Aprenda como montar uma loja virtual

Como montar uma loja virtual no Instagram: guia para o sucesso nas vendas online

Saber como montar uma loja virtual no Instagram é o desejo de muitos empreendedores que querem prosperar com vendas online. Em alguns passos, o início de um objetivo pode ser concretizado.

Vender na internet não precisa ser algo complicado. Muitos acreditam que o processo é bem mais complexo do que realmente é, o que impede muitos empreendedores de começar. Montar uma loja virtual no Instagram é um ótimo começo e que exige muito menos esforços e burocracia do que você pode imaginar.

O Instagram é a rede mais democrática atualmente e por isso você precisa posicionar sua empresa lá. Todo tipo de público está na rede social, o que significa que pouco importa seu mercado, desde que você faça um bom trabalho. Montar uma loja virtual no Instagram e começar a ter bons resultados de vendas é mais fácil do que você pensa.

Neste post, vamos desmistificar esse processo e ajudar você a começar a empreender agora mesmo. Acompanhe!

Entenda o que é uma loja virtual no Instagram

A loja virtual no Instagram é um perfil comercial na rede social que funciona como uma vitrine para produtos de marcas variadas. Por meio desse espaço, você pode publicar fotos desses itens e ainda colocar informações detalhadas sobre preço, tamanhos entre outros dados essenciais.

O grande diferencial que o Instagram oferece para que, de fato, esses perfis comerciais sejam vistos como lojas virtuais é o recurso da sacolinha. Quando obtido, é possível usar marcações em fotos de produtos, que servirão como etiquetas de identificação que podem ser posicionadas sobre esses itens.

Assim, ao tocar na tag, o consumidor pode verificar todas as informações que desejar e, se houver interesse, pode clicar no botão de compra, que fará o redirecionamento para o site da empresa.

novidades para ter loja online de sucesso

Conheça as funcionalidades do instagram como uma ferramenta de venda online

O Instagram pode ser uma ótima ferramenta de venda online, justamente porque há recursos muito importantes na rede social. Ao usar uma conta comercial e os recursos de vendas da plataforma, você consegue visualizar as funcionalidades que tornam o seu perfil com mais “cara” de loja virtual. Descubra as principais funcionalidades!

Tags de preço

As tags de preço são como as etiquetas de roupas que vemos quando vamos a um estabelecimento físico, seja na rua, seja no shopping. Os clientes podem conferir de forma rápida o quanto custa determinado item, o que é essencial na decisão de compra. Com a possibilidade de marcar os itens nas fotos, você também coloca esse preço mais visível.

Informações detalhadas dos produtos

Ainda que não dê para fechar a compra dentro do Instagram, antes mesmo de ser redirecionado para o site da marca as pessoas conseguem saber tudo que deseja sobre o item. Essas informações ficam à disposição assim que você clica no ícone da sacolinha. Assim, você decide ainda no ambiente da rede social se avança para finalizar a compra.

Links para a loja virtual

O consumidor gostou do produto que viu na loja do Instagram e quer fechar negócio? Basta clicar no botão de compra, então essa pessoa será direcionada para fechar negócio no site da empresa. Se você ainda não tem um site pronto, pode começar a pensar agora mesmo em criar o seu de maneira simples e rápida com ajuda do Bagy!

Por que apostar em montar uma loja virtual?

No primeiro semestre de 2021, o Brasil bateu recorde no faturamento de e-commerce: R$ 53,4 bilhões. O incrível número só afirma o evidente crescimento e estabilização desse mercado. Hoje, comprar pela internet é uma realidade para muitos brasileiros, e essa tendência não deve recuar no futuro.

Se esse cenário é a realidade, saber aproveitar o terreno fértil para crescer sua empresa é um movimento praticamente óbvio. É claro que isso passa pela superação da desconfiança de começar um novo negócio, mas o horizonte animador abre espaço para que novas empresas iniciem suas atividades.

Não dá nem mesmo para dizer que uma loja virtual é uma “aposta”. Hoje, desde que você estruture o negócio da maneira certa, entendendo seu público e como explorar as possibilidades que o mercado oferece, o sucesso chega, mais cedo ou mais tarde. Portanto, investir em uma loja virtual é uma excelente ideia.

Como habilitar o recurso de vendas no Instagram?

