Vendas

Vender online: saiba por onde começar a sua loja

Aprenda a vender online

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Vender online se tornou uma tendência no mercado. Com os desafios da pandemia, essa prática tem sido bastante difundida por todo o mundo. Contudo, antes de iniciar suas vendas online, é importante entender o que há por de trás da temática.

Conforme o tempo passa, as empresas têm ocupado cada vez mais espaço no ambiente virtual e disponibilizando seus produtos à toda comunidade online. Sinal disso são as vendas de comércio eletrônico ano após ano batendo recordes de vendas. 

Saiba desde agora como iniciar sua loja virtual para atingir e fidelizar o seu público, oferecendo atendimento antes, durante e depois da venda. Confira neste artigo quais são as vantagens de vender online e por onde começar!

A importância de vender online

Se analisarmos a situação, podemos perceber que a maior parte dos serviços hoje em dia também são feitos de forma online, desde pagar um boleto até a emissão de documentos. A integração da sociedade com a internet trouxe enorme praticidade para a população.

O varejo, acompanhando o desenvolvimento tecnológico e aproveitando a massiva quantidade de usuários também migrou para esse ambiente. 

Devido a enorme quantidade de trocas de informações, tornou-se muito mais assertivo encontrar o público ideal para seu segmento e aumentar as vendas.

Vender online de fato tem seus benefícios. Dentre eles está a facilidade e economia para abrir o negócio, administrá-lo e, com base em pesquisas feitas, direcionar um conteúdo extremamente específico para o público certo com um alcance infinitamente maior.

10 dicas essenciais para iniciar um negócio virtual

Ter uma loja virtual é bem simples, como você pode verificar neste artigo. Contudo é preciso pensar no que mais a sua loja pode fazer para atingir seu público e não somente torná-lo fiel, mas também alcançar novos clientes num ambiente tão concorrido. 

Veja abaixo algumas dicas necessárias antes, durante e no pós venda.

Autoconhecimento

Antes de tudo é preciso se conhecer. Sempre mencionamos o autoconhecimento porque sabemos que é exatamente à essa identidade que os clientes se apegam quando encontram um empreendimento. 

Se conheça, conheça a sua marca e o que ela tem a propor e conheça o seu público. 

Quer um exemplo? Uma jovem costureira (autoconhecimento) abre empresa de jaquetas estampadas (identidade visual) e vende para moças em torno de 20 anos que ouvem rock (público).

Identidade visual

Falando em autoconhecimento, é hora de usar toda a sua criatividade e criar uma marca que tenha tudo a ver com você e seus ideais, ao mesmo tempo que o seu público irá também se identificar. 

Pense no nome da sua marca, na Logo e quais as principais cores que compõem tudo isso, use esses dados e incorpore em tudo referente a sua loja: site, sacola de compras, embalagem, e-mail marketing. 

Você pode contar com ajuda de profissionais especializados, como designers ou analistas de marketing se assim preferir.

Plataforma online

Seja um site, blog, Instagram ou mais de um meio de comunicação, sua loja virtual precisa ter uma plataforma onde possa vender produtos

O Instagram por exemplo é uma excelente maneira de unir seu público num ambiente diverso e despojado como a rede social. 

Os marketplaces também são canais interessantes para ampliar ainda mais as suas vendas. A Shopee e o Mercado Livre são exemplos deste tipo de plataforma, que se assemelha à um grande shopping virtual.

Comece por aquele que mais te atenda e ainda te dê uma introdução ao mundo corporativo e virtual.

Plano de vendas

O planejamento das vendas é onde você poderá perceber onde sua loja errou e como corrigir isso. 

O plano de vendas são várias estratégias padronizadas que ajudam a conduzir o cliente durante a aquisição de algum produto, desde a propaganda que chega até ele para atraí-lo até o momento que ele realiza a compra. 

O Plano de vendas também inclui o planejamento do calendário comercial,que são as datas onde a sua loja vende mais.

Marketing

Pronto, você já tem toda a estrutura para começar a vender. Mas e agora, como chamar a clientela? Marketing! É hora de ver na prática como a propaganda é a alma do negócio. 

Veja esse artigo sobre marketing de conteúdo e como ele é necessário para alcançar o público e vender mais.

Formas de pagamento

Não desanime os clientes que chegaram à etapa final do processo de vendas e agora só podem realizar a compra através de somente uma forma de pagamento. 

É preciso oferecer a ele todas as ferramentas para que não desista da compra. Cartão de crédito, débito ou boleto são os principais meios utilizados. 

Encontre as vantagens que mais contemplam o seu empreendimento e utilize-os.

Entregas

Agora precisamos fazer o produto chegar ao cliente. Essa talvez, se não a única, é a maior desvantagem para quem vende de forma online. Afinal, é muito mais fácil ir até a loja e fazer uma compra e no mesmo instante ir embora com o produto em mãos. 

Dito isso, pense em dar algo em troca aos clientes pela espera. Frete grátis ou baixo custo de envio sempre chamam atenção do cliente. Caso esteja dentro das suas possibilidades, pense em investir nisso.

Pós vendas

Essa é uma etapa importantíssima para seu negócio caminhar. O cliente que finalizar o atendimento não deixa de ser seu cliente, muito pelo contrário. Normalmente quem já comprou de uma determinada loja e gostou do atendimento, sempre tende a priorizá-la na próxima compra. 

Após a aquisição do produto, que tal encaminhar e-mail agradecendo e verificando se está tudo em ordem? Aproveite para oferecer novos produtos e/ou promoções.

Logística reversa

Também fazendo parte do pós-venda, a logística reversa é para quando os problemas com entregas aparecerem. 

Se o cliente não gostou do produto ou ele chegou avariado, de acordo com o código do consumidor, é direito do cliente devolvê-lo e ter o dinheiro de volta ou trocar o item. Nesse momento é preciso pensar em como elaborar uma política de trocas e devoluções justa e amigável. Veja neste artigo.

Análise de impacto

Por último, mas não menos importante, após um período de vendas é hora de quantificar o que vendeu ou não vendeu na sua empresa. Mudar estratégias se necessário e claro, sempre se atualizar para não somente vender ainda mais, como também conquistar novos clientes.

Ter uma loja virtual é simples mas requer muito planejamento. 

Dedique-se a encontrar um motivo para vender e reforce isso com estratégias e tenha uma loja virtual dinâmica que ofereça boas condições para seus clientes e claro, não se esqueça de que após a venda, seu cliente possui ainda mais chances de voltar a comprar da sua loja, busque fidelizá-lo. 

Atenção especial para uma logística reversa bem elaborada e prática para não dificultar ainda mais momentos de crise em entregas. 

O comércio online está a todo vapor e as previsões apontam para esse crescimento contínuo, por isso não deixe de criar sua loja virtual. 

A Bagy pode ajudar nisso. Conheça a ferramenta e comprove como nosso suporte e plataforma vão te ajudar a montar e a gerir sua loja virtual!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.