E-commerce

Confira 7 dicas incríveis de como ganhar dinheiro no Mercado Livre [GUIA COMPLETO]

Imagem ilustrativa de como-ganhar-dinheiro no mercado livre

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Com o sucesso das vendas online, cada vez mais comerciantes querem saber como ganhar dinheiro no Mercado Livre. A plataforma oferece ótimas chances de exposição, conectando milhões de clientes aos produtos desejados.

Ao longo dos anos, lojas online trabalharam para expandir o alcance de seus produtos, o que veio por meio dos canais de venda. Saber como ganhar dinheiro no Mercado Livre é fundamental, justamente porque essa é uma das principais plataformas de vendas online da América Latina. 

Com grande reputação e uma oferta gigante de nichos, você pode aproveitar esse potencial para posicionar seu negócio. Mas para isso, é importante seguir algumas dicas. Com tantos anunciantes, se destacam aqueles que sabem como se comportar.

Do cadastro à primeira venda, há uma série de tendências do Mercado Livre que precisam ser conhecidas, além das melhores práticas da plataforma. Mostramos algumas entre as principais ao longo deste post. Confira!

7 dicas incríveis para como ganhar dinheiro no Mercado Livre

Encontre um nicho de mercado

Primeiramente, você precisa saber ou definir um nicho de mercado. Por exemplo, vender roupas é algo muito possível, mas você terá uma ampla concorrência. Basta uma pesquisa para constatar o alto número de vendedores da categoria no Mercado Livre. Agora, se você identificar um nicho específico, essa concorrência diminui. Por exemplo, muitos lojistas concentram-se em vender roupas, mas há poucos que vendem Moda Modesta.

Isso permite que você se destaque e atenda a uma demanda específica de clientes interessados ​​em produtos sustentáveis para crianças. Bons nichos para serem explorados no Mercado Livre em 2024 são:

  • Eletrônicos;
  • Saúde e bem estar;
  • Moda e Beleza;
  • Decoração ;
  • Mercado Pet;
  • Mercado Infantil;

Tenha um bom relacionamento com os clientes

O sucesso de qualquer negócio online depende de um bom relacionamento com seus clientes. Atender bem é mostrar disponibilidade, solucionar dúvidas e resolver possíveis problemas que podem surgir antes e depois das compras. No Mercado Livre, isso tem ainda mais impacto por um motivo específico: as avaliações.

Compradores sempre vão dar preferência aos anunciantes que têm uma reputação alta, ou seja, uma boa média de avaliações. E você pode conquistar isso com bons produtos, descrições de qualidade nos seus anúncios, transparência com as informações, despacho rápido das mercadorias, entre outros pontos. Então, dê seu máximo para o cliente!

Conte com uma estratégia de marketing digital

O marketing digital é o que vai aproximar seu público da sua marca e fazê-la ser bem avaliada por todos. Para isso, há um trabalho extenso para ser colocado em prática, mas tudo gira em torno de divulgar sua loja do Mercado Livre. Assim, mais pessoas descobrem seus produtos e chegam à sua página de vendas.

Boas ações de marketing para colocar em prática são os anúncios patrocinados, que colocam seus produtos em maior visibilidade. Você consegue criar uma estratégia completa de aumento de alcance e atrair mais pessoas. Isso é possível dentro da Mercado Ads, ferramenta de marketing digital do próprio Mercado Livre.

Produza conteúdo que direcione o tráfego

Para dar suporte às vendas da sua loja no Mercado Livre, é muito importante investir em uma estratégia de Marketing de Conteúdo. Você pode criar um blog ou uma rede social para atrair a atenção do seu público com posts que falam sobre assuntos relacionados ao seu nicho e sobre seu produto. Assim fica mais fácil trazer essas pessoas para perto da sua marca.

Você pode criar vídeos, tutoriais, guias ou infográficos que destacam os benefícios e características exclusivas dos seus produtos. Lembre-se de que o conteúdo relevante e útil tem o poder de engajar e converter visitantes em clientes fiéis.

