Marketplace

Como ganhar dinheiro na Shein: o guia completo para você vender mais!

Como ganhar dinheiro na Shein

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Além de entender o comportamento e as preferências dos usuários, é preciso saber como se aproveitar dessas tendências para vender mais. E é exatamente por isso que você precisa saber como ganhar dinheiro na Shein, posicionando a sua loja com destaque dentro da plataforma chinesa.

O mercado de marketplace é cada vez mais dinâmico e os empreendedores precisam se adaptar para ter resultados positivos no longo prazo. Um exemplo disso foi a chegada da Shein ao Brasil, com a empresa já faturando mais de R$ 10 bilhões apenas em 2023, segundo o BTG. Mas como ganhar dinheiro na Shein com a sua loja virtual?

Afinal, estamos falando de uma companhia que não para de crescer, já aparecendo no ranking entre as principais varejistas no Brasil. Mas não é porque os consumidores estão lá que, necessariamente, o seu e-commerce vai vender muito na plataforma, afinal, a concorrência também é muito grande.

Pensando nisso, preparamos um guia completo para você entender como ganhar dinheiro na Shein com estratégias que posicionam a sua loja com destaque na plataforma. O que acha de tirar as suas dúvidas? Continue a leitura para vender cada vez mais!

Como vender na Shein: passo a passo

Leu a introdução e se interessou em como vender pela Shein para ganhar dinheiro? Ótimo, já separamos algumas dicas para você começar!

Cadastro como vendedor na Shein

Para começar a vender na Shein, o primeiro passo é se cadastrar como vendedor na plataforma. Acesse o site da Shein e encontre a seção dedicada a vendedores. Preencha o formulário de inscrição com informações precisas e verídicas sobre o seu negócio.

Aqui é importante se certificar de incluir detalhes relevantes sobre os produtos que pretende vender e sua experiência no ramo. Após o envio do formulário, aguarde a aprovação da sua conta de vendedor pela Shein antes de seguir para os próximos passos.

Listagem de produtos na Shein

Uma vez aprovado como vendedor, é hora de listar seus produtos na plataforma. Antes de fazer isso, entenda quais são os requisitos e diretrizes da Shein para listagens de produtos, mas algumas dicas básicas já ajudam, como tirar fotos de alta qualidade dos seus produtos e fornecer descrições claras e concisas.

Outra estratégia importante é utilizar palavras-chave relevantes e populares em suas descrições para otimizar a visibilidade dos seus produtos nos resultados de pesquisa. A ideia aqui é conseguir chamar a atenção de consumidores em potencial que podem se interessar pelos seus produtos.

Gestão de pedidos

Após a publicação dos seus produtos, esteja preparado para gerenciar os pedidos que vai receber. A boa notícia é que a Shein oferece ferramentas e recursos para acompanhar e processar pedidos de forma eficiente, mas o restante é com você: esteja atento aos pedidos pendentes e sempre envie os produtos dentro do prazo estabelecido.

Assim como você já precisa fazer em outras plataformas, também é importante manter uma comunicação clara e transparente com seus clientes, fornecendo atualizações sobre o status dos pedidos e respondendo prontamente a quaisquer perguntas ou preocupações.

Atendimento ao cliente na Shein

Como falamos acima, a relação com seus clientes é um ponto importante para ter bons resultados e não é diferente na Shein. Por isso, prepare toda a sua equipe para oferecer um atendimento ao cliente excepcional, respondendo prontamente às consultas e resolvendo quaisquer problemas que possam surgir.

Além disso, outro ponto importante é estar disponível para ajudar os clientes antes, durante e após a compra, garantindo uma experiência positiva e satisfatória. Não é porque ele fez a compra que você deve deixá-lo de lado e focar em outro consumidor, ajude em todas as etapas de vendas para uma jornada positiva.

Como funciona a taxa da Shein?

Outra questão importante para quem quer empreender na Shein é o custo de exibir os seus produtos em uma plataforma tão popular. Afinal, para aproveitar todo o potencial de alcance que esse canal oferece, a empresa cobra, por exemplo, algumas taxas de comissão, taxas de processamento de pagamento e potenciais encargos adicionais.

Para começar, a Shein cobra uma taxa de comissão sobre as vendas realizadas e essa porcentagem varia conforme a categoria do produto, mas vamos utilizar como exemplo uma taxa média de 15%. Assim, se um artigo é vendido por R$ 100,00, a Shein vai ficar com R$ 15,00 como comissão, resultando em um retorno de R$ 85,00 para você.

Além disso, a plataforma impõe uma taxa de processamento de pagamento, que geralmente gira em torno de 2% a 3% do valor da transação. Usando o mesmo exemplo anterior, se aplicarmos uma taxa de 2,5%, isso significaria um custo adicional de R$ 2,50, reduzindo o lucro líquido do vendedor para R$ 82,50.

