Empreendedorismo

Como empreender: passo a passo completo do que precisa para começar o seu negócio agora

Saiba como empreender e começar seu negócio agora

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Saber como empreender é uma busca de muitas pessoas que querem ter seus próprios negócios. À medida que esse desejo cresce no brasileiro, é importante reforçar a abordagem estratégica antes de começar uma empresa.

O empreendedorismo tem sido uma opção cada vez mais interessante no Brasil, principalmente em períodos nos quais o país sofre com desemprego. Mais do que uma saída, para muitas pessoas, é uma opção. Por isso, saber como empreender ainda é um desafio, mas que pode ser encarado da forma certa se há bom conhecimento.

Um dos fatores mais positivos quando falamos de empreendedorismo é o fato de que se pode empreender em qualquer mercado. Não importa o quão único seja seu produto, há sempre alguém interessado nele. Então, bastará apenas saber como estruturar seu negócio e fazer com que seu público encontre sua loja.

Neste post, nossa ideia é falar um pouco mais sobre empreendedorismo e, a partir disso, mostrar um passo a passo didático de como você pode iniciar nessa jornada. Acompanhe!

O que significa empreender?

Empreender é começar um negócio próprio com os recursos que você tem. Portanto, pode ser que você inicie com pouco investimento, mas também há casos de pessoas que guardaram dinheiro por anos para conseguir dar esse passo. Independentemente do cenário, empreender é colocar sua força e planejamento em um negócio que será seu.

É bastante comum relacionarmos o termo empreendedor a pessoas que lutam muito para conquistar seu espaço, dedicam bastante tempo às suas empresas e, nem sempre, lucram tanto. No que diz respeito ao trabalho, de fato, ele é intenso. Porém, quanto ao dinheiro, tudo vai depender de suas escolhas, organização e estratégia.

Uma das grandes vantagens que empreendedores têm a seu favor nos dias de hoje é a internet. Se você está online, simplesmente pode vender para consumidores do mundo todo, não importa se sua empresa funciona dentro de um quarto da sua casa. O que realmente faz diferença para o crescimento do empreendimento é como você o conduz.

Empreender significa dedicar tempo, estudar seu mercado, colocar esforços e investimentos em uma ideia e, acima de tudo, ser consistente. Ao reunir esses fatores, sua empresa estará no caminho certo para se desenvolver, ter um público fiel e gerar lucro.

Em que momento posso começar a empreender?

Se você puder começar logo depois de acabar este texto, ótimo! Pode parecer algo precipitado, mas não é, principalmente se considerarmos alguns fatores, sendo o avanço do e-commerce o primeiro deles. Só no primeiro semestre de 2021, as lojas online faturaram o valor recorde de R$ 53 bilhões.

Um número tão impactante é uma prova concreta de que nunca como agora as pessoas compraram tanto pela internet. A propósito, alguns acontecimentos contribuíram para isso, como a melhora da segurança das transações online. Além disso, a pandemia da Covid-19 foi, de certo modo, um estímulo às compras pela internet, uma vez que se tornaram o método mais seguro.

O fim da pandemia, no entanto, não precisa ser uma preocupação futura para quem está pensando em empreender e ter uma loja online. Mesmo com a gradual reabertura do comércio e o retorno de hábitos de compras antigos, o e-commerce, mais do que nunca, já se solidificou como uma forma comum de consumo para o público geral.

Uma prova dessa maior propensão a seguir comprando online são os resultados de uma pesquisa feita pela empresa Wunderman Thompson em parceria com a Enext. Nesse estudo, 72% dos consumidores ouvidos afirmaram que vão continuar comprando pela internet mesmo depois de tudo voltar ao normal. Ou seja, se você abrir seu comércio online agora, vai ter muita demanda de vendas pelos próximos anos.

Como começar a empreender?

Saber como empreender do zero é uma das grandes dúvidas de pessoas que querem dar o primeiro passo. Se essa falta de direcionamento é comum, é importante destacar também que esse início não deve ser tão complexo. Isso porque, no primeiro momento, o importante mesmo é entender questões básicas sobre o negócio.

Comece fazendo um exercício de documentação de ideias. Pense em questões como:

  • qual produto vender;
  • como esse produto vai atender necessidades do público;
  • de que maneira esse produto vai se destacar da concorrência;
  • o que sua empresa fará de diferente em relação a atendimento, marketing e modelo de negócio;
  • qual política de preços será praticada;
  • qual é o seu público-alvo.