Invista em backlinks de qualidade

É importante investir em backlinks de qualidade. Isso significa que seus blogposts precisam incluir links de empresas e veículos de mídia com relevância. Quanto mais relevantes esses sites, melhor para a reputação do seu site na web.

Mas lembre-se: você só pode usar links que façam sentido para o post em questão. Do contrário, o Google vai penalizar seu site e você perderá a visibilidade nos resultados de pesquisa. Por exemplo, se você estiver falando de artesanato, poderá usar um link de uma notícia que fale sobre o consumo desse tipo de arte no Brasil. 

Busque desenvolver uma boa reputação

A reputação é o grande impulsionador da sua marca para alcançar sucesso no Mercado Livre. Nada é mais importante do que contar com a confiança do seu público, afinal, isso vai gerar mais visitas, melhor rankeamento no Mercado Livre e novas compras. Ninguém fecha um negócio por lá sem conferir a reputação do vendedor em questão.

Em resumo, tudo que você precisa fazer é trabalhar com produtos de boa qualidade, responder às perguntas em um tempo baixo e tratar bem seu consumidor. Essas pessoas esperam que você venda algo que seja exatamente o que você descreveu. E se for necessário devolver, não dificulte o processo. Esses são alguns dos principais fatores que contam, e muito, para quem deseja ter uma boa reputação dentro da plataforma.

Coloque seus produtos em mais canais

Mais canais podem representar uma série de ganhos para sua estratégia e, principalmente, para seus resultados de vendas. Se hoje você vende apenas em um canal, então é importante começar a pensar em outras plataformas, como o Mercado Livre. Mas, entenda que o marketplace não é a única boa opção para vender online.

Ter seu próprio site é fundamental para gerar credibilidade quando o consumidor procura sua marca na internet. E se você acha que é difícil criar e manter um site, não se preocupe. 

A melhor solução é a Bagy, uma plataforma que você pode criar sua própria loja virtual de e vender para todo o Brasil.

Como se destacar e conseguir ganhar dinheiro no Mercado Livre?

O Mercado Livre é um grande shopping online, com diversos lojistas e produtos à venda para os consumidores. Trata-se do maior marketplace da América Latina, com mais de 200 milhões de usuários e 10 milhões de vendedores.

Perceba, então, que a concorrência pela atenção e interesse dos compradores é grande. Provavelmente você vai se deparar com muitos outros lojistas vendendo os mesmos produtos que você. Nesse cenário competitivo, como destacar o seu negócio?

A seguir, trouxemos 7 dicas importantes para adotar as estratégias certas e ganhar dinheiro no Mercado Livre. Você precisa conhecer o seu público, explorar o marketing digital e fazer os seus produtos aparecerem nas buscas dos consumidores. Confira agora as dicas!

Como o Mercado Livre funciona?

Como funcionam as taxas para vender no Mercado Livre?

As taxas para vender no Mercado Livre variam de acordo com o tipo de anúncio, a categoria de produto e os serviços da plataforma que você utilizar. O anúncio do produto no Mercado Livre, por si só, é gratuito — o lojista só deve taxas e comissões à plataforma caso efetue a venda.

Tarifas de venda

Estas são as tarifas de venda no Mercado Livre, de acordo com o tipo de anúncio:

  • Anúncio Grátis: custo zero; tem duração de 60 dias, baixa visibilidade nos resultados de busca e não oferece opção de parcelamento sem juros.
  • Anúncio Clássico: tarifa de 11% a 16%, conforme a categoria do produto; tem duração ilimitada, alta visibilidade nos resultados de busca e não oferece opção de parcelamento sem juros.
  • Anúncio Premium: tarifa de 16% a 21%, conforme a categoria do produto; tem duração ilimitada, máxima visibilidade nos resultados de busca e oferece parcelamento em até 12x sem juros.
  • Além da tarifa de venda nos anúncios Clássico e Premium, há um custo fixo de R$7,90 por unidade vendida em produtos abaixo de R$90 (exceto para livros, que estão isentos).

