E-commerce

Loja virtual sem estoque: veja como funciona e aumente seus lucros!

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Loja virtual sem estoque é um modelo de negócios vantajoso para quem não pretende ter um espaço físico para armazenar os produtos. Em parceria com os fornecedores, você pode economizar em custos operacionais e aumentar os ganhos das vendas online.

Uma loja virtual sem estoque é um modelo de negócios bastante lucrativo. Em vez de gastar com a armazenagem dos produtos e se ocupar com a entrega dos pedidos, você reduz os custos operacionais e foca no marketing e nas vendas.

As vendas sem estoque pela internet se tornaram bastante procuradas por quem deseja abrir uma loja sem grandes investimentos iniciais ou ampliar o mix de produtos e aumentar os ganhos em um negócio já existente. Se você também tem um desses objetivos, fique com a gente para aprender mais sobre como vender sem estoque pela internet.

Acompanhe agora para saber como funciona uma loja virtual com estoque zero, os principais riscos e vantagens e como ter mais sucesso nesse tipo de negócio.

O que é uma loja virtual sem estoque? Como funciona?

Loja virtual sem estoque é um modelo de negócios que funciona sem a necessidade de armazenar os produtos para a venda.

Para isso, o lojista deve ter fornecedores parceiros que façam o envio diretamente ao cliente ou negociem condições especiais de entrega ou retirada das mercadorias. Mais adiante, vamos conhecer melhor os diferentes formatos que existem.

O estoque é o armazenamento de produtos, de maneira que eles estejam disponíveis para entregar aos clientes na hora da venda. Para mantê-los guardados, o estoque demanda custos de espaço, como aluguel e energia elétrica, além do controle de entradas e saídas, prazos de validade e obsolescência, entre outros aspectos. Tudo isso exige uma boa gestão de estoque.

Por outro lado, lojistas que trabalham sem armazenamento de produtos estão livres dessas questões. Uma loja virtual sem estoque não tem custos com espaço físico, profissionais e softwares relacionados à gestão dos produtos, nem precisa fazer um alto investimento inicial para isso. 

É importante saber que vender produtos sem tê-los no estoque não é ilegal, como muita gente pensa. Você pode vender dessa forma, desde que cumpra as exigências jurídicas e fiscais, como a formalização do negócio e a emissão de nota fiscal, e garanta a entrega do pedido ao cliente, dentro do prazo estipulado.

Quais são os principais tipos de loja sem estoque?

Uma loja virtual sem estoque pode funcionar sob diferentes formatos. O mais conhecido é o dropshipping, em que o lojista apenas se ocupa com a venda, mas não é a única opção. A seguir, vamos conhecer os formatos que você pode adotar.

Dropshipping

No dropshipping, o papel do lojista é vender os produtos, enquanto o fornecedor faz as entregas.

Como vendedor, você deve criar e gerenciar a loja virtual, divulgar os produtos, receber os pedidos e atender os clientes. Porém, não é você que faz os envios: ao receber os pedidos na loja virtual, eles são direcionados para o fornecedor, que é responsável pela entrega no endereço do cliente.

Se o cliente receber o produto e quiser fazer uma troca ou devolução, é você quem faz a intermediação e direciona a solicitação ao fornecedor, mas continua não sendo responsável pela logística.

Algumas plataformas de e-commerce oferecem integrações com sistemas de dropshipping que automatizam esses direcionamentos. A Bagy, por exemplo, oferece integração com a Dropi, que integra os lojistas da plataforma com fornecedores do Brasil e do exterior. Dessa forma, a comunicação entre o lojista e o fornecedor se torna mais rápida e eficiente.

Just in Time

Just in Time é um modelo de gestão que busca otimizar os prazos de produção, de maneira que a empresa trabalhe de forma enxuta e no tempo certo para executar seus processos.

Na venda sem estoque, o Just in Time funciona assim: quando o cliente faz um pedido na loja virtual, o lojista entra em contato com o fornecedor para receber ou retirar o produto naquele momento e enviar logo ao cliente.

Para isso, é preciso ter uma boa negociação e parceria com os fornecedores, para garantir que eles tenham os produtos disponíveis quando você precisar. É importante também que eles estejam próximos, para agilizar a entrega ou retirada do produto.

Dessa maneira, não é preciso manter um estoque próprio — é o fornecedor que mantém os produtos armazenados. Porém, diferentemente do dropshipping, você passa a ser responsável por preparar a mercadoria para o envio e fazer o despacho na transportadora.

Prazos negociáveis 

No modelo de prazos negociáveis, o lojista retira uma pequena quantidade de produtos do fornecedor e faz os pagamentos a ele à medida que for vendendo.

Isso significa que, nesse modelo, você precisa manter um pequeno estoque de produtos. No entanto, a operação é enxuta, por isso não demanda custos com espaço físico.