Com essas questões básicas, o próximo passo é criar um plano de negócio. Em outras palavras, você deve documentar todas as questões importantes sobre esse empreendimento que vai começar e, oficialmente, organizar a estrutura da empresa. Portanto, neste plano, você deve relatar:

  • nome, visão e missão;
  • estratégia de negócio (Vender mais barato? Conquistar pelo marketing? Valorizar a Fidelidade do cliente? Abordagens como essas podem ser a estratégia central do empreendimento);
  • orçamento inicial para investir na empresa;
  • plano de crescimento do negócio.

Dica de especialista: apesar do planejamento cuidadoso ser essencial para conseguir criar um negócio, muito cuidado para não se prender apenas a ele, esquecendo de dar o próximo passo e de fato executar a sua ideia. É muito comum passar meses no planejamento por medo de seguir adiante ou por tentar fazer algo perfeito de primeira. Lembre-se, todo planejamento deve vir acompanhado de um plano de ação!

Quanto custa abrir uma empresa?

Certamente você tem buscado saber também como empreender com pouco dinheiro. Isso é bastante comum, afinal, a maioria das pessoas empreendedoras tiem boas ideias, muita vontade de começar, mas nem sempre têm grana. Portanto, o que queremos deixar claro é que não é caro começar a empreender nos dias de hoje, por mais que isso pareça surpreendente.

Naturalmente, custos estão relacionados a estrutura que você precisa, serviços e também a compra de produtos com fornecedores. Então, vamos por partes para que haja o entendimento de que, certamente, o preço do empreendimento é bem mais baixo do que a maioria das pessoas pensa.

Pra começar, tudo que você vai precisar é de um registro como MEI, isso se você sabe que, de início, não vai faturar mais do que R$130 mil por ano. Para ter o MEI, basta fazer um registro no portal do Simples Nacional e pagar a taxa mensal que não passa de R$60,00. Então, você terá seu CNPJ.

Depois, você pode começar a anunciar seus produtos no Instagram, criando um perfil para sua marca. Isso também é de graça, mas se você quiser investir em anúncios pagos, pode colocar o quanto quiser como orçamento. A plataforma não impõe valores mínimos, ou seja, você cresce de acordo com o quanto pode investir.

Além disso, na hora de criar conteúdo para o Instagram, você pode utilizar ferramentas de design gratuitas, como o Canva. No geral, ela ajuda a criar templates de publicação bem legais. E quanto às fotos, você pode tirar do seu celular mesmo e, se quiser melhorar a qualidade, basta comprar um mini-estúdio, que não passa dos R$120,00.

4 motivos para começar a empreender

Mais importante do que saber como começar a empreender do zero é refletir sobre os motivos que fazem valer a pena investir nesse sonho. Às vezes, pessoas com ótimas ideias e muito potencial de sucesso abandonam esse objetivo por medo de não dar certo.

Aqui, o ideal é colocar o pensamento sempre no que pode acontecer de bom e não no que pode dar errado. Por isso, convidamos você a refletir a partir de quatro motivos que justificam dar esse pontapé inicial na hora de empreender!

Trabalhar com o que sempre sonhou

Empreender, para muitos, é a oportunidade de ganhar dinheiro com algo que ama e sempre sonhou trabalhar. Por isso, muitas pessoas sonham em deixar um emprego comum e começar seu próprio negócio para poder então viver de algo que amam. Essa é uma oportunidade realmente concreta se você busca saber como empreender.

Um dos requisitos para empreender em uma área específica é dominá-la e também ser alguém que gosta do que faz. Isso vai melhorar sua percepção sobre o mercado e vai garantir um entendimento sobre o que seu público deseja. Assim, há maiores chances de sucesso à frente do novo negócio.

Flexibilidade

Você nunca mais vai precisar cumprir com horários definidos por outras pessoas. Como empreendedor, você pode definir seus próprios turnos de trabalho e, se quiser, pode até mesmo tirar uma folga quando for necessário ou quando desejar. Essa flexibilidade é, sem dúvidas, um dos fatores mais empolgantes da vida de empreendedor.

É claro que estar à frente do próprio negócio requer muita dedicação e aplicação de tempo. Ainda assim, você pode fazer as pausas que quiser e trabalhar somente nos horários mais cômodos. Ou seja, o horário comercial não precisa ser, necessariamente, seu período de trabalho. Simplesmente faça como preferir!