A categoria de Suplementos, por exemplo, tem uma tarifa de 12% no Clássico e de 17% no Premium. Então, se você anunciar no Clássico e vender uma caixa de suplementos em pó no valor de R$70, você deve ao Mercado Livre o valor de R$7,70 de tarifa (12% de R$70), mais R$7,90 de taxa fixa. Portanto, você vai repassar R$15,60 à plataforma e ficar com R$54,40.

Custos de envio

No Mercado Livre, todas as vendas de produtos novos a partir de R$90 oferecem frete grátis ao comprador. Nesses casos, a plataforma pode cobrir até 50% dos custos de envio, dependendo da classificação e reputação da sua loja. 

Nos produtos abaixo desse valor, o frete grátis é opcional, mas os custos do envio são responsabilidade apenas da loja.

O valor do frete varia conforme a região do Brasil, o tipo de anúncio e o peso do pacote, que é calculado a partir das suas dimensões e peso físico. Um pacote de 1,5kg, por exemplo, pode ter um custo de envio de R$49,90 para as regiões Sul e Sudeste. Esse é o valor do frete para produtos novos abaixo de R$90, itens usados e Anúncios Grátis no Mercado Livre.

Já para os anúncios Clássico ou Premium, o Mercado Livre divide o frete com o lojista. Caso a reputação seja verde, a plataforma arca com 50% do envio (no exemplo, o lojista pagaria R$24,95 no envio). Caso a reputação seja amarela, o desconto é de 40%. Se a reputação for laranja ou vermelha, não há desconto. 

O Mercado Livre preparou um material onde você pode conferir em detalhes os custos aplicáveis à sua loja.

Outros custos

Além das tarifas de venda e custos de envio, você também pode ter outras despesas com as vendas no Mercado Livre.

Considere, por exemplo, o preço das embalagens do produto, que são responsabilidade da sua loja. Elas também podem influenciar nos custos de envio, já que entram no cálculo do peso e dimensões.

Além disso, o Mercado Livre oferece opções de publicidade na plataforma. Então, avalie também quanto você pode investir em marketing para destacar seus produtos nas buscas.

Como calcular o preço de venda no Mercado Livre

O preço de venda no Mercado Livre depende dos custos da plataforma, das despesas do seu negócio e da margem de lucro que você deseja obter.

Os lucros que a plataforma envolve, você já sabe. Eles são considerados Custos Variáveis da sua loja, já que estão relacionados à venda dos produtos. Despesas com luz e internet, pró-labore e salários e contratação de softwares, por exemplo, são custos fixos. Tudo isso deve entrar na precificação dos produtos.

Mas é importante também analisar quanto você deseja de lucro para o seu negócio a cada venda. É isso que vai sustentar a sua loja, permitir novos investimentos e fazê-la crescer.

Existe uma fórmula para calcular o preço de venda que você pode usar:

100 / [ 100 – ( DV + DF + LP ) ] = Margem de lucro

Sendo que:

  • DV são despesas variáveis;
  • DF são despesas fixas;
  • LP é o lucro pretendido;
  • Na fórmula, você pode usar os valores percentuais.
Fórmula para calcular o preço de venda: 100 dividido por (100 menos a soma das despesas variáveis, despesas fixas e lucro pretendido) é igual à margem de lucro. DV são as despesas variáveis, DF são as despesas fixas e LP é o lucro desejado. Valores percentuais podem ser usados na fórmula.

O resultado desse cálculo é a margem de lucro que você deseja obter nas vendas. Ela pode ser usada para todas as vendas ou para cada categoria ou produto. Depois, o mark up deve ser multiplicado pelo preço de custo do produto. Assim, você vai chegar ao preço de venda ideal.

Considere ainda as possibilidades de descontos que você pode oferecer aos clientes, além dos preços que os concorrentes praticam, para não ficar tão deslocado dos valores de mercado.

Como emitir notas fiscais para vendas no Mercado Livre?

