Gestão

Quick commerce: o que é, vantagens e como implementar no seu negócio!

Quick commerce

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O quick commerce é um modelo logístico desenvolvido para vendas online. Nele, os clientes recebem as suas compras em poucos minutos ou horas. Esse sistema tem o objetivo de suprir o senso de urgência dos consumidores e oferecer a eles mais comodidade.

Já parou para pensar no quanto a tecnologia tem mudado o comportamento do consumidor? Com a comodidade das compras online, por exemplo, as pessoas conseguem comprar sem nem precisar sair do sofá. E com recursos como o quick commerce, toda essa experiência ficou ainda mais cômoda, porque é possível receber o pedido rapidamente — às vezes em questões de horas!

De acordo com uma pesquisa realizada pela Opinion Box em conjunto com a Octadesk em 2022, 73% dos entrevistados esperam receber entregas ultra rápidas. Já 64% dizem que o prazo de entrega é um fator decisivo no momento da compra. Partindo daí, já dá para perceber que essa estratégia é cada vez mais importante, não é mesmo?

Mas se você ainda não se familiarizou com esse termo ou nem sabe do que se trata, não tem problema! Neste texto nós explicaremos o que é o quick commerce, as vantagens desse método de entrega, como implantar no seu negócio e muito mais. Então continue a leitura!

O que é quick commerce?

O quick commerce é uma estratégia baseada na entrega rápida de produtos essenciais. Também chamado de q-commerce, em livre tradução para o português essa estratégia quer dizer “comércio rápido”.

A modalidade é derivada do serviço de delivery de comida, em que o cliente acessa um aplicativo — seja ele próprio do estabelecimento ou um marketplace — e faz o pedido por lá mesmo. Geralmente, em até 1 hora o pedido chega na casa de quem pediu.

No quick commerce, a lógica é a mesma. A diferença é que ele engloba outros itens, como as compras de supermercado, medicamentos, bebidas e até mesmo produtos de uma loja online.

A ideia por trás do quick commerce é que os clientes façam seus pedidos online e recebam os seus produtos muito rápido. Algumas lojas já fazem essas entregas no mesmo dia ou, no máximo, no dia seguinte à compra.

Isso só é possível graças a um ecossistema logístico otimizado que conta com centros de distribuição localizados estrategicamente e com parcerias com estabelecimentos locais para agilizar essa entrega. Muitas empresas também contam com esses locais para conseguir reduzir o valor do frete, aliás.

Quais são as vantagens do quick commerce?

Como você pode imaginar, existem diversas vantagens em implantar o quick commerce em um negócio. A seguir, listamos algumas delas.

Mais comodidade para o cliente

Uma das maiores vantagens do quick commerce é a comodidade que ele oferece para o cliente, já que proporciona a ele a conveniência de receber as compras em tão pouco tempo. Com certeza é um grande passo para encantar essas pessoas.

Aqui, é importante pontuar que desde que a entrega seja realizada com qualidade e com todo cuidado, a comodidade que essa modalidade de vendas proporciona pode se igualar — ou até mesmo superar — a experiência do cliente dentro de uma loja física.

Redução de estoque

O q-commerce exige que o controle do estoque seja mais rigoroso, já que os itens precisam estar sempre à mão e na quantidade correta para garantir que os envios sejam realizados com eficiência.

Com isso, a empresa evita produzir — ou comprar — mais do que o necessário. Esse movimento ajuda a reduzir tanto o desperdício quanto os custos operacionais. Ou seja, todo mundo sai ganhando!

Diminuição do custo logístico

E por falar em redução de custos, outra vantagem significativa do quick commerce é a economia que a empresa que adotar essa estratégia terá com os gastos logísticos.

Já que é necessário existir uma maior proximidade da operação com a área que o negócio deseja atender, em contrapartida, há uma redução bastante significativa nas despesas de manutenção, pedágios e combustível, por exemplo.

Algumas empresas também optam pela contratação de empresas ou transportadoras terceirizadas — o que também pode reduzir bastante os encargos administrativos.

Diferencial competitivo

Quando uma empresa escolhe trabalhar com as entregas super-rápidas, passa automaticamente a ganhar um destaque no mercado. Isso significa que ela terá muitas chances de aumentar as suas vendas ainda mais.