Os empreendedores também precisam prestar atenção em possíveis taxas adicionais, que podem incluir custos de envio (caso o vendedor opte por utilizar os serviços logísticos da Shein), taxas de armazenagem e possíveis penalidades por não cumprir com os padrões de serviço da plataforma. Estes custos variam bastante, mas é preciso entendê-los.

Para calcular os custos totais, é essencial consolidar todas as taxas aplicáveis: considerando um produto de R$ 100,00 com uma comissão de 15%, taxa de processamento de 2,5%, e estimando custos logísticos e adicionais em R$ 10,00 o cálculo seria o seguinte: R$ 72,50 de lucro líquido.

Portanto, a gestão efetiva dessas taxas é fundamental: os empreendedores devem utilizar esses cálculos para definir estrategicamente os preços dos produtos, ou seja, considerando não apenas o custo de aquisição, mas também as diversas taxas aplicadas pela Shein, assegurando assim a sustentabilidade do negócio.

O que é o programa de afiliados Shein?

Outra forma de ganhar dinheiro na Shein é participando do programa de afiliados da plataforma. Na prática, é uma oportunidade lucrativa para empreendedores digitais, influenciadores e proprietários de sites interessados em monetizar seu tráfego por meio da promoção de produtos da Shein.

Assim como outros programas desse mesmo formato, a ideia é recompensar os afiliados com uma comissão sobre as vendas geradas a partir de seus links exclusivos de referência. A abordagem é diretamente proporcional ao desempenho: quanto mais vendas forem geradas através do link do afiliado, maior vai ser a comissão recebida.

A inscrição no programa é simples e gratuita, realizada no próprio site da Shein, onde os candidatos fornecem informações básicas e detalhes sobre seus canais. Após a aprovação, os afiliados têm acesso a várias ferramentas de marketing, incluindo banners, links e conteúdo promocional, facilitando a integração dos produtos Shein.

As comissões são calculadas como uma porcentagem do valor das vendas efetuadas e podem variar dependendo da categoria do produto. Por exemplo, a venda de vestuário pode oferecer uma comissão de 10%, enquanto acessórios podem ter uma taxa diferente. É essencial pesquisar mais sobre a estrutura de comissão específica.

Um grande diferencial do programa de afiliados da Shein é o seu sistema de rastreamento, que assegura que todas as vendas originadas pelo afiliado sejam devidamente creditadas a sua conta. Além disso, a plataforma fornece relatórios detalhados, permitindo aos afiliados monitorar o desempenho de suas campanhas em tempo real.

Mas nada melhor do que um exemplo, certo? Imagine um youtuber de moda que fala sobre tendências de vestuário, tudo bem? Ao usar os links de afiliados em suas postagens de blog, nas descrições de seus vídeos no YouTube ou em seus posts de mídia social, ele direciona seu público para a Shein e, em troca, recebe uma comissão.

Quais são os requisitos para vender na Shein Brasil?

Além de olhar para as taxas e as melhores práticas de anúncios, é importante verificar também as questões mais burocráticas, como os requisitos de elegibilidade para vender na plataforma e o procedimento de integração.

Requisitos de elegibilidade

São três requisitos para que um lojista se torne elegível na Shein.

Documentação comercial

O primeiro passo para vender na Shein Brasil é possuir documentação comercial válida. Isso inclui um CNPJ ativo, indicativo de que o negócio está devidamente registrado e operando de acordo com as leis brasileiras. A documentação fiscal também é exigida, demonstrando a capacidade do vendedor de emitir notas fiscais para as vendas realizadas.

Qualidade e conformidade dos produtos

A Shein é rigorosa quanto à qualidade e conformidade dos produtos ofertados em sua plataforma. Os vendedores devem garantir que seus produtos estejam em conformidade com os padrões de segurança e qualidade do Brasil, além de aderirem às diretrizes específicas da Shein sobre categorias de produtos permitidos e proibidos.

Capacidade logística

A eficiência logística é essencial para garantir a satisfação do cliente na Shein. Os vendedores devem demonstrar capacidade de gerenciar estoques adequadamente, processar pedidos de forma ágil e garantir a entrega dos produtos dentro dos prazos estabelecidos pela plataforma.

Procedimentos de inscrição

Também é importante entender como funciona o fluxo para inscrição na plataforma.

Cadastro na plataforma

O processo se inicia com o cadastro na plataforma da Shein Brasil. Os interessados devem acessar o portal específico para vendedores, preenchendo as informações requeridas, como dados da empresa, informações de contato e detalhes do catálogo de produtos.