Além disso, você pode negociar o prazo do pagamento com o fornecedor, de maneira que possa transferir o dinheiro apenas depois de receber os valores das vendas. Isso ajuda na saúde financeira do negócio, principalmente quando você está iniciando uma loja ou testando algum mercado.

Como criar uma loja virtual sem estoque?

A seguir, vamos analisar os passos para criar uma loja virtual sem estoque e os principais cuidados que você deve ter. Acompanhe:

1. Defina o seu nicho de atuação

Primeiramente, defina o nicho de atuação do seu negócio. Escolha uma área com que você se identifique, mas também que apresente boas oportunidades e potencial de lucratividade.

Uma boa pesquisa de mercado vai ajudar a identificar se há demanda no mercado para o que você deseja vender, quais são os concorrentes e como são os fornecedores, além de outras especificidades desta área.

2. Escolha uma plataforma de vendas

A escolha da plataforma de vendas é um passo crucial para o sucesso de uma loja virtual com estoque zero. Você precisa contar com uma ferramenta que permita fazer integrações com os sistemas de fornecedores ou com aplicativos que façam essa intermediação.

Além disso, a plataforma deve oferecer uma boa experiência ao usuário, tanto para os clientes que vão comprar na sua loja, quanto para você que vai receber e gerenciar os pedidos. Tenha atenção também aos recursos de layout, customização, vendas, promoções, pagamentos, segurança e outras integrações. 

3. Selecione fornecedores para a sua loja

Escolher os fornecedores é mais um passo fundamental para o sucesso de um e-commerce sem estoque. Investigue empresas do Brasil e do exterior que fornecem os produtos que você deseja vender, compare preços e pesquise sobre a sua reputação e histórico no mercado, por meio da opinião de clientes e outros parceiros.

Depois de selecionar seus parceiros, estabeleça um contrato que esclareça os acordos e negociações, bem como os direitos e responsabilidades de cada parte. Isso é importante para criar uma relação clara e transparente desde o início e evitar incômodos no futuro.

4. Conheça os produtos antes de vender

Para escolher os fornecedores da sua loja virtual, é importante conhecer os produtos que eles vendem. Então, antes de fechar negócio, peça uma amostra das mercadorias ou faça uma compra de teste.

Dessa forma, você pode avaliar não apenas a qualidade dos produtos, mas também o atendimento da empresa, o cumprimento de prazos, a logística, entre outros aspectos que indicam a sua confiabilidade. 

5. Configure e teste o sistema de pedidos

Outro teste para fazer antes de começar as vendas é quanto ao sistema de pedidos. Por meio da sua plataforma de e-commerce, configure a integração com os fornecedores e simule uma compra para ver se funciona corretamente.

Assim, você pode avaliar como será a experiência de compra do cliente e quais pontos podem melhorar.

6. Defina as estratégias de marketing digital

A experiência de compra positiva é fundamental para a sua loja virtual, mas você precisa antes levar os clientes até lá. Então, explore as estratégias de marketing digital que vão atrair potenciais clientes e nutrir o relacionamento com eles.

E-mail marketing, links patrocinados, redes sociais, marketing de conteúdo, SEO, marketing de influência — existem diversas estratégias, pagas e orgânicas, para divulgar a sua loja na internet.

4 dicas para ter sucesso com uma loja virtual sem estoque

Agora, temos algumas dicas para aumentar suas chances de sucesso nas vendas sem estoque. São alguns cuidados que vão fazer a diferença para o seu negócio. Veja agora quais são elas:

1. Tenha uma relação de confiança com os fornecedores

Seja qual for o formato de vendas, você precisa ter uma relação próxima e de confiança com os fornecedores para garantir a qualidade dos produtos e da logística. Isso é fundamental para conquistar a satisfação e fidelização dos clientes e ter mais tranquilidade na gestão do negócio.

Além disso, eles devem ter flexibilidade para negociar preços e condições diferenciadas de entrega que possibilitem as vendas sem estoque.

2. Ofereça a melhor experiência de compra na loja virtual

A experiência de compra favorece a satisfação dos clientes para que voltem mais vezes. Para isso, é importante contar com uma plataforma de e-commerce eficiente, com design responsivo, carregamento rápido, navegação simples e segurança dos dados.

Mas garanta que a experiência depois da compra também seja positiva: a entrega deve ocorrer sem atrasos ou enganos, com possibilidade de rastreio. Em caso de problemas, trocas ou devoluções, ofereça o melhor atendimento ao cliente. 

3. Monitore o feedback dos clientes

Peça feedback aos clientes sobre a experiência de compra, desde a pesquisa inicial até o recebimento do pedido. Isso vai ajudar você a avaliar pontos de melhoria na sua loja, mas também aspectos do fornecedor — qualidade da entrega e do produto, principalmente — que são mais difíceis de monitorar.

