E-commerce

Dark Store: descubra o que é e se vale a pena investir nesse modelo

Imagem ilustrativa de dark store

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Uma Dark Store é um estabelecimento exclusivo para armazenamento, separação e envio de produtos, que funciona como ponto de distribuição para e-commerces, aplicativos de delivery e grandes varejistas. 

Diante da explosão das vendas online nos últimos anos, novas soluções de logística foram implementadas para reduzir o custo dos fretes e tornar as entregas mais rápidas. Esses dois fatores são os principais responsáveis pela escolha de uma loja pelos clientes e pelos tradicionais abandonos de carrinho.

Mas como garantir entregas rápidas e baratas (senão grátis) atendendo consumidores de várias regiões?

A estratégia adotada por grandes varejistas norte-americanos e que agora ganha destaque no Brasil com empresas como Daki e Mercado Livre, foi criar zonas de distribuição de produtos em locais estratégicos. 

Para entender o que é uma dark store, porém, é preciso conhecer os atuais modelos de fulfillment, que é onde essa oportunidade se insere.

Continue a leitura para entender como tudo isso funciona e as vantagens de adotar essa estratégia ou ser parceiro de uma grande empresa!

O que é uma Dark Store? 

O termo Dark Store pode ser traduzido como “loja escura” ou “loja oculta” e se deve ao fato dessas lojas funcionarem, basicamente, como pequenos armazéns, sem atendimento direto ao público.

A ideia é reproduzir uma experiência semelhante a de uma loja da cidade ou do bairro, em que se faz uma compra e recebe o produto rapidamente, às vezes em poucos minutos. 

Entretanto, a operação só funciona com boa performance quando há várias dark stores atuando em diferentes regiões. As lojas podem ser de propriedade da empresa comerciante ou de parceiros que cobram pelo recebimento e pelo armazenamento dos produtos.

Se as portas das Dark Stores são fechadas ao público, elas estão sempre abertas para entrada e saída de mercadorias. Os itens e o volume armazenado em cada loja, porém, levam em conta análises prévias de demanda da região. 

Essa operação se insere no chamado fulfillment, que busca tornar o processo logístico dos e-commerces mais inteligente e dinâmico.

O que é fulfillment e como esse modelo funciona? 

Os dois cases de fulfillment mais famosos do Brasil são o da brasileira Daki, que oferece um supermercado virtual com entregas em 15 minutos, e o Mercado Livre, que disponibiliza a opção de entrega “full”, que é muito mais rápida e, muitas vezes, acontece no mesmo dia.

Isso só é possível graças às Dark Stores. Em vez de contarem com um único centro de distribuição para atender todo o público, as mercadorias são encaminhadas para diversas áreas de estoque menores espalhadas em diferentes regiões. 

Dessa forma, quando uma compra é realizada, a Dark Store mais próxima é acionada para realizar a entrega no tempo mais raṕido possível e por um custo mais acessível, senão gratuito.

A Daki tem uma operação mais segmentada e disponibiliza o serviço apenas em algumas cidades, como São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. 

O Mercado Livre, por sua vez, conta com uma operação mais complexa para atender todo o Brasil. Grandes centros de distribuição da empresa estão instalados em regiões logisticamente estratégias, e, a partir deles, mercadorias são enviadas por transportadoras para diversas Dark Stores de empresas parceiras espalhadas pelo país. 

Em ambos os casos, o envio final (da Dark Store para o endereço do cliente) é feito por entregadores autônomos vinculados a aplicativos, mas o consumidor tem a opção de retirar o produto pessoalmente na loja em que ele se encontra armazenado em sua cidade.

Para que tipo de negócio as Dark Stores são indicadas?

O modelo fulfillment é geralmente indicado para grandes empresas que trabalham com alto volume de vendas, pois pode exigir grandes investimentos em estrutura logística, além de envolver negociações diretas e indiretas com vários prestadores de serviço.

Entretanto, operações simplificadas podem ser adotadas em áreas limitadas, tornando o modelo viável até para pequenas e médias empresas. Essa é uma forma de o empreendimento crescer de maneira ordenada e escalável, acompanhando diretamente o aumento da popularidade do e-commerce ou delivery.

A maneira mais simples e barata de aproveitar as vantagens desse modelo, porém, é utilizar a infraestrutura de grandes marketplaces. No Brasil, o serviço mais famoso é o Mercado Envios Full, do Mercado Livre. 

