Gestão

Packet Standard Importação: conheça esta opção de frete internacional

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Packet Standard Importação é uma das modalidades de entrega internacional mais utilizadas no e-commerce. É uma boa opção para conciliar preço e prazo de entrega, com total rastreamento do pacote pelo cliente.

Se você está planejando importar produtos para revender no Brasil, é importante conhecer as diferentes modalidades de entrega internacional. Entre elas, Packet Standard Importação é uma das opções mais utilizadas em compras e vendas internacionais.

Essa modalidade é oferecida pelos Correios para encomendas vindas do exterior que tenham até 30 kg. Embora não seja a opção mais barata nem a mais rápida, o Packet Standard oferece o melhor custo-benefício, com prazos adequados e preços em conta, além de rastreamento total do pedido.

Agora, venha entender melhor o que é Packet Standard Importação e como funciona. Para trabalhar com dropshipping ou revenda de produtos internacionais, é fundamental ter esse conhecimento. Segue com a gente!

O que é Packet Standard Importação?

Packet Standard Importação é uma modalidade de frete para encomendas internacionais que chegam ao Brasil. No comércio eletrônico, é uma das opções mais escolhidas pelos clientes que compram de sites internacionais.

Lançado em 2019 pelos Correios, o Packet Standard é uma modalidade não-expressa de importação, que recebe tratamento prioritário. Isso significa que essa opção está entre o serviço expresso e o de baixa urgência, com prazos médios de entrega, contados a partir do desembaraço aduaneiro.

Os preços do Packet Standard costumam ser atrativos — não tão caros quanto as opções expressas, mas também não tão baratos quanto as modalidades econômicas. Também não há cobrança do Despacho Total, uma taxa de R$ 15 que os Correios costumam cobrar de pacotes vindos do exterior.

Essa modalidade abrange ainda uma ampla gama de produtos, com diferentes tamanhos, pesos e naturezas, sem a necessidade de contratação de serviços adicionais ou especiais. A única restrição é que os pacotes devem ter até 30 kg, mas esse limite engloba grande parte dos pacotes do e-commerce internacional.

Como funciona o Packet Standard Importação?

Para o comprador, o Packet Standard Importação é apenas uma das opções de frete que aparece no carrinho de compras. O cliente escolhe a modalidade de envio de acordo com suas preferências de preço e prazo. Mas o Packet Standard costuma ser uma das opções mais escolhidas, já que oferece um bom custo-benefício.

As diferenças em relação a outras modalidades aparecem a partir do momento em que a loja prepara a mercadoria para o envio. Se o cliente opta pelo Packet Standard, o pacote já deve ser identificado com o código de rastreamento iniciado pela letra N, que permite o monitoramento da entrega desde a origem até o destino final.

Quando chega ao Brasil, o pacote passa pelos trâmites aduaneiros como qualquer outra encomenda internacional. Caso a loja tenha aderido ao programa Remessa Conforme, como a Shein e o AliExpress, as compras de baixo risco passam pela aduana com mais agilidade, pois a Receita confere as informações antes da sua chegada ao país.

Depois disso, a encomenda já pode ser enviada para o comprador. Após passar pela alfândega, os prazos do Packet Standard são os mesmos utilizados para encomendas nacionais enviadas pelo PAC: até 10 dias úteis, podendo variar conforme o endereço e condições operacionais. 

Para fazer o rastreamento nos Correios, o código é o mesmo de ponta a ponta. Nas encomendas Packet Standard, o código é sempre iniciado pela letra N, seguida de outra letra e números que identificam o objeto.

Ao final, geralmente o código informa o país de procedência (US para Estados Unidos ou CN para China, por exemplo. Mas, no caso das encomendas Packet, tanto Standard quanto Express, o código sempre termina com BR. Isso ocorre porque os pacotes Packet são coletados e transportados por operadores que não são os serviços oficiais de Correios do país de origem.

Qual a diferença entre ePacket e Packet Standard?

O ePacket é outro serviço de frete de produtos importados, operado por diversas transportadoras internacionais, mas específico para envios de lojas e marketplaces da China e de Hong Kong.

Essa modalidade de entrega surgiu por meio de um acordo estabelecido entre China e Estados Unidos em 2011, com o objetivo de agilizar as entregas entre os dois países. Ao longo dos anos, com o crescimento das compras internacionais pela internet, principalmente de produtos da China, outros países também passaram a adotar o ePacket, inclusive o Brasil.