4. Invista em anúncios pagos na internet

A internet oferece várias opções de canais e estratégias orgânicas, em que você não precisa pagar pela mídia de divulgação.

No entanto, as mídias pagas, como links patrocinados no Google e anúncios nas redes sociais, possibilitam alcançar mais pessoas, com a segmentação exata de público-alvo e diversas opções de formatos. Dessa forma, você pode gerar conversões na sua loja com mais rapidez e precisão. 

Quais os riscos de vender pela internet sem estoque?

Para trabalhar com venda ou revenda sem estoque, é preciso tomar alguns cuidados. Como você não mantém um estoque próprio, existem riscos envolvidos que merecem atenção. A seguir, vamos falar sobre os principais.

Confiabilidade dos fornecedores

Em qualquer modelo de venda sem estoque, o negócio depende muito dos fornecedores. Você precisa que eles ofereçam produtos de qualidade, tenham os itens disponíveis na hora da venda e, no caso do dropshipping, façam a entrega corretamente, dentro do prazo. Por isso, é importante fazer uma boa pesquisa de fornecedores e estabelecer contratos com os acordos.

Controle de qualidade

Sem um estoque próprio, a gestão das mercadorias fica sob responsabilidade do fornecedor. Assim, podem ocorrer problemas no armazenamento e na preparação dos pedidos que fogem do seu controle. No dropshipping, erros de logística também podem afetar o produto e causar enganos nas entregas. Por isso, mais uma vez, fornecedores confiáveis são a chave do sucesso.

Prazos de entrega, trocas e devoluções

Se as entregas dependem de terceiros, os prazos de entrega, trocas e devoluções tendem a ser mais demorados. Afinal, o pedido não é feito diretamente ao fornecedor — precisa passar antes pela sua intermediação e aprovação. Mas uma plataforma que integre os sistemas da loja e do fornecedor e automatize os pedidos ajuda a agilizar esses processos. 

Quais vantagens de uma loja virtual sem estoque?

Embora envolva riscos, ter uma loja virtual sem estoque oferece muito mais vantagens. Veja agora quais são as principais:

Menos custos operacionais

Custos de aluguel de espaço físico, manutenção e higienização, softwares de controle de estoque, além de gastos com produtos que encalham, vencem ou se tornam obsoletos: tudo isso fica de fora quando você vende sem estoque. Dessa forma, os custos operacionais e o investimento inicial são mais baixos, o que aumenta seus ganhos no negócio.

Mix de produtos ampliado

Se você não precisa manter um estoque próprio, pode ampliar o mix de produtos da sua loja. É possível trabalhar com diversas categorias, de diferentes fornecedores. Assim, os clientes da sua loja têm mais opções para comprar, e você tem mais chances de agradar a diferentes perfis e preferências do público.

Foco em vendas, marketing e atendimento

Quando você não precisa se ocupar com a gestão dos produtos armazenados — no caso do dropshipping, nem com a logística —, pode se dedicar mais a outras áreas do negócio. Nas lojas virtuais sem estoque, o foco costuma ser as vendas, o marketing e o atendimento ao cliente, a quem você pode dedicar mais atenção e desenvolver melhores estratégias.

Flexibilidade e escalabilidade

As vendas sem estoque costumam oferecer mais flexibilidade e escalabilidade para a gestão. O lojista pode testar diferentes mercados, sem correr tantos riscos, já que não precisa adquirir estoque antecipado. Além disso, se quiser expandir os negócios, pode ampliar as vendas e lucrar mais sem precisar investir em estrutura e contratações.

Vale a pena ter uma loja virtual sem estoque?

Depois de entender como funciona a loja virtual sem estoque, os diferentes formatos, os riscos e as vantagens desse modelo de negócios, talvez você se pergunte: afinal, vale a pena?

Vender sem estoque é uma boa solução para quem não tem espaço físico nem quer investir nisso, para quem deseja testar novos mercados, ampliar seu mix de produtos ou ainda começar a vender pela internet sem precisar de grandes investimentos.

Sim, existem riscos envolvidos, como qualquer tipo de negócio. Mas, com as dicas que demos neste artigo e um bom planejamento, você pode driblar os obstáculos e ter sucesso nas vendas online.

Agora, é importante alinhar o modelo de negócio aos seus objetivos e necessidades como lojista. Entenda as suas condições atuais e o que você deseja alcançar para fazer as escolhas certas. Informe-se bem sobre as lojas virtuais sem estoque, busque referências, conheça os fornecedores, planeje seu negócio — assim, você vai tomar melhores decisões.

Agora, para contar com uma boa plataforma de e-commerce, conheça a Bagy. Nossa ferramenta oferece uma experiência de compra simples e eficiente e permite gerenciar facilmente a loja, inclusive com opções de integração para vendas sem estoque.

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.