Independência profissional

A independência profissional é algo que leva tempo para ser conquistado no mercado. Afinal, você sempre terá uma pessoa como chefe e precisará cumprir ordens. Por mais que você consiga conquistar certo nível de autonomia, há uma limitação. Agora, ao empreender, você comanda o negócio e sua única obrigação é satisfazer o consumidor.

Essa independência vai garantir que você tome as decisões que julgar melhores e direcione sua empresa para onde quiser. No fim das contas, uma das melhores coisas em empreender é justamente poder decidir como sua empresa será gerida. Essa independência é uma forma de colocar sua forma de trabalho na gestão do negócio.

Oportunidade de inovar

A inovação é um dos mais importantes pilares do trabalho de empreendedores. Na verdade, colocar um novo negócio no mercado nos dias atuais depende também de fazer algo diferente dos concorrentes. À medida que cresce o número de lojas online sendo iniciadas, o destaque que você conseguirá depende da inovação na sua oferta.

Você pode fazer diferente em várias perspectivas. Inovar é entregar um produto novo, pensar em uma forma de atendimento única, ter um modelo de negócio diferente e, de algum modo, mudar algo de maneira que haja melhorias. Ter essa liberdade é importante para empreender com qualidade e capacidade de superar concorrentes do mercado.

Segurança financeira

A segurança financeira é uma busca incessante de todo brasileiro. Muitas vezes, é esse patamar financeiro que o empreendedorismo pode oferecer que faz com que pessoas decidam investir em seu próprio negócio. Afinal, se você consegue estabilizar sua empresa, as perspectivas de ganho só tendem a aumentar, à medida que o empreendimento cresce.

Por mais que você comece com um investimento pequeno, isso não significa que sua empresa não vá prosperar no futuro. Com paciência e dedicação é possível alcançar novos patamares na gestão empresarial e, cada vez mais, extrair bons resultados de vendas e conquistar um público fiel que vai garantir faturamento consistente.

8 dicas fundamentais de como empreender do zero

Saber como empreender do zero não é simples para quem nunca teve uma experiência prévia à frente de uma empresa. Afinal, pouco sabemos sobre como manter um negócio enquanto somos apenas trabalhadores assalariados.

Por isso, focar em construir a ideia da empresa a partir do zero e, pouco a pouco, pensar em melhorias e uma estrutura maior é o caminho certo. A seguir, vamos ajudar a pensar nessa ideia de empreendimento a partir do zero, de maneira organizada.

Comece pela ideia do seu negócio

Certamente você já tem uma ideia de negócio e é por isso que está lendo este conteúdo. Depois que essa inspiração para iniciar um negócio começa a florescer na sua cabeça, é fundamental colocar tudo no papel e começar a pensar em um modelo realmente concreto.

Pense no que você vai vender, como isso será feito, como serão os conteúdos do seu Instagram e todos os outros elementos possíveis. Concretizar essas ideias simplesmente as escrevendo vai fazer toda diferença para começar a empreender do zero.

Avalie seu mercado

Cada mercado terá um nível diferente de receptividade e isso precisa ser entendido. Portanto, pesquise mais sobre as empresas existentes no segmento, como trabalham e se elas abrem espaço para a concorrência. Isso ajudará a entender se seu trabalho será mais ou menos difícil.

Esse estudo de mercado mostrará também quais produtos você pode explorar e também em qual faixa de preço vai trabalhar. Aos poucos, as ideias que você tinha no início vão se encaixando com o contexto do mercado, ao mesmo tempo que algumas propostas já pensadas precisarão ser adaptadas.

Conheça seu público-alvo

Quem são as pessoas que realmente vão se interessar pelo que você pretende vender? Conhecer o público-alvo é entender onde está seu consumidor, qual a condição social dessas pessoas, do que elas gostam e como precisam ser abordadas pela sua empresa.

Nesse primeiro momento, um ótimo exercício é estudar públicos de marcas nas quais você se inspira para criar a sua. Desde que essas empresas sejam do mesmo mercado que o seu, é provável que ambas as empresas tenham o mesmo público-alvo

Tenha objetivos definidos

Seus objetivos precisam estar bem claros: ser líder entre as pequenas empresas, vender um valor “X” no primeiro ano, lançar um novo produto, ser referência no setor. Esses e muitos outros objetivos podem estar ao alcance do seu negócio, desde que você os defina e vá atrás de conquistá-los.