Em relação ao Packet Standard Importação, existem algumas diferenças:

  • Enquanto o Packet Standard tem um limite de 30 kg, o ePacket abrange apenas pacotes de até 2 kg;
  • O ePacket oferece preços mais acessíveis de frete em relação ao Packet Standard;
  • O ePacket promete a entrega no prazo de 30 a 60 dias para entregas no Brasil, já o Packet Standard pode variar de 2 a 4 semanas no total, sendo que após o desembaraço aduaneiro, o prazo é de até 10 dias úteis;
  • O ePacket só pode ser utilizado para compras até U$ 400, enquanto o Packet Standard não tem essa limitação;
  • O Packet Standard pode ser usado para compras internacionais de qualquer país, já o ePacket é exclusivo para produtos da China e de Hong Kong;
  • O ePacket é identificado pela letra L no início do código, enquanto o Packet Standard tem a letra N.

Em quais países o ePacket é aceito?

Quando essa modalidade foi lançada, somente as transações dos Estados Unidos com China e Hong Kong podiam utilizar o ePacket. No entanto, hoje essa opção já é amplamente aceita e utilizada em diversos países do mundo, variando apenas os prazos de entrega. Aqui estão alguns deles:

  • Alemanha (7 a 10 dias úteis)
  • Arábia Saudita (7 a 15 dias úteis)
  • Austrália (7 a 10 dias úteis)
  • Brasil (20 a 30 dias úteis)
  • Canadá (7 a 10 dias úteis)
  • Estados Unidos (7 a 10 dias úteis)
  • Japão (7 a 10 dias úteis)
  • México (20 dias úteis)
  • Rússia (7 a 15 dias úteis)
  • Vietnã (5 a 7 dias úteis)

Quais as outras modalidades de importação dos Correios?

Os Correios oferecem diversas modalidades de importação, que você pode escolher na hora da compra. Elas estão divididas entre Expressas, Standard e Econômicas.

Elas variam conforme o valor do frete, os prazos de entrega, restrições de peso e volume, além de outras características. A escolha pelo comprador depende da sua urgência em receber a encomenda e o valor que está disposto a pagar pelo pedido.

A seguir, vamos conhecer as principais opções de importação dos Correios, que você pode utilizar ao fazer as suas compras para revenda ou dropshipping:

Modalidades Expressas

  • Express Mail Service (EMS): encomendas até 30 kg, rastreamento completo, código iniciado com a letra E, prazo de Sedex após a aduana (é a modalidade de entrega internacional mais rápida);
  • Correios Packet Express: encomendas até 30 kg, rastreamento completo, código iniciado com a letra I, prazo de Sedex após a aduana (equivale ao EMS, mas o produto é transportado até o Brasil por uma operadora diferente dos Correios do país de origem).

Modalidades Standard

  • Correios Packet Standard: encomendas até 30 kg, rastreamento completo, código iniciado com a letra N, prazo de PAC após a aduana;
  • Colis Pastaux: encomendas até 30 kg, rastreamento completo, código iniciado com a letra C, prazo de PAC após a aduana;
  • Prime Expres: encomendas até 2 kg, rastreamento completo, código iniciado com a letra L, prazo de PAC após a aduana (oferece preços mais em conta de frete, também é chamado de Priority Mail e ePacket).

Modalidades Econômicas

  • Pequenas Encomendas Registradas: encomendas até 2 kg, rastreamento parcial, código iniciado com a letra R, conta apenas com prazo estimado de entrega (também chamado de Registered Mail, Small Parcels e Small Packets);
  • Pequenas Encomendas Simples: encomendas até 2 kg, sem rastreamento, código iniciado com a letra U (não serve para rastreamento, apenas para controle aduaneiro), conta apenas com prazo estimado de entrega (também chamado de Unregistered Mail, Small Parcels e Small Packets).

Principais vantagens do Packet Standard

Comprar da China, Estados Unidos e outros países pode ser bastante vantajoso em relação aos preços e variedade de produtos existentes no Brasil. No entanto, muita gente desiste da ideia devido aos prazos muito estendidos, taxas de importação e problemas que podem ocorrer na alfândega brasileira.

No entanto, o Packet Standard Importação ajuda a resolver alguns desses problemas, já que oferece uma opção de frete com bom custo-benefício. A seguir, vamos elencar as principais vantagens para você utilizar essa modalidade de entrega internacional no seu negócio:

Preços acessíveis

O Correios Packet Standard oferece uma opção de entrega com preços em conta para quem não tem tanta urgência para receber sua encomenda.

Para quem trabalha com dropshipping, é uma opção acessível para oferecer aos seus clientes. E, se você está comprando produtos para revender no Brasil, é uma boa opção também para quando você tem um bom planejamento e prazos mais flexíveis.

Versatilidade

A modalidade Packet Standard e Packet Express pode transportar pacotes de até 30 kg, que abrangem a maior parte dos pedidos do e-commerce. Além disso, não há restrições de dimensões nem de valores para transporte, o que permite que grande parte das mercadorias possam utilizar essa opção.

