Produtos e Nichos

DIY para vender: Confira 8 produtos para ganhar dinheiro vendendo artesanato na internet

DIY para vender: como ganhar dinheiro

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O termo DIY para vender significa ter a possibilidade de você mesma fazer algo para vender de forma simples e descomplicada. Com a ampliação do mercado online, essa pode ser uma ótima oportunidade para você se destacar!

Se você quer ganhar um dinheiro extra e gosta de colocar a mão na massa, o mercado de DIY para vender pode ser a alternativa perfeita!

Desde sempre as pessoas utilizam seus talentos em artesanato para criar produtos únicos e especiais. Agora, elas descobriram que é possível conseguir uma renda extra com as suas criações.

Por isso, se os seus planos incluem ter o próprio negócio online, mas ainda tem dúvidas sobre o que fazer, é hora de conhecer o artesanato “faça você mesmo”.

Confira o conteúdo especial que preparamos sobre o assunto, com 8 sugestões de produtos DIY para vender voltados para quem quer empreender na internet com artesanato.

O que é DIY? 

DIY é a sigla em inglês para Do It Yourself, em tradução, Faça Você Mesmo. Basicamente, o termo se refere a qualquer mercadoria projetada, modificada ou fabricada pela própria pessoa, sem a ajuda de profissionais. Basicamente, é o famoso “faça com as próprias mãos”.

Esse movimento incentiva a criação de uma série de produtos, voltados, especialmente, para o artesanato caseiro, que podem incluir desde pequenas customizações, até o desenvolvimento de produtos a partir do zero.

História do DIY

Claro, muito provavelmente você já se deparou com essa sigla em algum lugar, principalmente nas redes sociais, certo? 

Isso porque o movimento do DIY voltou com tudo nos últimos anos, mas, acredite se quiser, essa modalidade de artesanato não surgiu recentemente.

Pesquisadores acreditam que o DIY surgiu nos Estados Unidos, na década de 1920! O conceito teria ganhado força quando as pessoas passaram a procurar formas de reformar suas casas sem gastar muito, principalmente com a crise econômica iminente.

No entanto, o termo só se popularizou em 1950, com o nascimento do cenário punk underground, onde bandas e músicas incentivaram produções independentes.

Isso se popularizou entre os fãs do movimento, que passaram a aplicar o DIY em suas roupas, cabelos e acessórios.

Desde então, o faça você mesmo é parte do cotidiano de muitas pessoas, desde amantes do artesanato, até quem não tem tanto dinheiro para investir em um produto novo, e encontram no DIY a solução para personalizar suas coisas.

Enquanto isso, com a chegada da internet, o movimento “faça você mesmo” encontrou uma nova possibilidade: fazer produtos DIY para vender.

Como o nome indica, trata-se da produção de itens com o intuito de comercializar eles. Apesar de ser um conceito mais popular no mercado digital, o DIY é também popular fora da rede.

Isso significa que, se você quer ganhar dinheiro fazendo suas próprias mercadorias, encontra várias alternativas de negócio.

Como aplicar o conceito de DIY no seu negócio?

Uma das maiores características do DIY é a sua flexibilidade. Ou seja, é possível aplicar esse conceito de diversas formas dentro do seu negócio.

Antes de mais nada, é fundamental ter em mente que você não precisa ser um profissional para começar.

O intuito do movimento “faça você mesmo” é, justamente, incentivar o trabalho manual amador, até se tornar um especialista pela experiência e dedicação.

Por esse motivo, o DIY oferece mais liberdade para o uso de métodos alternativos e processos criativos únicos para realizar uma atividade.

Nesse caso, mesmo que você ainda não produza suas próprias mercadorias do zero, sempre é possível aproveitar o movimento no seu negócio.

Por exemplo, por meio de personalizações e customizações exclusivas, ou mesmo encontrando formas diferentes de fazer algo com as suas próprias mãos.

Além disso, você sempre pode fazer artesanato para vender profissionalmente, e criar, com esse conceito, um negócio totalmente novo.

O que é mais fácil de se vender?

Quando o assunto é DIY para vender, muitas pessoas podem procurar o que é mais fácil de comercializar.

No entanto, não existe apenas uma resposta para essa pergunta. De fato, pode parecer decepcionante, mas a verdade é que sim, depende.

São vários os fatores que influenciam no nível de dificuldade nas vendas de artesanato. Um dos principais é o público que você escolhe para atender.

Cada nicho se interessa por um produto, e tudo depende do alcance da sua divulgação e para quem ela se refere.

Agora, se você busca um produto mais genérico, o crochê continua sendo um grande aliado para quem quer um negócio mais sólido e com chances de ser bem-sucedido.

Isso porque o material é bastante versátil, e possibilita a criação de vários produtos DIY para vender, como:

  • Roupas;
  • Acessórios;
  • Tapetes;
  • Bordados;
  • Bolsas;
  • Almofadas;
  • Pelúcias.

Por isso, pode ser fácil vender produtos de crochê.

Mas o mercado também pode se interessar mais por outras mercadorias, como:

  • Produtos em MDF;
  • EVA;
  • Biscuit;
  • Pinturas.

8 ideias de DIY para vender e ganhar dinheiro

Depois de aprender um pouco mais sobre a história do DIY e o seu mercado, chegou o momento de conhecer algumas ideias para investir e ganhar dinheiro.