Como utilizar o Mercado Envios Full?

No programa da empresa, basta escolher os produtos que deseja comercializar com a opção de entrega rápida (“Full”) e enviá-los para um dos centros de distribuição. Lá, a mercadoria é recebida e processada no estoque para ser disponibilizada para a venda. 

Quando alguém compra o produto, ele é separado, a nota fiscal é emitida, o pacote é preparado e a mercadoria é despachada. Além disso, o programa também inclui o serviço de logística reversa. Tudo realizado pela equipe do Mercado Livre.

Naturalmente, existem condições e etapas para aderir ao programa e taxas são cobradas pelo serviço. Você deve, portanto, verificar se o ganho em receita com essa modalidade cobre os custos de utilizar a infraestrutura do marketplace.

As vantagens, porém, são várias!

Quais são as principais vantagens de investir no fulfillment?

Agora que você sabe o que é uma Dark Store e como esse modelo funciona dentro de uma operação fulfillment, não é difícil enxergar os benefícios dessa estratégia, não é mesmo?

Ainda assim, é importante destacar as principais vantagens que essa logística inteligente pode agregar ao seu negócio. Confira! 

Entregas mais rápidas 

O principal objetivo das Dark Stores é viabilizar entregas rápidas em diferentes regiões, muitas vezes cobrindo vários municípios e até estados diferentes. Naturalmente, quanto maior a área atendida, maior o número de centros de distribuição necessários para disponibilizar essa modalidade de entrega.

Vale lembrar, porém, que a agilidade da operação também depende da atuação de um bom número de entregadores, o que permite que até o transporte final da mercadoria seja segmentado, reduzindo-se o tempo de entrega entre a Dark Store e o endereço dos clientes.

Há empresas que contam com equipes internas, mas trabalhadores autônomos são a opção mais comum nesse tipo de estrutura logística. As entregas podem ser feitas por bicicleta, moto ou carro, a depender da mercadoria e da área atendida.

Fretes mais acessíveis

Ainda que o fulfillment envolva uma grande cadeia logística com empresas e trabalhadores, o ganho em vendas é tão expressivo que viabiliza cotações de frete mais baixas ou até mesmo gratuitas para o cliente.

Uma pesquisa realizada pela Capterra em 2021 revelou que a entrega dos produtos é um dos quesitos que mais pesam na satisfação do cliente. Entre os entrevistados, 73% declararam que esperam entregas ultra rápidas no comércio eletrônico. 

Além disso, altas taxas de frete foram citadas como o principal problema do e-commerce, seguido pelos atrasos no serviço logístico. 

Isso é apenas um dos vários estudos que deixam claro que o consumidor nunca foi tão exigente com as vendas online, um comportamento que foi fortalecido com a pandemia e a priorização desse tipo de comércio.

As Dark Store, portanto, são uma saída para atender essa demanda e aumentar a satisfação do cliente.

Melhor experiência para o cliente

Para além das melhorias em termos de custo e eficiência do frete, as Dark Store também expandem as possibilidades do e-commerce.

Esse modelo também tem um impacto significativo no giro de estoque. Com entregas mais ágeis e baratas, os lojistas esperam vender mais e mais rápido, o que permite que as empresas trabalhem com outros tipos de mercadoria que há alguns anos não eram tão comuns no e-commerce, como produtos de feira e supermercado.

A ideia, portanto, é oferecer qualquer tipo de produto via loja virtual ou aplicativo de delivery, o que também dá uma nova cara à experiência de fazer compras pela internet. O consumidor tem agora acesso a produtos variados, entregas rápidas e possibilidade de troca e devolução simplificadas.

Todos esses fatores contribuem para o aumento da confiança dos clientes nas lojas e nesse modelo, além de reduzir objeções frequentes que costumam motivar cancelamentos e abandonos de carrinho.

Redução de custos operacionais

Essa vantagem é relativa, uma vez que a implantação e manutenção de um cadeia fulfillment própria custa muito dinheiro e pode envolver uma série de compromissos legais e tributários.

Entretanto, o empreendedor que utiliza a estrutura já montada de grandes marketplaces tem muito a ganhar em termos de simplificação da operação e redução de custos com armazenagem, separação e despacho de produtos.

