Marketplace

Marketplace de moda: como iniciar suas vendas nessas plataformas

Imagem alternativa para marketplace de moda

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O marketplace de moda é uma plataforma que reúne diversas marcas e vendedoras em um único local, com uma ampla variedade de produtos. Para aprender como vender roupas online, vale a pena conhecer os principais marketplaces de moda do Brasil, montar estratégias, incluindo otimização de produtos e fotos atrativas para atrair clientes.

Realizar vendas na internet utilizando plataformas como um marketplace de moda é fundamental para os lojistas que desejam alcançar um número maior de pessoas enxergando o seu negócio. 

Afinal, essas plataformas oferecem uma maneira interativa de compra, sem contar o poder de alcançar um número de pessoas ainda maior utilizando o site de grandes players do mercado.

Desta forma, é possível aumentar a visibilidade dos seus produtos, ter novos pedidos e aumentar a lucratividade da empresa sem necessariamente aumentar estoque de forma repentina ou aumentando os gastos em um primeiro momento. 

Agora, quer saber como começar a vender utilizando um marketplace de moda? Confira nossas dicas e inicie sua jornada digital agora!

O que é um marketplace de moda?

Um marketplace de moda é uma plataforma online que reúne uma ampla variedade de marcas e produtos de moda em um único local, oferecendo aos consumidores uma extensa gama de opções para escolher.

Esses locais permitem que marcas de moda, desde fast fashion, marcas de luxo e pequenos empreendedores, vendam seus produtos em um ambiente digital compartilhado.

Nesse caso, os consumidores têm a vantagem de encontrar diferentes estilos, preços e marcas em um só lugar, facilitando a comparação e a escolha.

Os melhores marketplaces de moda do Brasil

Os mercados de moda são uma alternativa lucrativa, segura e sustentável para quem planeja empreender no segmento de vestuário e acessórios.

Afinal, eles funcionam como compras virtuais, onde podem ser agrupados por diferentes categorias para facilitar a usabilidade e a encontrar o produto desejado pelo consumidor. 

Inclusive, alguns marketplaces são totalmente focados em nichos, como os de moda e vestuário, para aumentar a fidelização das pessoas e para se especializarem em determinado segmento.

E entre uma das maiores plataformas digitais desse meio, podemos selecionar algumas, como:

Shein

Considerada como umas das principais lojas de roupas no Brasil, mesmo que muitos produtos venham diretamente da China, a Shein é uma marca de moda conhecida por oferecer uma ampla variedade de roupas, calçados, acessórios e outros itens de moda a preços acessíveis.

Com presença em plataformas como Shopee, Amazon e a força do seu próprio site, a Shein é popular por suas ofertas, descontos e tendências da moda feminina.

A marca também se destaca por disponibilizar uma vasta gama de produtos, desde vestidos e biquínis até calçados e acessórios, atendendo a diferentes estilos e preferências de moda.

Shopee

A Shopee é uma plataforma de comércio eletrônico singapurense pertencente ao Sea Group, fundada em 2015 por Forrest Li.

Ela oferece uma experiência de compra online fácil, divertida e segura, permitindo aos consumidores comprar produtos nacionais e internacionais em diversas categorias.

A Shopee se destaca por suas promoções, cupons de desconto, ofertas relâmpago e garantia de segurança nas transações.

Ainda, a empresa oferece a possibilidade de acumular Shopee Coins para trocar por descontos ou cupons em compras futuras, incentivando a fidelidade dos usuários.

Com milhões de downloads e avaliações positivas, a Shopee se tornou uma opção popular para compras online no Brasil e em outros países.

Mercado Livre

O Mercado Livre é a plataforma de comércio eletrônico líder no Brasil que oferece uma ampla gama de produtos de diversas categorias, incluindo utensílios domésticos, eletrônicos, equipamentos esportivos e moda.

Funcionando como um hipermercado onde os vendedores podem listar seus produtos e os compradores podem comprá-los diretamente, o ML é conhecido por sua interface amigável, opções de pagamento seguras e envio rápido.

Com recursos como frete grátis, política de devolução e programa de recompensas para compradores frequentes, a categoria de moda do Mercado Livre inclui roupas, calçados e acessórios masculinos, femininos e infantis de diversas marcas e vendedores independentes.

