melhor? Quais características podem ser melhoradas?

Anote todos os pontos que considerar relevantes e os utilize como argumento de vendas.

Produza conteúdo adequado

De nada adianta vender banana e ficar falando de maçã no seu perfil, não é mesmo?

Então, seja estratégico em tudo o que você postar nas suas redes sociais. Afinal, se o seu propósito é vender, você deve trabalhar com o foco nisso.

Algumas ideias que podem ajudar:

  • incentivar que os clientes façam perguntas;
  • responder estas perguntas e aproveitá-las em novos conteúdos, como posts no feed ou reels;
  • criar vídeos sobre os seus produtos;
  • adicionar imagens ambientadas, ou seja, com o seu produto dentro de um contexto ou sendo utilizado;
  • entre outras possibilidades.

Quando bater a dúvida, você sempre pode pesquisar referências na internet e conferir o que outras empresas estão fazendo.

Mas atenção: buscar referências e inspirações NÃO significa copiar e, ao fazê-lo, você pode minar a autoridade da sua marca. Fique ligado!

Divulgue seu produto

Nem só de conteúdo educativo vive uma empresa, lembre-se disso. Por outro lado, publicar somente imagens do seu produto não fará com que ele venda.

Entende a complexidade disso?

A solução é sempre tentar unir o útil ao agradável. Você pode publicar dicas, ideias, sugestões e inspirações para os seus clientes, mas sempre há espaço para incluir e divulgar o seu produto dentro deste contexto, como por exemplo:

  • publicar um passo a passo de skincare e colocar os produtos da sua marca dentro desse contexto;
  • mostrar dicas para combinar uma mesma peça em várias ocasiões, incluindo as roupas da sua loja nas combinações;
  • apresentar os materiais necessários para quem deseja começar a desenhar, mas mostrando que você tem esses produtos na sua papelaria;
  • ou então mostrar como ter uma alimentação saudável e apresentar um vídeo que mostra todos os produtos da sua loja ou supermercado.

É claro que tudo isso são apenas exemplos, mas é a partir desta ideia que você poderá criar para a sua própria loja, seja em redes sociais, no seu site, blog, e-mail ou em outro canal.

O seu produto pode (e deve) permear toda a estratégia de divulgação da sua marca, então trabalhe com isso.

Tenha um site de vendas

Por fim, porém não menos importante: já passou da hora de você ter um site próprio da sua marca.

Um site ajuda a agregar maior credibilidade e autoridade à sua empresa, além de dar a impressão de que a sua marca é grande e bem-sucedida.

É lá onde os seus poderão saber mais sobre a história da empresa, quem é você (a pessoa fundadora), quem são os funcionários, qual o endereço e fotos da empresa e, é claro, imagens de todos os produtos a um clique de distância da compra.

Um site é como um universo à parte onde os clientes estarão imersos na sua marca, sem distrações de outros anúncios, stories ou posts, como é na redes sociais, por exemplo.

Mas se você ainda tem dúvidas, veja estas vantagens:

  • um site ajuda a aumentar as suas vendas;
  • faz com que você apareça na página de resultados do Google, quando as pessoas pesquisarem por palavras relacionadas à sua loja;
  • ajuda a proporcionar maior autoridade à sua marca;
  • ajuda a expandir o negócio, já que é um dos primeiros canais de contato entre a empresa e o futuro cliente;
  • e para se relacionar com a audiência.

Por outro lado, se você já tem um site, procure mantê-lo atualizado, fazer otimizações de SEO, atualizações no design, conteúdos constantes e evitar que ele tenha qualquer erro.

No entanto, se você deseja ir além e criar a sua loja virtual agora mesmo, então é hora de conhecer a forma mais fácil de começar a vender com a sua loja na internet. Veja mais!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.