Por valores fixos, o lojista é capaz de terceirizar quase todas as atividades do estoque com a limitação de só poder comercializar seus produtos na plataforma da empresa que oferece o fulfillment.

Ainda assim, essa é uma forma de potenciar suas vendas e reduzir custos operacionais em alguns canais de venda.

Gestão logística inteligente 

Por fim, é fundamental destacar que a base de qualquer cadeia logística fulfillment é a informação. Todos os setores envolvidos contam com sistemas eletrônicos que compartilham dados com os demais e os integram dentro de plataformas inteligentes.

A eficiência do processo, portanto, depende de uma comunicação clara de ponta a ponta, da ferramenta de e-commerce aos softwares das Dark Store. Muitas vezes toda a operação é gerenciada por um único ERP completo, mas há maneiras de integrar diferentes sistemas, combinando as atividades entre empresas e profissionais diferentes.

Essa comunicação é especialmente importante na distribuição das mercadorias entre os diferentes centros, pois os itens e o volume armazenado devem ser definidos de acordo com a demanda de cada região.

Sendo assim, a parte tecnológica é tão importante quanto os serviços realizados localmente ou o transporte, e geralmente envolve aplicativos, sistemas em nuvem e mecanismos de segurança para evitar falhas e fraudes.

Mais uma vez, o caminho é mais simples para o lojista que apenas utiliza a estrutura de uma grande empresa, pois todo o investimento na implementação e manutenção das plataformas é feito por ela. Caberá ao empresário apenas aprender a utilizar as ferramentas e treinar a sua equipe.

Por que investir em uma Dark Store?

Você tem a oportunidade de montar uma Dark Store tanto para distribuir os produtos do seu e-commerce quanto para atuar como parceira de uma grande empresa. 

A segunda opção é mais interessante para quem ainda não tem uma loja e procura um retorno mais rápido, sem precisar investir em uma marca e em toda a estrutura necessária para viabilizar um comércio. Entretanto, em ambas as situações, o modelo é muito vantajoso.

Embora o tamanho das instalações varie, as Dark Stores geralmente são muito menores do que os tradicionais armazéns utilizados por grandes empresas para guardar e despachar produtos. Como a distribuição é focada na região (que pode ser uma cidade ou até mesmo um bairro), o espaço necessário tende a ser menor.

Outra vantagem interessante para o lojista que deseja atuar nessa modalidade é que as Dark Store não precisam ser localizadas em pontos comerciais disputados, pois funcionam apenas para recepção, separação e despacho de mercadorias. Isso permite que o empreendedor alugue espaços com aluguel e contas mais acessíveis.

Como montar uma Dark Store? 

Antes de qualquer coisa, é importante que você estude esse modelo logístico e verifique se ele é realmente compatível com o seu negócio. Lembre-se que o principal objetivo das Dark Stores é aumentar a eficiência das entregas, algo que só é possível quando a sua loja atua de maneira segmentada.

Se a sua empresa atende uma área muito grande, podem ser necessárias várias Dark Stores para viabilizar a operação e atender a expectativa dos clientes.

Por outro lado, se você deseja ser um parceiro de um grande marketplace, o caminho é um pouco mais curto, mas não necessariamente simples. Cada empresa apresenta uma lista de requisitos para cadastro que deve ser consultada em seus portais oficiais.

Na maioria dos casos, os marketplaces oferecem a oportunidade de atuar como ponto de coleta, recebendo comissões por pacote armazenado. É uma opção interessante para quem deseja começar a ter ganhos rápidos ou já tem uma loja física com espaço ocioso. Entretanto, os resultados variam de acordo com as vendas no marketplace e, principalmente, com a demanda da região.

O que se pode concluir é que as Dark Store são uma das peças que montam o presente e o futuro do e-commerce. Não há dúvidas de que elas chegaram para ficar, tornando as entregas mais eficientes e a logística das empresas mais inteligente.

E por falar em eficiência, já pensou em ter uma ferramenta profissional completa para criar e gerenciar a sua loja virtual por um preço super acessível? 

Você precisa conhecer a BagyPro, uma plataforma inteiramente pensada para lojistas e futuros lojistas como você, com todos os recursos necessários para divulgar e gerir suas vendas de forma prática, mesmo sem entender nada de tecnologia!

Acesse a nossa página oficial para conferir o preço e todas as vantagens dessa ferramenta!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!