Minha loja online não vende: saiba o que fazer

Minha loja online não vende: saiba os motivos e o que fazer para vender no seu e-commerce

Se a sua loja online não vende, é preciso analisar os motivos pelos quais isso está acontecendo. Assim que você conseguir identificá-los, poderá focar a atenção em resolver cada um deles para ter mais sucesso!

“Minha loja não vende, e agora?” é uma das frases que muitos lojistas dizem ao longo de sua jornada como empreendedores. Isso acontece porque se deparam com a dificuldade que pode ser fazer com que os seus e-commerces prosperem.

Criar uma loja virtual para vender produtos na internet tem sido uma das alternativas que algumas empresas encontram para conseguir novos clientes e aumentar as vendas, mas pode ser que as coisas não aconteçam com tanta facilidade — principalmente no começo. Por esse motivo, listamos os maiores motivos que podem atrapalhar as vendas e traremos algumas dicas de como você pode contornar essa situação. Acompanhe!

Minha loja online não vende: quais podem ser os motivos?

Uma das maiores preocupações de quem está começando a vender na internet é que a sua loja consiga vários clientes para que o negócio cresça e se expanda. Mas, pode ser que por algum motivo as vendas não aconteçam. Confira, a seguir, quais podem ser eles.

Volume de tráfego baixo

Um dos primeiros pontos que você precisa entender é que se a sua loja online não tiver um bom tráfego de visitantes, ela não fará boas vendas. Parece simples, mas por não entenderem essa lógica, muitos lojistas investem muita energia — e tempo — para no final do mês acabarem frustrados por não venderem.

Essa situação pode até ser comparada com aquela loja que fica bem escondida no fim de uma galeria que ninguém vai — e a maioria nem sabe que ela está lá! Antes de querer gerar vendas, então, é preciso que o seu e-commerce gere tráfego. Só assim ele chegará em algum lugar.

Preço e condições

O preço e as condições em que você oferece os seus produtos devem sempre ser pontos importantes do planejamento, já que a internet faz com que a consulta de valores em diversas lojas seja feita de maneira muito simples. Por esse motivo, é muito importante prestar atenção nos preços que você pratica na sua loja online.

Caso você perceba que o seu produto custa mais caro do que na concorrência, não significa necessariamente que você vai precisar baixá-lo. Em vez disso, você pode mostrar aos seus visitantes qual é o diferencial de cada item que você comercializa.

Outra boa dica é se atentar sempre e acompanhar os movimentos do mercado. Com isso, você poderá tentar reduzir custos de transporte, matéria-prima e de outros fatores que achar necessário de acordo com a estratégia criada.

receber conteúdo para vender mais

Descrição de produtos e imagens inadequadas

Como em um e-commerce o usuário não tem a experiência sensorial de tocar no produto, a descrição e as imagens de cada um deles se tornam extremamente importantes no processo de decisão da compra. Fotos pequenas ou em má qualidade podem impedir o visitante de ver todos os detalhes do item.

O mesmo acontece com a descrição. Textos muito rasos ou sem todos os detalhes também podem interferir de maneira negativa na experiência de quem visita a sua loja. Então, sempre que for adicionar um novo item, tire um tempo para fazer boas fotos — em diversos ângulos e até em alguns cenários — e escreva uma descrição bem detalhada. Esse esforço pode fazer bastante diferença para os seus clientes.

Falta de confiança e credibilidade

Mesmo que as pessoas estejam cada vez mais acostumadas a comprar pela internet, uma nova loja virtual pode despertar desconfiança. Muitas delas podem se perguntar se a empresa em questão existe mesmo ou até achar que pode ser um golpe para roubar os dados do cartão de crédito. E a culpa não é sua, claro. Mas você pode tomar algumas atitudes para contornar essa situação e vender de maneira mais segura.

Para gerar mais credibilidade, o primeiro passo pode ser investir em um bom site que ofereça certificados de segurança. Outro ponto interessante é deixar todas as informações bastante claras e, se possível, inserir depoimentos de clientes que já compraram da sua loja. Essa última dica ajuda muito!

Já nas redes sociais, o ideal é manter as suas páginas sempre atualizadas. Além disso, você deve sempre prezar por um atendimento impecável que demonstre profissionalismo e um alto grau de comprometimento. Você também pode aproveitar para escutar o que o seu público está falando da sua marca e criar estratégias a partir daí.

Não estar em marketplaces

Para entender de maneira fácil o conceito de um marketplace, é só pensar nele como uma vitrine em um shopping center virtual. Nesses sites, em vez do usuário encontrar somente os produtos de uma única loja, encontra várias lojas com itens diferentes no mesmo lugar.

Essa é uma ótima maneira de aumentar a visibilidade da sua empresa, já que os marketplaces estão em alta e são empresas confiáveis — como o Mercado Livre e a Shopee. Quando você coloca a sua loja em um desses gigantes do mercado, consegue quebrar algumas objeções de compras ligadas à falta de credibilidade e confiança, que abordamos acima.

Problemas de logística

Um dos motivos pelo qual sua loja online não vende pode estar relacionado à logística. Os produtos que você vende são entregues em perfeitas condições? O custo de envio é atrativo? As entregas são feitas rapidamente? Você oferece opções diversas de entrega?