Mas lembre-se: é sempre importante definir algo que possa realmente ser alcançado com os recursos e força de investimentos que você tem no momento. Do contrário, as expectativas podem ser frustradas, levando a uma desistência de seguir o negócio.

Tenha presença online

A presença online é capacidade da sua empresa de estar na internet nas mais diversas plataformas, de modo que o público possa encontrá-la facilmente. É claro, isso começa com um bom perfil em redes como o Facebook e o Instagram, principalmente.

No entanto, não basta apenas estar. É realmente necessário fazer com que essa presença seja relevante para o público e faça diferença para as pessoas. Isso significa criar conteúdo, interagir e buscar engajamento.

Invista em bons fornecedores

Por mais que fornecedores não sejam parte do seu negócio, sem eles a sua empresa não vai prosperar. É que você precisa contar com parceiros que garantam que os melhores produtos cheguem até você e que isso aconteça com o dinamismo e regularidade necessários.

Portanto, se você quer ter sucesso e saber como empreender, comece aprendendo o valor de fechar boas parcerias com fornecedores. Lembre-se: é uma via de duas mãos! Você pode, e deve, prezar por um fornecimento de qualidade, uma vez que está pagando por isso.

Formalize seu negócio

A formalização do negócio não acaba na hora que você abre um MEI. Seu CNPJ é fundamental para se colocar como empresa e recolher os impostos devidamente, mas como você será uma loja online, precisa de mais alguns registros.

Os principais são a inscrição na junta comercial da sua cidade e também a solicitação do alvará de funcionamento, mesmo se tratando de um e-commerce. Esses documentos garantem que sua empresa tenha todas as autorizações necessárias e funcione dentro dos termos da lei.

Aposte em ter um site

O site é uma plataforma essencial para vender mais rapidamente e, mais do que isso, aumentar a credibilidade de um negócio. Muitas pessoas empreendedoras não sabem como ter um site de maneira rápida e prática, então acabam se mantendo apenas no Instagram.

Você pode resolver esse problema usando os serviços do Bagy. A plataforma cria um site simples e totalmente eficaz a partir da sua loja do Instagram. É sempre importante formalizar esse espaço na web e transmitir mais confiança para seu público consumidor.

16 ideias de negócios para começar empreender

É comum que muitas pessoas queiram saber como empreender, mas nem mesmo saibam exatamente em qual mercado irão começar. Uma boa ideia de modelo de negócio nem sempre vem acompanhada da certeza de qual produto será vendido. E não tem problema nisso, desde que, mais à frente, o empreendedor saiba adequar a ideia ao que irá comercializar.

Atualmente, é difícil não encontrar um produto na internet. Nos sites de venda você encontra desde calçados até mesmo imóveis. Portanto, não é difícil definir qual será o segmento de atuação no qual você irá apreender.

Portanto, agora que já mostramos como empreender, vamos sugerir 16 ideias de negócio para você refletir e selecionar o melhor mercado. Acompanhe!

Bijuterias e semijoias

Do setor de acessórios, um dos que mais tem resultados positivos, as semijoias e bijuterias conquistam um lugar importante na nossa lista. Consumidores amam usar esses itens para compor looks e trazer um destaque a mais, principalmente sem ter que pagar muito por isso.

Semijoias e bijuterias para começar a empreender
Fonte: Vogue

Hoje, é fácil encontrar fornecedores que conseguem entregar semijoias e bijuterias de qualidade, deixando para trás a ideia de que itens de materiais mais baratos não são bons. Esse tipo de acessório está em alta há anos e você pode aproveitar muito bem o mercado.

Roupas

O setor de moda é um dos mais poderosos quando falamos em comércio eletrônico. Portanto, se você quer saber como empreender, mas ainda não decidiu seu mercado, esta é uma das melhores sugestões. A grande vantagem é que você pode explorar muitas vertentes.

Roupas para começar a empreender
Fonte: Vogue

Há a moda praia, moda infantil, moda fitness, plus size e uma série de outras possibilidades. Algumas lojas trabalham apenas com o público feminino, enquanto outras atendem todos os gêneros e estilos. O ideal é focar em uma escolha que você domine e investir para criar um trabalho incrível!