A emissão de notas fiscais na venda de produtos é obrigatória para quem tem CNPJ. No Mercado Livre, você pode utilizar o emissor de NFs integrado à plataforma, que é gratuito e facilita a sua gestão fiscal.

Para utilizar esse sistema, existem alguns requisitos:

  • Ter um CNPJ cadastrado;
  • Atualizar o cadastro no Mercado Livre com os dados do CNPJ;
  • Ter um certificado digital A1 para proteger as transações online;
  • Estar registrado no Regime Simples Nacional ou no Regime Normal.

Logo depois de efetuar uma venda no Mercado Livre, você deve ir até o painel de vendas e imprimir a nota fiscal eletrônica. Alguns dados fiscais do produto devem ser preenchidos, como o código universal do produto, a origem (nacional ou importado), o NCM (Nomenclatura Comum do Mercosul) e CFOP (Código Fiscal de Operações e de Prestações).

Depois que a nota fiscal for aprovada e emitida, você deve imprimir o documento e fixar na parte externa da embalagem do produto antes do envio. Faça isso de maneira que a fiscalização possa visualizar e conferir o documento facilmente.

Qual é a melhor forma de descrever os produtos no Mercado Livre para aumentar a visibilidade?

A descrição dos produtos no Mercado Livre pode fazer a diferença nas vendas. Elas servem não apenas para deixar os consumidores bem informados, mas também para que os anúncios de produtos apareçam nas pesquisas no marketplace.

Lembre-se de que eles estão comprando à distância, sem poder ver, tocar ou experimentar o produto. Então a descrição ajuda a dar tangibilidade ao que você está vendendo.

A seguir, veja algumas dicas 

Utilize palavras-chave relevantes

No texto da descrição, utilize palavras-chave relevantes que descrevem o produto, a sua categoria e principais funcionalidades. Esses termos tendem a ser utilizados pelos usuários nas pesquisas durante a jornada de compra. Dessa forma, os anúncios têm mais chances de aparecer nessas buscas.

Forneça uma descrição clara e completa

Muitas vezes os compradores buscam alguma informação específica ou querem apenas criar confiança no produto para fazer a compra. Então, uma descrição completa ajuda o usuário na sua decisão de compra. Forneça todas as especificações do produto, de maneira que o comprador saiba exatamente o que está comprando.

Crie uma descrição própria

Se você trabalha com outros fornecedores, é comum que eles informem uma descrição padrão para os produtos. Por isso, muitos concorrentes acabam utilizando o mesmo texto para vender aqueles produtos. Evite fazer isso: diferencie-se da concorrência e se destaque nas buscas com descrições próprias, que podem ser mais persuasivas e atraentes para a compra. 

Utilize fotos de qualidade

Uma parte fundamental da descrição do produto são as suas fotos e vídeos. Se as compras à distância dificultam a tomada de decisão, as imagens ajudam a tangibilizar o produto e persuadir o consumidor. Dessa forma, a pessoa tem uma ideia melhor do que está comprando, dos tamanhos, cores e texturas, ainda que não possa tocá-lo.

Programa de afiliados do Mercado Livre: o que é e como participar!

Você também pode ganhar dinheiro no Mercado Livre vendendo produtos como afiliado. Trata-se do Programa de Afiliados do Mercado Livre, que permite que criadores de conteúdo monetizem seu trabalho online com a venda de produtos nas suas redes sociais.

O Programa de Afiliados é voltado para influenciadores, que devem ter uma conta no Mercado Livre e no Mercado Pago, mas não podem ter perfil de vendedor na plataforma. Se aprovados, eles podem divulgar links de afiliados nas suas redes sociais e, a cada produto vendido a partir do link, eles recebem uma porcentagem sobre o valor da venda.

O Mercado Livre paga até 16% a cada venda, de acordo com as categorias de produtos. Por exemplo, a categoria de Livros paga 11%; já Esporte e Fitness, 14%. O afiliado recebe o valor da comissão 60 dias após a data de entrega do produto. Para se cadastrar no Programa de Afiliados do Mercado Livre é preciso criar um usuário na plataforma.