Nesse contexto, é importante mencionar que a plataforma permite que os vendedores criem suas próprias lojas online e gerenciem seu estoque, pedidos e atendimento ao cliente, cobrando uma comissão sobre cada venda, variando conforme a categoria do produto.

Dafiti

A Dafiti é uma plataforma líder de comércio eletrônico de produtos de moda e estilo de vida na América Latina, com foco no Brasil.

Fundada em 2011, a empresa é atualmente a maior varejista online de calçados, oferecendo uma ampla gama de produtos de diversas marcas e categorias, como, roupas, acessórios e produtos de beleza.

A plataforma oferece uma interface amigável, opções de pagamento seguras e remessa rápida, além de recursos como frete grátis para determinados produtos, política de devolução e programa de recompensas para compradores frequentes.

Nesse contexto, a categoria de moda da Dafiti conta com roupas, calçados e acessórios para homens, mulheres e crianças, e permite que os vendedores criem suas próprias lojas online e gerenciem seu estoque, pedidos e atendimento ao cliente.

Assim como o Mercado Livre, a Dafiti também cobra uma comissão por cada venda.

Kanui

Kanui é um marketplace brasileiro especializado em moda e vestuário, disponibilizando uma ampla variedade de produtos, incluindo roupas, calçados e acessórios.

Fundada em 2011, a Kanui ganha destaque na nossa lista pela sua presença online e parcerias com marcas renomadas, proporcionando aos consumidores uma experiência de compra diversificada e conveniente.

A plataforma também possibilita que os vendedores listem seus produtos para venda, enquanto os compradores podem explorar diferentes categorias de moda e escolher entre uma variedade de marcas e estilos.

Com um foco específico em moda e estilo de vida, o Kanui se tornou uma opção popular para quem busca produtos de qualidade e tendências atuais no mercado de moda brasileiro.

Zattini

Já a Zattini é um renomado marketplace brasileiro especializado em moda e beleza, oferecendo uma ampla variedade de roupas, calçados, acessórios e produtos de beleza.

Com uma presença significativa no mercado, a Zattini atrai milhões de visitantes mensalmente, proporcionando aos consumidores uma experiência de compra diversificada e conveniente.

Além disso, a Zattini atualmente pertence ao grupo Magazine Luiza, trazendo maior força ao seu nome, confiabilidade, além de conseguir oferecer condições especiais de pagamento e frete para os clientes. 

Para os lojistas, essa é uma alternativa de atingir um grande público da gigante varejista, vendendo em suas redes pagando apenas uma comissão específica por cada venda concretizada no site.

Farfetch

A Farfetch é uma plataforma de e-commerce de moda de luxo fundada em 2008 pelo empresário português José Neves, com sede em Londres.

A empresa consolidou-se como um grande player no mercado da moda de luxo, oferecendo uma vasta gama de produtos de mais de 3.000 marcas de moda e decoração.

No entanto, a organização enfrentou dificuldades financeiras e esteve à beira da falência no final de 2023, levando à sua aquisição pela gigante sul-coreana do comércio eletrônico Coupang por US$ 500 milhões.

Esta aquisição não só proporcionou um impulso financeiro à empresa, mas também permitiu à Coupang expandir a sua presença no mercado da moda de luxo.

A aquisição foi realizada por meio de uma joint venture entre a Coupang e a empresa global de investimentos em internet Greenoaks, chamada Athena Topco. Essa fusão também auxiliou na continuidade das operações sem afetar diretamente os consumidores. 

Vale a pena vender em um marketplace de moda?

Vender roupas em um marketplace de moda pode ser uma estratégia vantajosa para empreendedores que desejam expandir seus negócios e alcançar um público maior.

Em suma, vender roupas em um marketplace de moda online pode ser uma estratégia bastante vantajosa, uma vez que com um marketplace é possível contar visibilidade, infraestrutura tecnológica e alcance de público.

No entanto, é importante considerar os desafios e oportunidades associados a esse modelo de vendas digitais. Entre eles, podemos listar alguns, como:

Visibilidade

Marketplaces de moda são plataformas online que reúnem diversos vendedores de roupas, acessórios e calçados.