Avaliação e aprovação

Após a submissão do cadastro, a Shein realiza uma avaliação detalhada do potencial vendedor. Esse processo inclui a verificação da documentação fornecida, análise da qualidade e da conformidade dos produtos, bem como uma avaliação da capacidade logística do candidato. A resposta é enviada diretamente para quem solicitou.

Integração e capacitação

Uma vez aprovados, os vendedores passam por um processo de integração que inclui treinamentos sobre o uso da plataforma, políticas de vendas, gestão de pedidos e estratégias de marketing dentro da Shein. Essa etapa é fundamental para assegurar que os vendedores estejam bem equipados para maximizar suas vendas e a satisfação do cliente.

Quais são as políticas de vendas da Shein?

Outro ponto que todo empreendedor precisa se atentar é a política de venda da plataforma.

Documentação legal e autenticidade

A Shein impõe rigorosos controles para assegurar a autenticidade e legalidade de seus produtos. Todos os fornecedores são obrigados a fornecer documentação comprobatória da autenticidade dos itens vendidos, além de aderir a acordos de não violação de direitos autorais e propriedade intelectual.

Na prática, é isso que garante que apenas produtos genuínos e legalmente autorizados estejam disponíveis para venda, protegendo tanto os consumidores quanto os direitos dos criadores.

Cumprimento das normas fiscais

A plataforma adota uma política estrita de aderência às normas fiscais de cada país onde opera, o que inclui a cobrança e repasse de impostos conforme a legislação local, além da realização de todas as operações comerciais em conformidade com as regulamentações fiscais vigentes.

Para empreendedores, isso significa a segurança de que todas as transações cumprem com os requisitos legais, minimizando riscos de complicações tributárias. Especialmente para quem se pergunta se a empresa é confiável, esse é um comprometimento importante.

Acompanhamento de desempenho

Além disso, a Shein fornece aos vendedores ferramentas avançadas de análise e acompanhamento de desempenho, permitindo uma visão detalhada das vendas, preferências dos consumidores e tendências de mercado.

Essas informações são cruciais para a tomada de decisão estratégica, permitindo ajustes em tempo real nas ofertas, marketing e estoque, visando maximizar o desempenho e a rentabilidade.

Documentos fiscais

Outra política importante é a emissão de documentos fiscais automatizada, assegurando que todas as vendas estejam acompanhadas dos respectivos documentos, conforme as exigências legais de cada região. Um fluxo que acaba simplificando a gestão fiscal por parte dos vendedores e reforça a transparência das operações comerciais.

Como funciona o rastreamento de pedidos na Shein?

Um outro benefício da Shein é o fluxo de rastreamento de pedidos: após a confirmação de pagamento, automaticamente, um código de rastreio é gerado, permitindo que o cliente consiga acompanhar em detalhes o caminho que a mercadoria está fazendo.

Mas os empreendedores e donos das lojas também podem visualizar todas as informações para otimizarem a gestão dos seus negócios. Afinal, a precisão dessas informações habilita a previsão de prazos e a gestão eficiente de expectativas dos clientes, exemplificando a transparência e eficácia logística.

Vender na Shein é confiável?

Antes de vender em qualquer plataforma, é natural se perguntar sobre a confiabilidade do canal, certo? Em relação a Shein, tudo começa com o controle rigoroso para aceitar vendedores em sua plataforma, o que já mostra como a empresa está preocupada com a entrega final ao consumidor.

Afinal, a plataforma realiza uma avaliação criteriosa dos itens antes de disponibilizá-los aos consumidores, garantindo que apenas produtos que atendam às expectativas de qualidade sejam vendidos. Como consequência, isso significa uma redução de devoluções por insatisfação e reforça a confiança do cliente na marca, por exemplo.

Além disso, a experiência do cliente na Shein é otimizada por meio de uma interface amigável e suporte ao cliente eficiente, características que facilitam a navegação e a compra na plataforma. Outro ponto importante é que a empresa investe em tecnologia para garantir uma operação logística eficaz, assegurando a entrega dos produtos dentro do prazo.

Como ganhar dinheiro com a Shein e ter uma parceria de sucesso?

Ainda está se perguntando como ganhar dinheiro na Shein? Tudo bem, essas dicas aqui podem ajudar!

Identificar tendências e escolher os produtos certos

O primeiro passo para uma parceria lucrativa com a Shein é a identificação precisa das tendências de moda. Utilize plataformas como o Pinterest, Instagram e o próprio site da Shein para observar quais estilos estão ganhando destaque.

Analise as preferências do seu público-alvo, considerando as estações do ano, eventos específicos e mudanças no comportamento do consumidor, afinal, escolher produtos que estejam em alta aumenta a visibilidade da sua loja e atrai mais clientes.