Artesanato/DIY

O setor de artesanato é uma tradição no Brasil, país em que as pessoas deixam a criatividade fluir para produzir acessórios, roupas e itens de decoração feitos à mão. Em cada canto do país há alguém trabalhando para colocar no mercado produtos que sejam funcionais, bonitos e que tragam a identidade brasileira.

Artesanato para começar a empreender
Fonte: Ana Maria Braga

Também conhecido como Do It Yourself (DIY), este mercado abrange qualquer produto que é feito à mão. Portanto, se você tem o talento de customização de roupas e outros acessórios, essa é também uma ótima ideia de segmento para investir.

Cosméticos naturais

Beleza é também um setor de grande procura e com ótimos resultados de vendas. Aqui, muitos produtos são contemplados, como sabonetes, máscaras faciais, perfumes, cremes hidratantes e uma série de outros cosméticos. O mercado de itens naturais, no entanto, tem crescido muito.

Fonte: Beauty Business Journal

Nessa categoria, os produtos são desenvolvidos com matérias-primas presentes na natureza brasileira. Como resultado, esses cosméticos são menso agressivos e têm uma grande redução de produtos químicos. Muitos também são produzidos de maneira totalmente artesanal. Que tal explorar esse segmento?

Velas perfumadas

As velas perfumadas podem ser incluídas em várias decorações. Se são de produção artesanal, estão na categoria de DIY. Algumas já podem também entrar no mercado de decoração, já que também cumprem com esse papel dentro de ambientes.

Velas perfumadas para começar a empreender
Fonte: Brooklinen

O importante é saber que diferentes tipos de pessoas consumidoras gostam desse produto e o buscam por razões distintas. Consequentemente, isso significa que as velas artesanais são produtos de ótima procura e que estão cada vez mais em alta em lojas online.

Decoração

Itens de decoração são bastante democráticos e podem atender a todos os gostos. Desde pessoas que gostam de DIY até aquelas que preferem algo sofisticado e minimalista. Portanto, estamos falando de outro mercado que pode ser explorado amplamente.

Itens de decoração para começar a empreender
Fonte: IKEA

Aqui você pode vender de tudo: quadros, tapetes, vasos, jarros de planta, esculturas e o que mais você conseguir junto a fornecedores. Antes de começar, explore estilos, pesquise o que as pessoas mais procuram e invista nessas categorias. Isso vai ajudar a definir uma linha de trabalho e também a vender bastante.

Lingerie

Roupas íntimas são essenciais na rotina de mulheres. Aqui, precisamos pensar em três questões principais: qualidade, design e conforto. Esses três fatores são fundamentais e, na maioria das vezes, prioridade na hora de escolher uma lingerie.

Lingerie para começar a empreender
Fonte: Nordstrom Trunk Club

É muito importante conseguir fornecedores que possam garantir produtos que atendam a esses requisitos e que vendam itens de estilos variados. Assim, você pode ir das lingeries mais sexys às mais simples e funcionais.

Sabonetes artesanais

Outra ótima categoria de produtos artesanais é a de sabonetes. Por mais que já exista uma grande oferta desse produto em produções de larga escala, nem sempre eles conseguem cumprir com as expectativas de consumidores mais exigentes.

Sabonetes artesanais para começar a empreender
Fonte: New York Magazine

Quem busca sabonetes artesanais procura por aromas diferentes, sempre com características distintas do que se vê em supermercados. Além disso, o uso de compostos naturais e menos agressivos também é algo que está sempre em pauta. Ou seja, vale a pena considerar uma loja online!

Produtos Geek

O mundo geek tem adeptos fiéis que não economizam na hora de ter os artigos de suas séries, filmes, animes e games favoritos. Não à toa esse setor movimenta R$ 20 bilhões anuais no Brasil. Parece uma boa oportunidade para ser aproveitada, não?

Produtos Geek para começar a empreender
Fonte: Hongkiat

A parte boa desse mercado é que há uma infinidade de itens a serem vendidos, como camisetas, canecas, objetos decorativos e o que mais você pode imaginar. Além disso, a possibilidade de temáticas a serem exploradas nesse universo é quase infinita. Então, se você se familiarizar com esse mercado, não perca tempo!