Isso acaba oferecendo aos empreendedores a oportunidade de aumentar sua visibilidade e alcançar um público mais amplo;

Infraestrutura tecnológica

As plataformas online oferecem uma infraestrutura tecnológica sólida, permitindo que os fornecedores se beneficiem de recursos como ferramentas como:

  • Gestão;
  • Vendas;
  • Marketing;
  • Logística reversa;
  • Vendas móveis;
  • Cross-selling;
  • Entre outros.

Alcance de público

Os marketplaces de moda atraem inúmeros visitantes mensais, oferecendo aos vendedores a oportunidade de alcançar um público maior em comparação com uma loja virtual independente.

Taxas e Impostos

No entanto, assim como todo negócio, existem também desafios associados à venda em marketplaces de moda, como a alta concorrência e impostos como taxa de vendas e ICMS variável na emissão de notas fiscais dos produtos. 

Como começar a vender roupas nos marketplaces de moda

Para iniciar a jornada de vendas de roupas e saber como vender mais nos melhores marketplaces de moda é essencial compreender os passos fundamentais e as melhores práticas para estabelecer uma presença eficaz nesse ambiente online altamente competitivo.

A entrada no mercado requer uma abordagem estratégica que envolve desde a escolha das plataformas adequadas até a gestão eficiente de estoque e pedidos, garantindo conformidade com as políticas específicas de cada plataforma.

Para começar a vender roupas em um marketplace de moda, siga estes passos:

  1. Escolha a empresa certa: pesquise e selecione as melhores marcas para seu público-alvo e linha de produtos. Algumas opções populares incluem Dafiti, Zattini, Kanui, Shein, AMARO, Shopee, Mercado Livre, Posthaus e Farfetch;

  2. Crie uma conta de vendedor: cadastre-se para uma conta de vendedor em um dos mercados escolhidos. Isso geralmente envolve fornecer informações básicas sobre sua empresa e concordar com os termos e condições da empresa;

  3. Configure sua loja virtual: personalize sua vitrine, faça upload de imagens e descrições de produtos e defina preços. Certifique-se de cumprir as políticas e diretrizes de cada plataforma;

  4. Gerencie estoque e pedidos: use as ferramentas da empresa para gerenciar seu estoque, atender pedidos e lidar com devoluções ou trocas. Acompanhe os níveis de estoque para evitar vendas excessivas e garantir a entrega pontual;

  5. Otimize suas listagens: use palavras-chave, imagens de alta qualidade e preços competitivos para aumentar a visibilidade e as vendas;

  6. Trabalhe seguindo as políticas da plataforma: revise e cumpra regularmente as políticas de cada marketplace, incluindo políticas de devolução e reembolso, para manter uma boa classificação do vendedor e evitar penalidades.

Lembre-se que vender em marketplace de moda tem suas vantagens, como acesso a um grande público, baixos custos de entrada e ferramentas de gestão de vendas.

No entanto, como dito, também existem desafios. Por isso, avalie cuidadosamente as vantagens e desvantagens antes de decidir vender em um mercado online.

Estratégias para vender mais nos marketplaces de roupas

Para aumentar as vendas em um marketplace de moda, é essencial implementar estratégias que impulsionem a visibilidade e a conversão de seus produtos.

Algumas orientações práticas incluem:

Otimização de produtos

A otimização de produtos é um processo fundamental para aumentar a visibilidade e a conversão de seus produtos nos marketplaces de moda.

Para isso, é importante seguir as seguintes etapas:

  • Descrição clara: redija especificações completas e precisas dos produtos, incluindo detalhes como tamanho, cor, material, estilo e outras informações relevantes;

  • Palavras-chave relevantes: utilize palavras-chave relevantes e populares na descrição do produto, a fim de melhorar a visibilidade nos resultados da pesquisa;

  • Formatação atraente: utilize legendas, listas e outros recursos que facilitam a leitura e a compreensão do cliente;

  • Informações adicionais: forneça informações adicionais, como instruções de lavagem, recomendações de uso e outros detalhes que podem ser relevantes para os clientes.

Ao seguir essas etapas, é possível otimizar produtos para um melhor desempenho nos marketplaces de moda.