Marketing de influência

A colaboração com influenciadores digitais é uma tática eficaz para ampliar o alcance da sua marca na Shein. Parcerias com personalidades que compartilham o perfil do seu público-alvo podem gerar engajamento e aumentar significativamente as vendas.

Como falamos acima, você pode utilizar o programa de afiliados da Shein para oferecer aos influenciadores códigos de desconto exclusivos para seus seguidores, promovendo assim os seus produtos de maneira orgânica e autêntica.

Otimização de listagens de produtos

A otimização das listagens de produtos na Shein é fundamental para melhorar a visibilidade e atração de clientes. Inclua descrições detalhadas, utilize palavras-chave relevantes e use imagens de alta qualidade que destaquem os detalhes e a utilização dos produtos, já que informações claras incentivam a compra e reduzem a taxa de devolução.

Oferta de descontos competitivos

Para se manter competitivo na Shein, também é preciso pensar na oferta de descontos atraentes. Monitore a concorrência e ajuste seus preços para oferecer o melhor valor possível, sem comprometer sua margem de lucro. Descontos sazonais e promoções limitadas podem incentivar compras por impulso, aumentando o volume de vendas.

Plataformas para gerenciar o estoque

Por fim, a gestão eficiente do estoque também é vital para o sucesso na Shein. Por isso, utilize plataformas de gerenciamento de estoque para acompanhar as vendas, ajustar os níveis de estoque em tempo real e evitar sobrestoque ou falta de produtos, otimizando a administração das vendas e a otimização da logística.

Como receber reembolso da Shein?

Para solicitar reembolsos na Shein, o primeiro passo é acessar a seção “Meus Pedidos” na plataforma, selecionando o pedido em questão. Em casos de defeito, não entrega, taxação aduaneira indevida ou insatisfação, o cliente deve optar pela opção “Solicitar Reembolso”.

Nessa etapa, é necessário incluir evidências como fotos ou descrições detalhadas do problema. A Shein analisa cada caso, com prazos de resposta variando de 24 a 48 horas: após aprovação, o reembolso é processado, podendo ser creditado na forma de pagamento original ou como créditos na loja.

A Shein oferece um ambiente dinâmico e competitivo para os empreendedores, mas isso também significa que a atenção aos detalhes pode resultar em um negócio online muito mais lucrativo. Portanto, se você quer ganhar dinheiro na Shein, o primeiro passo é entender como a plataforma funciona por completo.E se você quiser ter uma loja virtual de sucesso para centralizar o seu negócio e depois distribuir os seus produtos em diferentes marketplaces, nada melhor do que começar com a Bagy, a plataforma ideal para você criar sua loja online e começar a vender sem qualquer limitação!

Loja virtual com integração de marketplace na Bagy

Vender em Marketplaces é uma opção facilitadora e de alto alcance para lojas virtuais. Por essa razão, muitos empreendedores utilizam essas plataformas para aumentar as vendas e reforçar a presença online. 

Se você já tem ou pretende criar seu e-commerce na Bagy, diretamente no painel de controle é possível integrar com marketplaces e anunciar seus produtos nessas ferramentas, de forma prática.

Os Marketplaces com integração direta na Bagy são:

  • Shein
  • Shopee
  • Amazon

Confira, a seguir, um passo a passo para integrar esses marketplaces em sua loja virtual com a Bagy: 

  1. Abra o seu painel de controle da Bagy;
  2. No canto superior, do lado esquerdo da tela, selecione a opção “Marketplace”;
  3. Escolha uma das plataformas disponíveis no canto esquerdo da tela;
  4. Tenha em mãos as seguintes informações antes de autenticar: 

  • Conta de vendedor na plataforma desejada; 
  • Formas de pagamento, regras de aprovação e recebimento de valores, serão de acordo com o marketplace selecionado; 
  • Os métodos de envio seguem o marketplace;
  • Regras de comissão são cobradas de acordo com o marketplace escolhido;

  1. Realize a autenticação da sua conta de vendedor da plataforma escolhida;
  2. Importe os produtos já cadastrados no marketplace selecionado;
  3. Para finalizar, relacione os anúncios importados do marketplace com possíveis itens disponíveis no seu site Bagy; 

Se, antes de integrar com Marketplaces, você precisa criar seu próprio e-commerce, conheça a Bagy e aproveite a chance de ter uma plataforma que te permita vender todos os dias e em diversos canais.

Marina Correa

Graduanda em Letras pela UFMG, atua como Analista de Conteúdo na Bagy. Com uma experiência de mais de 2 anos no mercado digital, possui vasto conhecimento sobre empreendedorismo e vendas online. Hoje se dedica a trazer conteúdos de valor para lojistas que desejam aprender mais sobre o universo do e-commerce.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.