E-commerce

Taxa de conversão no e-commerce: como melhorar a performance da sua loja virtual

Aprenda tudo sobre taxa de conversão para e-commerce

Veja o que você irá encontrar neste artigo

A taxa de conversão do e-commerce traz um dado importante para avaliar a performance da sua loja virtual: entre os visitantes do site, quantos estão se tornando clientes? Entenda agora a importância das conversões e como aumentar essa taxa.

O que uma loja virtual mais quer é vender, certo? Não adianta atrair milhares de visitantes para o site se você não consegue transformá-los em clientes. É por isso que é tão importante ficar de olho na taxa de conversão do e-commerce.

Os dados de conversão revelam se você está tendo sucesso em converter visitantes em clientes. Isso pode envolver uma série de fatores do site, como a experiência do cliente que navega pelo celular, a demora no carregamento das páginas e a falta de informações detalhadas sobre os produtos.

Pensando nisso, criamos este artigo para você saber como aumentar a taxa de conversão do seu e-commerce. Aproveite as dicas para não perder mais vendas na sua loja virtual!

O que é taxa de conversão?

Taxa de conversão é uma métrica que revela o percentual de pessoas que realizaram uma ação desejada, entre o número total de pessoas.

No e-commerce, refere-se ao percentual de usuários que efetuou uma compra, em relação ao número total de visitantes em determinado período de avaliação.

Essa métrica pode ser usada para avaliar diversas estratégias de marketing digital. No e-mail marketing, por exemplo, você poderia avaliar quantos usuários clicaram em um link, entre todos aqueles que abriram o e-mail.

Embora a conversão geralmente seja associada à venda, ela representa aquilo que a marca deseja que o usuário realize. Pode ser um clique, um download de material ou um cadastro, por exemplo.

Mas, quando falamos em taxa de conversão em e-commerce, nos referimos à conversão de visitantes em clientes — ou seja, nesse caso, a conversão é a venda.

A importância de investir em estratégias de conversão para e-commerce

Conquistar uma conversão significa que você atingiu o objetivo do e-commerce: vender. Quanto mais conversões você conseguir, mais vendas vai ter na sua loja virtual!

Mas a taxa de conversão é uma métrica um pouco diferente. Ela não mede o número absoluto de conversões, e sim o percentual em relação ao número de visitantes. Então, essa métrica revela se o seu e-commerce está sendo efetivo em levar os visitantes que já estão no seu site a comprar.

Portanto, a taxa de conversão não está relacionada exatamente ao número de usuários que você consegue atrair para o site. Ela está ligada ao poder de conversão do e-commerce, que envolve diversos fatores, como a qualidade das imagens, a organização das informações no site e a variedade de opções de pagamento.

Quando você otimiza esses fatores no site, pode ter mais resultados com as pessoas que já estão no seu site, em vez de investir mais em atração, que costuma exigir mais verba. Dessa maneira, você consegue vender mais, sem precisar atrair mais visitantes.

Como medir a taxa de conversão do e-commerce?

A taxa de conversão do e-commerce é uma divisão simples entre a quantidade de vendas em um período e o número de visitantes do site nesse mesmo intervalo. O cálculo fica assim:

Taxa de conversão do e-commerce = (Número de vendas / Total de visitas) X 100

É importante saber que não existe um percentual de taxa de conversão que seja considerado ideal. Tudo vai depender do segmento de mercado, do comportamento do consumidor, até mesmo da região dos clientes.

Para saber se a sua taxa é boa ou não, procure saber as referências no seu setor de atuação. Além disso, monitore o seu histórico para saber se a taxa está melhorando.

Como otimizar a taxa de conversão no seu e-commerce: confira as 12 melhores dicas!

Quando queremos melhorar a taxa de conversão do e-commerce, devemos focar nas ações de otimização do site. A intenção é extrair mais resultados dos visitantes do e-commerce.

A otimização da taxa de conversão tem nome: Conversion Rate Optimization. O CRO se baseia em análises de dados do site para decidir quais otimizações devem ser feitas. A seguir, vamos falar sobre as principais medidas de otimização que você pode adotar. Acompanhe:

Crie um site fácil de navegar

Os usuários precisam se sentir orientados dentro do site. Se não, podem logo desistir da compra.

Então, crie um site que seja fácil de navegar, com menus e categorias coerentes, elementos organizados e hierarquizados e padrões com os quais os usuários já estejam acostumados. Não invente a roda — utilize o que a web já oferece.

Forneça todas as informações que o cliente precisa

Os usuários também precisam se sentir bem informados no seu site. Se não, eles podem não confiar na sua empresa e desistir de comprar.