Rastreamento

Nesta modalidade, você pode rastrear o objeto desde o momento em que ele é despachado pelo lojista no país de origem até a entrega no seu endereço, passando pelo desembaraço alfandegário.

Para saber como rastrear o Packet Standard Importação, basta pegar o código (que começa com a letra N) no site em que você fez a compra e acompanhar pelo portal dos Correios.

Como lidar com atrasos ou problemas no Packet Standard?

Problemas no frete podem ocorrer em qualquer entrega de produto, tanto nas encomendas nacionais quanto internacionais. Porém, quando você importa de outros países, os obstáculos podem ser maiores, inclusive com atrasos ou retenções na alfândega brasileira.

Se isso acontecer com você, verifique primeiramente em qual estágio da entrega está o seu pedido. Se ainda não chegou ao Brasil, tente contato com o lojista ou marketplace para informar sobre o atraso.

Se o pedido estiver na alfândega, saiba que os trâmites podem demorar um pouco mesmo. Mas, se você já estiver aguardando o desembaraço aduaneiro há muito tempo, ou se o produto já estiver em trânsito, mas demorando muito para chegar ao seu endereço, entre em contato com os Correios.

Neste link, você pode fazer uma reclamação especificamente sobre objetos postados no Exterior com destino ao Brasil. Os Correios esclarecem também que você só pode fazer o pedido de informações até 6 meses depois da postagem (na modalidade EMS, o prazo é de 4 meses). Caso a reclamação seja procedente, você pode receber uma indenização dos Correios.

Caso você queira devolver ou trocar o produto, esse pedido deve ser feito diretamente à loja em que a compra foi feita. Dessa forma, o vendedor vai acionar a logística de devolução, de maneira que você possa devolver o pacote aos Correios, e que ele percorra o caminho de volta.

Para evitar problemas como atrasos no frete, entregas não realizadas e produtos com defeito ou avarias, procure comprar de vendedores e marketplaces confiáveis. Analise a reputação do lojista e verifique a sua nota e comentários de outros clientes. 

Dúvidas frequentes sobre o Packet Standard

A seguir, vamos ver as principais dúvidas que podem surgir sobre a modalidade Packet Standard nas entregas internacionais:

1. O que quer dizer Packet Standard Importação?

Packet Standard Importação é o nome de um serviço de entrega dos Correios para produtos importados do exterior para o Brasil. Essa modalidade de frete internacional serve para encomendas de até 30 kg, com preços acessíveis e prazos adequados para quem não tem tanta urgência na entrega.

2. Quanto tempo demora o Packet Standard Importação?

O Packet Standard Importação leva cerca de 2 a 4 semanas, no total, para a entrega do pedido. A partir da finalização do desembaraço aduaneiro, o pacote é tratado como encomenda doméstica e segue os prazos do PAC, que leva até 10 dias úteis para ser entregue.

3. Quais as taxas do Packet Standard Importação?

As taxas de frete do Packet Standard são mais atrativas em comparação às modalidades expressas, mas não têm um preço fixo, pois dependem do endereço de entrega e das condições do lojista. Considere também as taxas de importação, como em todos os produtos comprados de lojistas internacionais.

4. Como rastrear Packet Standard?

O rastreamento do Packet Standard ocorre da mesma forma que você faz com encomendas nacionais. Basta inserir o código de rastreamento no site dos Correios e verificar o estágio da entrega. No caso do Packet Standard, o código inicia com a letra N e termina com BR.

5. Qual a diferença entre ePacket e Packet Standard?

O ePacket é uma modalidade de frete internacional para produtos comprados na China ou em Hong Kong. A principal diferença é que o ePacket só transporta mercadorias de até 2 kg, enquanto o Packet Standard serve para pacotes de até 30 kg. Além disso, o ePacket só pode transportar pacotes de até U$ 400, enquanto o Packet Standard não tem limitação de valor.

Enfim, agora você já sabe o que é Packet Standard Importação e como funciona essa modalidade de frete internacional. Para quem trabalha com dropshipping ou produtos importados para revenda, é fundamental conhecer as opções.

Com todas as informações em mãos, você pode fazer a melhor escolha — seja para oferecer aos seus clientes, seja para fazer as suas compras — de acordo com a urgência da entrega e o preço que prefere pagar pelo frete.

Agora, para ter uma loja que vende na internet, você precisa contar com uma plataforma confiável e robusta. Uma boa plataforma de e-commerce facilita a gestão do seu negócio e oferece a melhor experiência ao seu cliente.

A Bagy oferece uma plataforma completa e suporte humanizado para você criar a sua loja virtual profissional, com um valor de assinatura acessível a todos os bolsos. Crie agora a sua loja online e comece a vender!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!