Outras plataformas para ganhar dinheiro online

Vender no Mercado Livre é apenas uma das formas de ganhar dinheiro pela internet. Existem outras diversas plataformas para ganhar dinheiro. Entre elas, vamos apresentar agora quatro opções de sites para vender produtos que você também pode aproveitar:

Bagy

A Bagy permite que você venda o que quiser e monte seu ambiente de vendas como preferir. Elas pertencem apenas à sua loja, e você tem total autonomia, sem precisar dividir o espaço com concorrentes, como acontece nos marketplaces.

Com uma plataforma de e-commerce, você pode criar um site para sua loja e começar a vender na internet. Essa é uma forma de profissionalizar o seu negócio, alcançar mais clientes e vender mais no comércio eletrônico.

OLX

OLX é um site de anúncios classificados de produtos usados. Trata-se de um marketplace C2C, ou seja, de consumidor para consumidor, sem empresas envolvidas. Você paga para anunciar na plataforma e pode combinar o pagamento diretamente com o comprador, sem comissões.

Enjoei

O Enjoei também é um site de compra e venda de produtos usados. Nesse caso, você paga uma taxa de comissão à plataforma sempre que efetua uma venda. Você pode ganhar dinheiro aqui vendendo roupas, acessórios, sapatos, decoração e outros itens que não deseja mais ter.

Elo7

Elo7 é um marketplace de produtos artesanais. É possível vender joias e semijoias, itens de decoração para casa, fantasias para festas, roupas e materiais de artesanato. Aqui você também paga uma comissão para a plataforma.

Hotmart

A Hotmart é uma plataforma de marketing de afiliados. Você pode ganhar dinheiro como afiliado, com a venda de produtos por comissão, ou como criador de conteúdo, que é quem produz os materiais que os afiliados vendem.

Ganhar dinheiro no Mercado Livre é o que muitos lojistas têm buscado, já que se trata de um dos maiores marketplaces do mundo. Se você já tem uma loja virtual, é possível integrá-la ao Mercado Livre para ampliar as suas vendas.

Se ainda não tem, pode criar a sua loja online com a Bagy começar a vender na internet no seu site e em outras plataformas.

Loja virtual com integração de marketplace na Bagy

Vender em Marketplaces é uma opção facilitadora e de alto alcance para lojas virtuais. Por essa razão, muitos empreendedores utilizam essas plataformas para aumentar as vendas e reforçar a presença online. 

Se você já tem ou pretende criar seu e-commerce na Bagy, diretamente no painel de controle é possível integrar com marketplaces e anunciar seus produtos nessas ferramentas, de forma prática.

Os Marketplaces com integração direta na Bagy são:

  • Shein
  • Shopee
  • Amazon

Confira, a seguir, um passo a passo para integrar esses marketplaces em sua loja virtual com a Bagy: 

  1. Abra o seu painel de controle da Bagy;
  2. No canto superior, do lado esquerdo da tela, selecione a opção “Marketplace”;
  3. Escolha uma das plataformas disponíveis no canto esquerdo da tela;
  4. Tenha em mãos as seguintes informações antes de autenticar: 

  • Conta de vendedor na plataforma desejada; 
  • Formas de pagamento, regras de aprovação e recebimento de valores, serão de acordo com o marketplace selecionado; 
  • Os métodos de envio seguem o marketplace;
  • Regras de comissão são cobradas de acordo com o marketplace escolhido;

  1. Realize a autenticação da sua conta de vendedor da plataforma escolhida;
  2. Importe os produtos já cadastrados no marketplace selecionado;
  3. Para finalizar, relacione os anúncios importados do marketplace com possíveis itens disponíveis no seu site Bagy; 

Se, antes de integrar com Marketplaces, você precisa criar seu próprio e-commerce, conheça a Bagy e aproveite a chance de ter uma plataforma que te permita vender todos os dias e em diversos canais.

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.