Fotos atraentes

Para vender mais no marketplace de moda, é crucial otimizar as listas de produtos, fornecendo descrições claras e atraentes que incluam palavras-chave relevantes para melhorar a visibilidade da pesquisa.

Além disso, usar imagens de alta qualidade que mostrem os detalhes dos produtos é essencial para proporcionar uma experiência visualmente atraente aos clientes.

Isso pode ser conseguido seguindo as práticas recomendadas para tirar e editar fotos, como usar iluminação natural, garantir uma representação precisa das cores e adicionar um fundo simples.

Investimento em publicidade 

Investir em publicidade em marketplaces pode ser uma estratégia poderosa para atingir um público mais amplo e impulsionar as vendas.

Essa abordagem, conhecida como Retail Media, envolve publicidade em mercados operados por empresas varejistas.

Essa tendência é impulsionada pela crescente popularidade das compras online e pelo desejo dos consumidores por conveniência ao fazer compras em supermercados.

Monitoramento de métricas 

O monitoramento de métricas é uma etapa fundamental para otimizar estratégias de vendas nos mercados de moda.

Ao acompanhar regularmente os principais indicadores de desempenho (KPIs), como taxas de conversão, número de visitas e vendas, é possível identificar áreas de melhoria e ajustar estratégias de vendas.

Isso permite tomar decisões baseadas em dados e maximizar o retorno do investimento (ROI) em publicidade e outros esforços de marketing.

Alguns KPIs importantes a serem monitorados incluem:

  • Taxa de conversão: é uma ferramenta que ajuda a medir a porcentagem de visitantes que concluem uma ação, como, por exemplo, realizar uma compra;

  • Valor médio do pedido (AOV): mede o valor médio gasto pelos clientes por pedido;

  • Valor da vida do cliente (CLV): mede a receita estimada que um cliente gerará ao longo de sua vida;

  • Retorno sobre o investimento (ROI): mede o retorno sobre o investimento de campanhas publicitárias e de marketing.

Ao monitorar regularmente esses KPIs, é possível identificar tendências, acompanhar o sucesso de estratégias de vendas e tomar decisões baseadas em dados para otimizar o desempenho nos mercados de moda.

Loja virtual com integração de marketplace na Bagy

Vender em Marketplaces é uma opção facilitadora e de alto alcance para lojas virtuais. Por essa razão, muitos empreendedores utilizam essas plataformas para aumentar as vendas e reforçar a presença online. 

Se você já tem ou pretende criar seu e-commerce na Bagy, diretamente no painel de controle é possível integrar com marketplaces e anunciar seus produtos nessas ferramentas, de forma prática.

Os Marketplaces com integração direta na Bagy são:

  • Shein
  • Shopee
  • Amazon

Confira, a seguir, um passo a passo para integrar esses marketplaces em sua loja virtual com a Bagy: 

  1. Abra o seu painel de controle da Bagy;
  2. No canto superior, do lado esquerdo da tela, selecione a opção “Marketplace”;
  3. Escolha uma das plataformas disponíveis no canto esquerdo da tela;
  4. Tenha em mãos as seguintes informações antes de autenticar: 

  • Conta de vendedor na plataforma desejada; 
  • Formas de pagamento, regras de aprovação e recebimento de valores, serão de acordo com o marketplace selecionado; 
  • Os métodos de envio seguem o marketplace;
  • Regras de comissão são cobradas de acordo com o marketplace escolhido;

  1. Realize a autenticação da sua conta de vendedor da plataforma escolhida;
  2. Importe os produtos já cadastrados no marketplace selecionado;
  3. Para finalizar, relacione os anúncios importados do marketplace com possíveis itens disponíveis no seu site Bagy; 

Se, antes de integrar com Marketplaces, você precisa criar seu próprio e-commerce, conheça a Bagy e aproveite a chance de ter uma plataforma que te permita vender todos os dias e em diversos canais.

Marina Correa

Graduanda em Letras pela UFMG, atua como Analista de Conteúdo na Bagy. Com uma experiência de mais de 2 anos no mercado digital, possui vasto conhecimento sobre empreendedorismo e vendas online. Hoje se dedica a trazer conteúdos de valor para lojistas que desejam aprender mais sobre o universo do e-commerce.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.