Produtos e Nichos

Como revender celulares? Guia completo para comprar celulares para revender

como revender celulares

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Pelo fato dos celulares fazerem parte do dia a dia das pessoas, revender esses aparelhos pode ser uma excelente maneira de você ver a sua renda mensal aumentar consideravelmente. Porém, para que a prática seja efetiva, alguns pontos precisam ser considerados, como a definição do modelo de negócio e a escolha dos fornecedores certos.

Você já parou para analisar o quanto os celulares fazem parte do dia a dia das pessoas? Os aparelhos são tão presentes e importantes para diversas atividades que tornaram-se uma extensão do corpo humano.

Tomando isso como base, há de se pensar que existe um mercado potente por trás: o de revenda de celulares. Ótima oportunidade para quem quer ganhar dinheiro em uma escala considerável, revender celulares é uma das possibilidades do varejo que possui um bom lucro – mas, como qualquer outro negócio, ter uma estratégia competitiva é fundamental.

Se você encontrou nessa área uma vontade de empreender, esse texto vai te servir como uma boa base para aprender como revender celulares. Por isso, leia atentamente o conteúdo para que seu negócio se destaque e obtenha o sucesso desejado.

Boa leitura!

Será que revender celulares dá lucro?

Pergunta que boa parte das pessoas faz, revender celulares dá lucro sim. Contudo, é preciso pensar bem em como todo o ecossistema irá funcionar, pois cada detalhe dele é muito importante.

A certeza de que o ramo dá dinheiro vem da constatação de que o produto é muito bem aceito na sociedade, das pessoas mais jovens às mais velhas. Além disso, é possível observar, também, o desejo de consumo de algumas delas. Em outras palavras, se um modelo novo chega ao mercado, é sinal de que o aparelho que está sendo usado já está obsoleto.

Mais um aspecto que demonstra como revender celulares dá dinheiro é a margem de lucro. Quando se pesquisa bem, é possível comprar celulares a um preço justo e que te fazem ter um preço competitivo no mercado. Diante disso, um estudo de mercado se faz essencial para quem quer entrar no ramo.

Atualmente, o comércio brasileiro de revenda de celulares está concentrado principalmente no comércio eletrônico (ou e-commerce). E, isso se deve a muitos motivos, desde o baixo custo para a abertura do negócio até o estoque físico que não é necessário.

De acordo com uma pesquisa feita pela Webshoppers, relatório de maior credibilidade sobre o comércio eletrônico brasileiro, a revenda de celulares foi uma das quatro categorias que mais cresceram no varejo online durante a pandemia. 

Informações como essa são extremamente relevantes, principalmente para quem ainda está em dúvida sobre embarcar na ideia de revender celulares ou não. Logo, com um cenário positivo, a probabilidade de abrir, de fato, uma revenda é muito maior.

Como funciona esse tipo de negócio?

Ter o seu próprio negócio é um dos principais sonhos do brasileiro. Durante a pandemia, o empreendedorismo aumentou ainda mais, principalmente porque as pessoas estavam (e ainda estão) em busca de novos meios de complementar sua renda.

Dentre um dos mercados mais atrativos no Brasil é o de revenda de produtos, até porque em muitos casos não precisa de um grande investimento – o que, infelizmente, não acontece quando o produto é celular.

Para começar na área de revenda de celulares, é preciso compreender que o investimento inicial não será baixo. Estima-se que, de início, um valor a partir de R$ 30 mil seja o suficiente, considerando toda a questão de abertura do negócio até a compra do estoque.

Apesar do valor ser alto, as estimativas de lucro também são. Por conta dos modelos a serem comercializados, o seu negócio pode lucrar em torno de R$ 20 mil a R$ 50 mil por mês – mas tudo isso dependerá do público com o qual você vai trabalhar.

De toda forma, considerar entrar nesse ramo é extremamente positivo – e não só porque ele é lucrativo, mas também porque as demandas pelo produto sempre existirão.

O que é preciso para revender celulares?

Antes de aprender como ser um revendedor de celular, você precisa definir qual será o formato do seu negócio. Para isso, listamos três tipos:

Ter uma loja física

Modelo mais tradicional do mercado, revender celulares em uma loja física pode ser algo bastante promissor, principalmente se o espaço estiver em uma localização privilegiada e com um alto fluxo de pessoas.

Porém, para que esse modelo de negócio tenha sucesso, você precisa considerar diversos outros pontos, como o aluguel, o espaço do estoque, a quantidade de funcionários que vai precisar, documentação para que a loja possa funcionar, etc.

Vender celulares pela internet 

Outro modelo de negócio bem interessante para apostar é na revenda de celular de forma online.

Aqui, o empreendedor pode vender os aparelhos tanto em uma loja virtual própria ou através de marketplaces, opção que aumenta – e muito – a quantidade de pessoas que pode encontrar o anúncio do produto.

Para quem quiser revender celulares pela internet, é preciso ter em mente que o mercado é bastante concorrido, principalmente nesse segmento. Por isso, pensar em uma boa estratégia para se destacar das demais lojas é imprescindível. 