O primeiro passo é criar uma conta comercial ou alterar sua conta pessoal para esse formato. Em seguida, você precisa criar uma página de negócio para sua empresa no Gerenciador de Negócios do Facebook. É por lá que você vai poder criar um catálogo de produtos que será usado no Instagram, posteriormente.

Depois de criar sua conta no Gerenciador de Negócios, você vai poder começar a cadastrar seus produtos, mas precisará aguardar a análise que o Facebook faz. Depois disso, pode começar a sincronizar esse catálogo com o Instagram.

Como montar sua loja no Instagram passo a passo

Saber como fazer uma loja virtual no Instagram é a necessidade de muitos empreendedores que já têm boas ideias, mas não sabem como começar na parte de organização. Confira o passo a passo que preparamos a seguir e veja como é mais fácil do que parece!

Confira os requisitos do perfil comercial

Para começar sua loja virtual no Instagram é preciso se atentar a alguns requisitos como:

  • ter um perfil comercial;
  • ter a conta no Gerenciador de Negócios;
  • criar um catálogo no Gerenciador de Negócios;
  • se adequar às políticas do Instagram em relação às vendas.

Vincule sua página do Facebook

Em seguida, você precisará informar ao Instagram qual é a página do Facebook relacionada à loja. Para isso, vá na opção “Editar perfil” dentro do seu perfil do Instagram. Lá, selecione “Página” e então indique qual é a página do Facebook que fará essa conexão com sua loja do Instagram.

Conecte o Instagram a um catálogo do Facebook

Aqui, é necessário que você já tenha criado seu catálogo de produtos no Gerenciador de Negócios do Facebook. Se isso ainda não foi feito, faça agora mesmo. Só depois disso é possível prosseguir com o processo.

Cadastre-se no Instagram

Agora é fácil: acesse seu perfil no Instagram, vá no menu “Empresas” e em seguida toque em “Compras”. Depois disso, basta seguir os passos que a plataforma vai mostrar na tela, sendo uma etapa bastante fácil e intuitiva.

É importante destacar que, nesse momento, você vai solicitar a habilitação do recurso de compras no Instagram, o que leva alguns dias e depende de avaliação da plataforma. Se você sentir que precisa de ajuda para isso e quer ter maiores chances de aprovação, o Bagy tem uma consultoria que ajuda a conquistar essa função.

Comece a divulgar os produtos

Tudo que você precisa fazer daqui em diante é postar as fotos dos seus produtos, marcá-los com o ícone da sacolinha e se preparar para vender muito. Por isso, planeje suas postagens e se certifique de postar as melhores fotos possíveis.

Dicas para divulgar e aumentar o alcance da sua loja no instagram

Depois de montar uma loja virtual no Instagram, agora é hora de colocar em prática uma boa estratégia de marketing para impulsionar o negócio, conquistar mais público e ter ótimos resultados de vendas. Veja boas dicas de como fazer isso a seguir!

Faça vídeos

Os vídeos são ótimos formatos de conteúdo para serem divulgados no Instagram. Eles têm maior poder de captar a atenção do público e mostrar seus produtos, como funcionam e como podem ser usados. Por isso, não deixe de fazer vídeos!

Faça lives

As lives captam atenção imediata do seu público porque gera nessas pessoas a ideia de que elas não podem perder aquele conteúdo ao vivo. Então, para fazer jus ao tempo que essas pessoas investem, leve bastante informação nas lives e, se possível, vantagens para quem as assiste.

Poste stories

Os stories são o melhor recurso para manter o público mais próximo do seu negócio, entendendo tudo que está acontecendo e também bem informado sobre lançamentos, por exemplo. Mostre também os bastidores do negócio e use os stories para gerar interações.

Faça sorteios

Os sorteios ajudam a aumentar o engajamento com seu público e gerar um imenso volume de interações. Em troca, essas pessoas terão direito de ganhar algo importante, que pode ser um produto da sua marca.

Tenha suas próprias hashtags

As hashtags são importantes para gerar interações com sua marca. Para isso, divulgue os termos que você deseja que sejam usados e incentive sua audiência a fazer isso. Peça também para que essas pessoas usem as hashtags quando postarem fotos dos seus produtos. Assim, elas vão estimular novos compradores em potencial.