Veja 8 sugestões de produtos para fazer você mesmo e montar seu próprio negócio:

Marcenaria 

Mesas, estantes e todos os tipos de móveis são produtos populares de artesenato/DIY
Reprodução: Pinterest

Pode não parecer, mas a marcenaria é uma das categorias de DIY para vender mais populares.

Esses trabalhos costumam ser mais complicados, e, por isso, chamam mais a atenção. No entanto, não se preocupe, pois existem diversas mercadorias fáceis de fazer, mesmo sendo iniciante.

Atualmente, o MDF, um material mais maleável, se tornou o queridinho de amantes da marcenaria, e possibilita a criação de móveis e produtos decorativos.

Decoração

Transforme o ambiente criando com decorações “faça você mesmo”
Reprodução: Pinterest

O artesanato de decoração é um dos itens de artesanato mais tradicionais que existem, mas ainda continuam fazendo sucesso.

Existe uma grande variedade de opções para fazer você mesmo, desde pequenos itens, até grandes peças de decoração. Algumas das mais populares incluem:

  • Fotos;
  • Quadros;
  • Potes e vasos para plantas;
  • Itens personalizados.

Além disso, os materiais são os mais diversos, como:

  • Tintas;
  • Tecidos;
  • Bordados;
  • Madeira;
  • Plástico.

Basicamente, é possível fazer produtos de decoração de todos os tipos, tamanhos e gostos. Por isso, iniciantes no artesanato podem se arriscar nessa categoria.

Produtos infantis

Produtos DIY para vender para crianças podem incluir brinquedos, decorações e até acessórios
Reprodução: Pinterest

O público infantil é um dos mais populares, e fazer DIY para vender para crianças é uma ótima ideia de negócio.

As mercadorias mais populares são brinquedos e pelúcias, mas existem outras alternativas, como itens decorativos, acessórios e roupas.

Outro ponto interessante nos produtos DIY para vender para crianças é que o público acaba sendo ampliado, pois os pais e adultos também acabam se interessando pelos produtos.

Produtos para Pets

Os pets também ganharam um espaço no mercado de produtos DIY
Reprodução: Pinterest

A mesma lógica se aplica no artesanato para pets. Embora esse mercado seja mais recente, ele atrai muitos consumidores que se interessam por itens personalizados para seus companheiros animais.

A variedade de produtos é a mesma, e mesmo quem tem pouca habilidade no artesanato pode criar produtos para pets, como:

  • Roupinhas;
  • Coleiras;
  • Brinquedos;
  • Comidas e petiscos.

Acessórios

Muitas pessoas adoram fazer acessórios DIY para vender
Reprodução: Pinterest

Se você procura alternativas de produtos DIY para vender, os acessórios sempre são uma boa opção.

Essa categoria também é uma das mais tradicionais, e traz uma variedade que encanta e atrai o público. Existem várias possibilidades de acessórios artesanais:

  • Brincos;
  • Pulseiras;
  • Colares;
  • Tornozeleiras;
  • Anéis.

O uso de materiais diferenciados, como pedras preciosas, também acrescentam um toque especial que ajuda a vender bem essas mercadorias.

Cosméticos 

Os cosméticos naturais e caseiros também se tornaram populares
Reprodução: Pinterest

Pode ser uma surpresa, mas o mercado de cosméticos DIY também faz bastante sucesso entre os consumidores.

Fazer produtos de beleza demanda um conhecimento mais aprimorado, para misturar os ingredientes certos sem prejudicar a saúde dos compradores.

No entanto, quando as fórmulas são bem desenvolvidas, é possível criar linhas de produtos disputados e bem populares.

Isso acontece, principalmente, porque cosméticos naturais e artesanais envolvem um procedimento mais manual e dedicado, sem conservantes e químicos usados em grande escala.

Assim, eles acabam trazendo mais benefícios para a saúde, além de existirem inúmeras fórmulas exclusivas, com os mais variados ingredientes.

Velas 

Você já pensou em fazer velas DIY para vender? Também é possível!
Reprodução: Pinterest

Assim como os cosméticos, fazer velas DIY para vender também é uma alternativa que precisa de mais estudo, mas pode dar muito certo.

O lado bom das velas é sua versatilidade, pois os moldes permitem a criação de formas únicas, diferentes e que com certeza chamam a atenção.

Além disso, todos os materiais são acessíveis, e esse produto é bastante valorizado.

Cama, mesa e banho

Cama, mesa e banho também são ótimos itens “faça você mesmo” para vender
Reprodução: Pinterest

Por fim, produtos DIY para vender na categoria de cama, mesa e banho também fazem sucesso, e são ideais para o “faça você mesmo”.

Matérias-primas alternativas chamam a atenção, como bordados, crochês e criações mais elaboradas com tecidos.

Esses produtos manuais, como toalhas e colchas, também é valorizado pelos consumidores, e, apesar de darem um pouco mais de trabalho, podem ser bastante rentáveis para quem quer fazer DIY para vender.

Agora, com tantas alternativas de “faça você mesmo”, é possível montar um negócio único para ganhar dinheiro com as suas criações de artesanato.

No entanto, além dos produtos, também existem outros fatores importantes para dar vida ao seu empreendimento. Afinal, se você tiver uma mercadoria incrível, mas não souber como vender, pode acabar não faturando.

Mas a solução para isso é simples!

A Bagy é a plataforma ideal para você começar a vender agora. Crie sua loja agora!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.