Adicionar o produto aos já existentes

Para vender um celular novo, você não precisa, necessariamente, abrir um estabelecimento apenas com esse tipo de produto. Na verdade, se você já tem uma loja de acessórios para celular, como fones de ouvido e capinhas, adicionar o aparelho pode ser uma boa alternativa.

Há, ainda, a possibilidade de você ofertar o serviço de assistência técnica em sua loja, ampliando ainda mais o público e, consequentemente, a sua lucratividade.

Quer saber como revender celulares? Confira o passo a passo

Ser um revendedor de celulares não é tão difícil quanto parece. Aqui, o que você mais precisa é, além da força de vontade, contar com os fornecedores certos, pois são eles que irão te ajudar na hora de comprar celular no atacado.

Veja abaixo um passo a passo para se inserir no nicho de revenda de celulares novos:

Pesquise pelas preferências do público-alvo

Assim como em qualquer outra área, fazer uma pesquisa de mercado é muito importante. Por isso, selecione o público que você quer atingir e, depois, verifique quais são os aparelhos que eles mais estão de olho. 

Para o caso de se trabalhar com o público de renda mais alta, marcas como Samsung e Apple devem ser consideradas. Mas se o público for das classes B e C, celulares mais populares e em conta já podem dar conta do recado – como o Xiaomi.

Para que seu público-alvo seja bem delimitado, monte um plano de negócios detalhado e coloque nele todas as características acerca da persona, como idade, renda e qual a finalidade do aparelho. Tudo isso irá te auxiliar na hora de comprar os produtos.

Descubra quais são as melhores marcas 

Depois de definir o público-alvo e saber exatamente o que ele procura, é hora de ir em busca das melhores marcas para revender.

Nesse ramo, apostar em aparelhos mais em conta e de procedência duvidosa pode não ser o caminho, pois com certeza o cliente vai perceber que a qualidade não condiz com o que está sendo vendido. Portanto, pesquise sobre os modelos mais populares entre o seu público e invista naqueles que possuem credibilidade no mercado.

Defina um catálogo de produtos

Com as marcas escolhidas, é hora de definir os aparelhos que serão vendidos de fato em sua loja.

Engana-se quem pensa que é preciso comprar todos os modelos existentes para que a revenda de celulares seja um sucesso – na realidade, o que acontece é exatamente o contrário.

Por ser um produto de custo elevado, fazer um grande estoque não é muito vantajoso, até porque ele pode ficar parado. Então, para que tudo seja feito da melhor maneira possível, considere compor o seu mix de produtos apenas com os celulares que realmente têm boa saída, bem como aqueles que os seus concorrentes também têm.

Escolha o melhor fornecedor

Com todas as informações pertinentes em mãos, chegou a hora de descobrir como comprar celulares direto da fábrica. Mas antes, fique de olho nas regras para a comercialização do produto, pois às vezes é preciso do aval do fornecedor autorizado.

Para facilitar a sua pesquisa, listamos a seguir os principais fornecedores de celulares para revender:

Tenha uma estratégia de vendas consistente

Não pense que só porque celulares são produtos que vendem bem, eles vão se vender sozinhos. Na prática, você vai precisar criar uma estratégia de vendas muito boa para que o seu público compre o aparelho de você e não de outro revendedor.

Portanto, o primeiro passo para você ser conhecido no mercado é investir em marketing – seja ele on ou offline. Crie conteúdo, faça promoções, mostre ao consumidor que a sua loja é a melhor escolha.

Ademais, invista também no relacionamento que você vai ter com os clientes, pois, como o seu produto é algo que possui uma vida útil de 2 a 3 anos, você muito provavelmente vai querer que eles voltem a fazer negócio contigo quando for a hora de trocar o aparelho, certo?

E, é claro, não se esqueça de ter uma boa gestão dos pedidos, controle de entregas, fluxos de caixa e outras demandas que o varejo exige. Só assim sua loja será bem sucedida!

Conclusão

Neste texto, você pode observar como o mercado de revenda de celulares é interessante e pode ser um negócio muito lucrativo para você. Depois de fazer toda a pesquisa de mercado, público e melhores marcas para investir, é preciso analisar quais serão suas estratégias de comunicação – afinal, para que o produto seja vendido, ele precisa ser de conhecimento das pessoas.

Para quem está começando a empreender agora, a dica mais importante é conseguir economizar o máximo que puder. Portanto, considere abrir a sua revenda na internet. Tenha um e-commerce próprio e também publique os produtos nos principais marketplaces, como Mercado Livre e Shopee.

Mas antes disso, crie seu e-commerce com a Bagy!

A Bagy existe para facilitar todo o seu processo de ter uma loja virtual. Você vai um site próprio para que suas vendas sejam feitas para qualquer parte do Brasil e ainda conta com a integração com as principais ferramentas do mercado. Não perca a oportunidade e acesse o site da Bagy!

Pedro Fonseca

Especialista em Marketing e Estratégias Digitais, atua no mercado de e-commerce a mais de 3 anos. Hoje seu principal foco, como CMO na Bagy, é trazer conteúdo relevante para empreendedores de todos os portes e segmentos, a fim de melhorar seus resultados e disseminar boas práticas no comércio eletrônico.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.