Invista em marketing de influência

Influenciadores vão ajudar sua marca a se conectar com consumidores em potencial com muito mais facilidade. Para que isso seja possível, é importante encontrar os representantes certos, ou seja, gente que tenha voz relevante e que realmente fale com quem tem interesse na sua marca.

Invista em anúncios impulsionados

Por fim, não se esqueça dos anúncios impulsionados. O Instagram tem sua própria categoria, que pode ser criada no Instagram Ads, ferramenta gratuita e integrada à rede social. Assim, você alcança mais pessoas por meio de campanhas feitas sob medida.

estratégias para vender mais na Shopee

7 dicas fundamentais para sua lojas online

Contrate uma plataforma que atenda ao seu negócio

A escolha da plataforma é o primeiro passo e um dos mais importantes na hora de montar uma loja virtual. Isso porque ela é a base para estruturar todo o seu negócio. Sendo assim, é essencial escolher uma plataforma de qualidade e que se adapte às suas necessidades.

Existem hoje no mercado plataformas gratuitas e pagas. As gratuitas são bastante limitadas, além de não possuírem suporte técnico e por isso demandam que você tenha conhecimentos específicos ou que contrate especialistas.

Já as plataformas pagas, costumam ter suporte de qualidade e mais possibilidades de personalização. E não pense que é super complicado ou que demandam um alto investimento! A Bagy, por exemplo, permite criar sua loja virtual em menos de 15 minutos e por menos de R$30,00 por mês. Ou seja, não existem desculpas para não ter sua loja virtual!

Tenha um bom sistema de pagamento

Após montar sua loja virtual, o segundo passo é implementar um sistema de pagamentos. Existem 3 maneiras de receber pagamentos online:

  • Intermediadores de pagamentos: é a solução mais recomendada para quem está começando uma loja virtual. Os intermediadores são bem simples de usar, além de assumirem o risco de fraude e fazer adiantamento das vendas. Eles costumam cobrar uma taxa por transação e um variável sobre o valor total da venda. São exemplos de intermediadores: PagSeguro e WireCard.  
  • Gateways de pagamento: oferecem soluções mais robustas de pagamento e garantem conexões mais estáveis com as redes. Diferente dos intermediadores, eles cobram apenas a taxa fixa por transação (o que torna a solução mais barata). No entanto, o serviço anti-fraude deve ser contratado a parte e para receber adiantamentos terá que lidar diretamente com as adquirentes (ex.: Cielo e Rede), tornando o processo mais um pouco mais complexo.
  • Integração direto com a adquirente: Essa opção é para os lojistas mais experientes que tenham uma equipe dedicada de desenvolvimento e de segurança. Além de ter contato direto com o adquirente, é possível negociar as taxas e ter controle de toda a experiência do usuário.

Tenha um bom sistema antifraude

Receber e efetuar pagamentos na internet, exigem preocupações extras como um sistema anti-fraude. Nas lojas virtuais, a rede de adquirência não se responsabiliza pelo pagamento de compras fraudulentas.

Por exemplo: se um cliente efetua uma compra com um cartão de crédito roubado, a operadora de cartão irá desfazer a operação. O resultado? Você fica sem o dinheiro e sem o produto. Por isso, o sistema anti-fraude é tão importante.

Assim como falamos anteriormente, se você optar por um intermediador de pagamentos não terá que se preocupar com isso. Entretanto, se escolher outro método, você precisará contratar um serviço anti-fraude.

Os seus potenciais clientes, se preocupam com a segurança das informações que irão fornecer para efetuar a compra. Por isso, você deve provar que se preocupa com a segurança dos dados. Existem dois tipos de segurança para lojas virtuais:

  • SSL (Secure Socket Layer) – Se o usuário tiver que se cadastrar para comprar em sua loja virtual, é obrigatório o uso de SSL. Ele funciona como uma proteção para todos os dados que os usuários inserem em formulários.
  • Scan de Aplicação e IP – Busca vulnerabilidades em seu site que permitiriam  acesso ao seu banco de dados possibilitando o roubo de informações. Dessa forma, o Scan encontra essas falhas e aponta para a equipe de desenvolvimento corrigir.