Com isso, a tendência para os próximos passos desse negócio é crescer cada vez mais com a captação de novos clientes e com o aumento do market share — ou seja, a fatia de mercado que a empresa vai dominar. O resultado disso tudo, além do crescimento? Um distanciamento ainda maior da concorrência!

Fidelização de clientes

A agilidade em todos os processos — principalmente na entrega — é a base de tudo o que foi citado até agora. Isso porque atender a urgência das pessoas com maestria é o que vai chamar a atenção desse público e o que pode motivar essas pessoas a voltarem a comprar na sua loja online.

E, como você provavelmente já sabe a essa altura, não existe nada melhor para uma empresa do que ter uma base de clientes que, além de satisfeitos, estejam dispostos a consumir sempre — e cada vez mais! Então, o importante é cuidar para que o nível dos seus serviços seja sempre excelente e que atenda às necessidades do público que compra de você. Assim, fidelizá-los fica mais fácil.

Como implementar o q-commerce no seu negócio?

Depois de saber o que é o quick commerce e as vantagens que ele oferece, se interessou em implantar essa modalidade de entrega no seu negócio? Então confira a seguir um passo a passo de como você pode fazer isso!

Comece pelo planejamento dos processos

Se você não fizer um bom planejamento e uma gestão precisa de todos os processos envolvidos, a operação ficará comprometida. É necessário entender como seria o fluxo perfeito para o seu modelo de negócios e isso só é possível ao analisar todas as etapas envolvidas: a venda, a separação dos produtos, o manuseio das embalagens e, finalmente, a entrega.

Para isso, você pode fazer simulações e se certificar de que não existe nenhum gargalo. Isso porque cada obstáculo pode significar um prejuízo ou até mesmo uma má reputação para a sua marca. Nesse caso, uma boa dica é contar com algum tipo de automação para e-commerce, porque pode ajudar a ter um processo mais regular e ágil.

Tenha um bom controle de estoque

Outro aspecto muito importante é o monitoramento preciso do estoque. A disposição estratégica e organização frequente dos itens nessa modalidade de venda são essenciais, principalmente porque os responsáveis pela separação precisarão encontrar o que precisam imediatamente.

Então, além de controlar o fluxo de entrada e saída de mercadorias com o auxílio de um bom sistema de gestão, é imprescindível manter o abastecimento sob controle. Não se esqueça de sempre repor o que for necessário para que as vendas continuem ocorrendo bem.

Outro ponto de atenção é contar com fornecedores confiáveis que ajudem a suprir o estoque da sua loja com rapidez. Isso é extremamente necessário principalmente se você tiver um volume alto — e inesperado — de vendas.

Tenha uma gestão eficiente

Quando se trata de armazenagem, estoque e transporte de mercadorias, o q-commerce exige que a empresa em questão tenha um bom sistema de gestão. Além disso, é preciso que ela não somente monitore esse estoque constantemente, mas também invista em um processo de separação e preparação de pedidos otimizados para que a seleção das encomendas seja tão rápida quanto precisa ser.

Sendo assim, o estoque deve ser pensado para facilitar esse processo. Além de ter um tamanho suficiente para comportar todos os produtos, ele precisa contar com um bom espaço para a locomoção interna e para a organização dessas mercadorias.

Escolha bem os produtos que serão comercializados

O quick commerce é uma ótima estratégia para qualquer tipo de produto, mas alguns determinados nichos se beneficiam mais dessa modalidade de entrega, como o de bebidas, cosméticos e o alimentício — já que os consumidores necessitam desse tipo de produto com mais frequência.

Artigos tecnológicos, no entanto, oferecem boas oportunidades para que o quick commerce seja implantado. Independentemente da sua escolha, o indicado é procurar por opções em que a demanda seja maior para que a implantação dessa estratégia valha realmente a pena.

Decida o método de entrega

No quick commerce, você tem alguns métodos de entrega diferentes à sua escolha. O primeiro deles é investir em uma rede de transporte própria e gerenciar toda essa logística.

Outra opção já muito utilizada pelos lojistas que aderiram à essa modalidade são as parcerias com empresas ou aplicativos de entregas em que o valor é repassado para o cliente por meio de uma taxa. Antes de decidir entre elas, vale a pena refletir qual faz mais sentido para o momento atual do seu negócio.