Portanto, informe os dados do seu e-commerce, como endereço, CNPJ e telefone, que transmitam confiança. Além disso, nas páginas de produto, descreva os itens e todas as especificações técnicas que o cliente precisa saber.

Simplifique os passos para a compra

O checkout é o momento crucial de uma compra. O cliente já decidiu o que quer comprar e só precisa finalizar o processo com os dados de entrega e pagamento.

Por isso, essa etapa precisa ser simplificada ao máximo, em poucas etapas, com passos claros e com a solicitação apenas dos dados necessários para a compra. Evite formulários longos e muitos detalhados que cansam os clientes.

Melhore a experiência no celular

Em muitas lojas virtuais, os acessos pelo celular já superaram o desktop e o notebook. Por isso, deixar de oferecer uma boa experiência para esses usuários reduz a sua taxa de conversão.

Afinal, os usuários acessam o site, veem que não funciona bem no seu celular e vão para o concorrente. Então, adote o design responsivo, que se adapta a todos os tamanhos de tela, para não perder mais clientes de smartphones.

Aumente a segurança do site

Você precisa garantir a segurança dos dados dos seus clientes. Isso é necessário para aumentar a confiança do cliente na sua loja e evitar que ele desista da compra, mas também é uma definição legal da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) no Brasil.

Para isso, você deve usar um certificado de segurança e protocolo HTTPS, além de adotar políticas de segurança da informação.

Melhore a velocidade de carregamento

A demora no carregamento é um dos principais fatores que levam os clientes a abandonar um site.

Por isso, você deve adotar medidas para acelerar a velocidade das páginas, como reduzir o tamanho das imagens, eliminar códigos desnecessários da programação e contratar um servidor mais eficiente.

Atraia as pessoas certas

Você já pensou que talvez a sua taxa de conversão seja baixa porque você não atrai as pessoas certas? Se os visitantes não têm o seu perfil de cliente, provavelmente eles vão entrar no site, ver seus produtos e fechar a página, porque não têm interesse naquilo.

Então, é importante conhecer o seu público e atrair pessoas que tenham mais chances de comprar.

Apresente opiniões de outros clientes

Opiniões de outros clientes funcionam como prova social. As pessoas são influenciadas pelo que os outros consumidores dizem, muito mais que a publicidade da marca.

Se outros clientes já usaram e aprovaram, as pessoas sentem que também devem fazer isso. É um tipo de “maria-vai-com-as-outras”, que ajuda a aumentar a taxa de conversão do seu e-commerce.

Use imagens de qualidade

As imagens têm poder no e-commerce. Elas mostram detalhes dos produtos e como eles podem ser usados, de maneira que os clientes entendam exatamente o que estão comprando.

Para que as imagens aumentem a taxa de conversão, apresente o produto em vários ângulos, em situações de uso, em boa resolução e com boa iluminação. Quando possível, use vídeos e imagens em 360 graus.

Ofereça mais opções de pagamento

Muitas pessoas podem desistir de uma compra se não ficarem satisfeitas com as formas de pagamento. À vista, a prazo, no débito, no crédito, boleto, PIX, dinheiro, PayPal, PagSeguro e muito mais — existem várias opções, e cada pessoa tem a sua preferência.

Então, disponibilize todas as opções que forem possíveis, com parceiros confiáveis de pagamento para o seu e-commerce.

Crie um layout atrativo

Pense nas vitrines de uma loja de shopping. Se o design da loja e os produtos não forem atrativos, você não vai nem querer ver o que mais a loja oferece. Assim funciona também no e-commerce — se o layout não causar uma boa impressão, o cliente não vai adiante.

Portanto, na hora de criar a sua loja, invista no desenvolvimento de um layout atrativo, priorize a simplicidade e alinhe à identidade visual da marca.

Informe custos extras antes do carrinho

No carrinho, os clientes podem ser surpreendidos com gastos imprevistos, como frete caro e taxas de conveniência. Quando isso acontece, é provável que desistam da compra, porque não contavam com esses gastos e podem se sentir enganados pela lojinha.

Então, procure informar todos os custos envolvidos já na página do produto, com transparência para o comprador.

A taxa de conversão é uma das principais métricas das lojas virtuais. Você precisa ficar de olho nesse indicador para saber se está fazendo um bom trabalho no seu site.

Se precisar otimizar a taxa de conversão do e-commerce, você já tem as dicas para isso! Mas, mesmo que as conversões estejam indo bem, sempre há uma oportunidade de otimização para converter mais visitantes em clientes.

Agora, se você quiser um parceiro para ter mais resultados com as vendas online, conheça a Bagy. Você pode criar a sua loja virtual com uma plataforma completa e começar a vender!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!