Tão importante quanto proteger as informações do seu cliente, é provar a ele sua preocupação. Por isso, selos reconhecidos que indiquem a alta segurança de sua loja causam um impacto positivo e muitas vezes, aumentam as vendas.

Invista na divulgação da sua loja

É preciso também dedicar uma parte do seu tempo e dinheiro para a captação de novos clientes. Separamos as principais fontes de tráfego que você pode utilizar para potencializar sua vendas!

  • Conteúdo – Oferecer um bom conteúdo para os seus seguidores é uma maneira barata de atrair visitantes. Invista em conteúdos que tenham relevância para o seu público e que gerem valor para sua marca. Você pode usar as redes sociais como ferramenta para divulgar seus conteúdos.
  • Anúncios-  As ferramentas de anúncios (Google Adwords e Facebook Ads) funcionam muito bem para empresas que possuem verba para investir em marketing, pois geram um alto volume de visitantes em curto prazo.
  • Email Marketing – É um ótimo canal de vendas para sua loja virtual. Por isso, é importante manter uma lista atualizada de todos os seus clientes, para continuar enviando as novidades e promoções. Você pode fazer esse tipo de divulgação também, pelo whatsapp.
  • Tenha boas fotos dos seus produtos – Fotos com boa qualidade vendem mais. Por isso, invista em fotos que mostrem e valorizem o seu produto em diferentes ângulos.

Ofereça suporte para os seus clientes

Tanto na pré-venda, quanto na pós-venda, todas as empresas que atuam no mercado de lojas virtuais precisam oferecer suporte.

Se a sua loja for pequena, você pode oferecer o suporte através de e-mail, telefone e até WhatsApp. Caso sua empresa seja maior, você pode optar por ferramentas de gestão de processos de suporte.

Tenha um bom processo de logística

Para que você consiga atender aos pedidos da sua loja virtual, alguns processos de logística precisam ser executados:

  • Receber o pedido de venda que foi gerado na plataforma
  • Verificar os pagamentos (boletos, cartões, depósitos bancários)
  • Separar e conferir os pedidos
  • Embalar as mercadorias
  • Emitir notas fiscais eletrônicas e etiquetas
  • Despachar as mercadorias
  • Acompanhar a entrega do pedido

Ter um processo eficiente em todas as etapas é essencial para o sucesso do seu negócio. Principalmente, na hora de definir a forma de entrega da sua loja. Existem algumas maneiras de realizar a entrega:

  • Correios – o meio mais simples de começar a realizar suas entregas. Existe um limite de 30kg por envio e de dimensões. Um grande defeito dos correios é o risco da entrega ser prejudicada por greves ou outras paralisações.
  • Transportadoras – São mais estáveis que os correios, pois o risco de greves é bem menor, por se tratar de empresas privadas. Além disso, não há limites de peso e tamanho. Entretanto, essa opção é muito cara para quem possui um volume pequeno.
  • Motoboy – Se a entrega for na mesma cidade, você pode oferecer o serviço de entrega via motoboy, possibilitando a entrega no mesmo dia para o cliente.

Fique atento a legislação!

De acordo com a Nova Lei do E-commerce, é necessário seguir algumas regras. Separamos as principais:

  • Informar os dados da empresa – O lojista é obrigado a informar as seguintes informações: CNPJ/CPF. endereço, nome da empresa ou em caso de pessoa física, o nome do vendedor.
  • Deixar claro, as despesas adicionais – É obrigatório que o lojista discrimine todas as despesas embutidas na compra, como frete e seguro.
  • Atendimento ao consumidor – é obrigatório oferecer pelo menos um canal de atendimento ao cliente.
  • Direito de arrependimento em 7 dias – o consumidor tem o direito de trocar o produto até 7 dias depois de fazer a compra, sem qualquer restrição por parte do lojista. O mesmo vale para produtos com defeito. Se o produto for um bem não durável, o prazo de troca é de 30 dias. Se for um bem durável, é de 90 dias.

Saber como montar uma loja virtual no Instagram e divulgar o trabalho da sua marca são duas etapas de trabalho fundamentais para alcançar o sucesso. Esse é o ponto de partida para ser um empreendedor de sucesso na internet! Que tal criar sua loja virtual em poucos minutos agora mesmo? O Bagy pode ajudar você nisso!

Chegou a hora de profissionalizar o seu negócio