Treine a equipe

A qualidade do atendimento é crucial para a reputação de qualquer empresa, independentemente do modelo de negócios escolhido. No quick commerce, no entanto, existe uma particularidade que precisa de atenção: se a entrega é rápida, o suporte precisa ser mais ágil ainda.

É extremamente importante, então, capacitar toda a sua equipe para atender o cliente, separar o pedido com rapidez e acompanhar todo o processo de entrega. Capriche também no atendimento pós-venda, porque se quem comprou do seu negócio optou por ter o produto em mãos mais rápido, também deseja velocidade caso precise de atenção em relação à compra.

Invista em comunicação

Hoje em dia as pessoas amam uma entrega que, além de bem-feita, seja rápida. Para aproveitar a popularidade do quick commerce — que só cresce — e aumentar ainda mais as suas vendas, o que você pode fazer é divulgar esse serviço nas suas redes sociais e em todos os outros canais de comunicação.

Outra estratégia interessante é investir em SEO com foco na sua região para que esse serviço apareça nas buscas locais. É uma ótima maneira de fazer as pessoas ao seu redor saberem que podem contar com a sua empresa para ter o produto em mãos mais rapidamente.

O quick commerce é seguro?

O quick commerce é uma modalidade de serviço extremamente segura e foi desenvolvida exclusivamente para atender às necessidades dos consumidores que exigem uma entrega cada vez mais rápida. Uma prova dessa segurança são as gigantes do e-commerce que já começaram a adotar essa estratégia.

A Amazon é um dos principais exemplos de que o quick commerce é seguro e que realmente funciona. Com uma logística própria de entregas, ela consegue enviar os mais diversos produtos em questão de horas para o endereço de entrega dos clientes.

Outro exemplo das gigantes que utilizam o q-commerce são as Lojas Americanas. Na loja virtual ou no aplicativo, o cliente pode comprar e receber seus itens em até 2 hora.

O Mercado Livre, por sua vez, é um dos maiores representantes do quick commerce. Por conta dos seus centros de distribuição, conseguiu reduzir cerca de 20 dias em todo o seu processo de entrega e hoje existem diversos produtos que são entregues no período de 24 horas.

Estratégias eficazes para garantir a segurança no quick commerce

O quick commerce, por si só, é uma modalidade de entrega bastante segura. Porém, para que seja ainda mais seguro tanto para o seu cliente quanto para o seu negócio, você pode optar por implementar algumas estratégias.

A primeira delas é em relação à privacidade de dados dos seus clientes. Você precisa garantir que essas informações sejam tratadas com segurança. Para isso, deve implementar políticas rigorosas de proteção e utilizar criptografia para garantir que elas estejam completamente seguras durante as transações na sua loja virtual.

Outro ponto é utilizar gateways de pagamento seguros para processar as transações financeiras. Tenha a certeza de que todos os métodos de pagamento oferecidos na sua loja sejam seguros e estejam em conformidade com os padrões de segurança.

Fornecer informações em tempo real sobre o andamento das entregas para o cliente também é uma medida de segurança. Isso não apenas melhora a experiência como um todo, mas também ajuda a garantir que as mercadorias permaneçam seguras durante o transporte.

Já para garantir que o seu negócio esteja seguro, além de contar com bons parceiros e treinar a sua equipe, você deve proteger todos os seus sistemas de ameaças cibernéticas. Para isso, implemente firewalls, antivírus e qualquer outra medida que achar necessário para evitar ataques que comprometam quaisquer dados sensíveis.

Como você pôde perceber, o quick commerce é uma modalidade de vendas recente, mas já se faz muito necessária para conseguir suprir as necessidades dos clientes que fazem compras online. Caso deseje implantá-lo na sua empresa, estude o mercado antes e avalie os prós e os contras antes de tomar uma decisão. E se a ideia de abrir uma loja online não sai da sua cabeça, aproveite a oportunidade e conheça a Bagy! Uma plataforma de e-commerce que oferece muitas vantagens, diversas integrações que vão facilitar o dia a dia da sua empresa e suporte humanizado. Tudo isso com um ótimo custo-benefício!

Marina Correa

Graduanda em Letras pela UFMG, atua como Analista de Conteúdo na Bagy. Com uma experiência de mais de 2 anos no mercado digital, possui vasto conhecimento sobre empreendedorismo e vendas online. Hoje se dedica a trazer conteúdos de valor para lojistas que desejam aprender mais sobre o universo do e-commerce.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.