Acessórios para eletrônicos

O segmento de eletrônicos também traz muitas oportunidades para quem está pensando em como empreender. Isso porque a oferta de possibilidades é bastante alta e o fornecimento não é difícil. Além disso, você pode vender itens de todas as faixas de preço.

Acessórios para produtos eletrônicos para começar a empreender
Fonte: UBuy

Entre os principais acessórios podemos destacar capas de smartphones, fones de ouvido, mousepads, ring light, cases para notebooks, joystick para videogames, carregadores de celular, entre uma série de outras possibilidades.

Óculos escuros

Junto das joias e semijoias, os óculos escuros são também uma excelente opção de acessórios para complementar looks. Aqui, ainda temos a vantagem de serem produtos essenciais para o cotidiano no sentido funcional, afinal, a função principal é proteger os olhos contra os raios UV, além de trazer mais conforto para caminhadas e trânsito.

Óculos escuros para começar a empreender
Fonte: New York Times

A oferta de óculos no mercado é grande, mas você pode apostar na combinação entre bons fornecedores e um trabalho de marketing de destaque. Assim, seus produtos sempre estarão à frente dos concorrentes, não importa o preço e estilo dos seus óculos.

Brechó

Sabe aquele monte de roupas no seu armário que estão há um tempo paradas e sem uso? Elas podem se tornar ótimos achados para pessoas do Brasil todo! Os brechós online, muito vistos no Instagram, são uma excelente ideia de como empreender com o que você já tem.

Brechó para começar a empreender
Fonte: Cosmopolitan

Para sempre oferecer produtos novos, faça garimpo! Vá nos brechós da sua cidade, compre roupas usadas de pessoas que você conhece e, dessa forma, amplie seu acervo. É importante também investir em ótimas fotos das peças e criar conteúdo constantemente. Os brechós online são um sucesso!

Calçados

O mercado de calçados é um dos mais estáveis e que vale a pena investir. São itens totalmente essenciais para todas as pessoas e nunca saem de moda. Portanto, se você consegue um bom fornecedor, as chances de construir um negócio de sucesso são boas.

Calçados para começar a empreender
Fonte: Nordstrom Trunk Club

No Brasil, atualmente, há nada menos do que 10 polos produtores de calçados: Jaú (SP) Birigui (SP), Franca (SP), Juazeiro do Norte (CE), Cariri (CE), Nova Serrana (MG), Novo Hamburgo (RS), São Leopoldo (RS), Sapucaia do Sul (RS) e Santa Rita (RS). Não faltarão oportunidades de contar com ótimos produtos para oferecer a seu público!

Itens importados

O redirecionamento de itens importados é também um ótimo mercado a ser explorado. Por conta das restrições de importação do Brasil, há sempre muitos itens que não são vendidos aqui e, consequentemente, há muitos consumidores em busca desses produtos.

Itens importados para começar a empreender
Fonte: Vecteezy

Esses itens podem ser perfumes, roupas, cosméticos, eletrônicos e o que mais puder ser importado. No entanto, para explorar esse mercado é importante estudar sobre importação, taxas e temas relacionados. Isso vai influenciar a precificação e são fatores essenciais para o sucesso do negócio.

Moda fitness

A moda fitness é uma categoria muito importante dentro desse mercado de roupas. Essa ascensão é fruto da busca por um estilo mais saudável ao qual milhões de brasileiros estão engajados. Portanto, se exercitar com conforto e estilo é sempre uma ótima opção.

Moda fitness para começar a vender
Fonte: HelloGiggles

Você pode vender itens femininos, masculinos, para yoga, musculação, corrida e qualquer outro tipo de atividade. Portanto, dê sempre foco à qualidade e tecnologia aplicada nos itens, já que isso garante uma experiência de uso incrível para pessoas consumidoras.

Maquiagem

Encerramos nossa lista com outra ótima sugestão: maquiagens! Se você pensa em aprender como empreender sem ter que pensar muito em produtos diferentes, maquiagem é uma escolha certeira e muito popular.

Maquiagem para começar a empreender
Fonte: Lindsay Silberman

É importante entender, no entanto, que o mercado é bastante competitivo. Isso vai exigir de você um trabalho inovador, seja no marketing, seja no modelo de negócio. Assim, conseguirá se destacar no segmento.

Descobrir como empreender é um processo que leva tempo, principalmente na hora de organizar sua ideia de negócio e planejamento. No entanto, passada essa fase, você pode investir no seu sonho e começar a vender online!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!