O prazo de entrega e o custo do frete, aliás, são dois pontos que podem impedir que o visitante compre da sua loja. Por isso, vale a pena conversar com as empresas que são responsáveis pelos envios e se certificar de que tudo esteja correto. Uma boa ideia é tentar negociar prazos mais curtos de entrega e valores diferenciados.

Falha na estratégia de divulgação

“Quem não é visto não é lembrado”, já dizia o velho ditado. Quando você decide ter uma loja virtual, tem que ter em mente que todos os seus concorrentes diretos — ou a maioria deles — estarão disputando com você a atenção dos clientes.

Por isso, você precisa criar uma estratégia de divulgação que faça o seu negócio se destacar dos demais. Uma boa dica é investir no relacionamento com o seu público e é possível fazer isso de maneira simples com a criação de conteúdo relevante. Converse e entretenha as pessoas a ponto de quando elas pensarem no produto que você vende, a sua loja seja a primeira em que elas pensem.

Falta de dados para contato

Por mais que não pareça, uma loja online tem muitas semelhanças com uma que conte com espaço físico e, por muitas vezes, os visitantes querem tirar dúvidas antes de realizar uma compra. Muitos sites não prestam atenção nessa necessidade e não incluem a prestação de atendimento virtual na estratégia — o que faz com que percam novos clientes.

Então, se a sua loja não conta com uma ferramenta de chat, uma boa solução para contornar o problema é deixar o contato do WhatsApp Business no rodapé do site e em qualquer outro lugar que você achar relevante. Também pode ser o número do telefone comercial, links para suas redes sociais ou o e-mail de atendimento. O que não pode é deixar o visitante sem ser atendido, ok?

O que fazer para minha loja online vender?

Agora que você já identificou os possíveis problemas que estejam fazendo com que a sua loja online não venda tanto quanto você espera, pode pensar em algumas soluções para colocar em prática para reverter esse cenário. A seguir, listamos dicas que podem ajudar.

Tenha um site responsivo

Os smartphones se tornaram a principal forma de acesso à internet no Brasil e no mundo. Com essa informação em mãos, as lojas virtuais precisam estar preparadas, já que se não oferecem uma boa experiência para os visitantes que acessam o site pelo celular, é provável que percam muitas vendas.

Você já conferiu se o layout da sua loja online é responsivo? Se não for, é essencial que você o adapte ou até mesmo troque o tema por uma versão que consiga se adaptar aos celulares. Essa mudança pode impactar positivamente nas vendas da sua loja.

Realize ações para atrair mais tráfego

Uma das maneiras mais rápidas para fazer a sua loja online vender é investir em tráfego, ou seja, em maneiras de atrair mais acessos para o seu site. A primeira dica é criar um blog para falar dos seus produtos, das funcionalidades de cada um deles, divulgar campanhas, promoções e novidades especiais.

Outra estratégia que você pode adotar é fazer parcerias com outras lojas de segmentos que sejam complementares ao seu para que a sua marca passe a ser conhecida pelo público desse parceiro. Ainda nesse campo, os influenciadores digitais de nicho também podem ser uma boa aposta, se forem bem selecionados.

Invista em SEO

O SEO é um conjunto de técnicas que ajudam a otimizar o site da sua loja e aumentam as chances de que as páginas dos produtos apareçam nas buscas do Google. Essa é, aliás, uma das estratégias mais importantes para que você venda mais.

A técnica central aqui é o uso de palavras-chave que remetam ao seu nicho e ao seu negócio. Ao utilizar as expressões que são mais buscadas pelos consumidores em locais estratégicos como nos títulos e nas descrições dos produtos, nos arquivos das imagens e até nas URLs — o endereço de cada página —, a sua loja tem grandes chances de crescer muito.

Aposte em campanhas pagas

Quando você realiza as ações certas para gerar tráfego orgânico, cria conteúdo de qualidade e segue as técnicas de SEO, consegue abrir caminho para que as suas campanhas pagas sejam mais eficientes. À princípio, você pode focar em duas estratégias ao mesmo tempo.

As campanhas no Google Ads permitem que as páginas dos seus produtos apareçam quando o usuário faz uma busca pela palavra-chave em que estiver interessado. Já as do Facebook Ads são estratégicas para que mais pessoas descubram a sua marca.

Quando for fazer o seu planejamento financeiro, inclua uma parte do orçamento para que seja possível criar essas campanhas de marketing. Afinal, é um investimento que trará um bom retorno no futuro.

Crie autoridade no mercado

Você pode ter preços atrativos, produtos bons, até mesmo um bom marketing, mas se o cliente chegar no seu site e achar que ele é pouco confiável, vai comprar com a concorrência. Além das dicas breves que listamos sobre o assunto anteriormente, existem outras coisas que você pode fazer para passar mais seriedade para o seu público.

Uma delas é passar a imagem de que você é um negócio, mesmo que esteja no início da sua jornada no empreendedorismo. Para isso, você pode informar o seu CNPJ, e-mail profissional, número de WhatsApp ou do telefone fixo e todo meio de comunicação que você tiver no rodapé do seu site. Algumas dessas informações, aliás, são obrigatórias de acordo com a Lei do E-commerce.

Outra boa estratégia é criar uma conta para a sua empresa na ferramenta Reclame Aqui. Mesmo que sua loja não tenha reclamações — o que é um ótimo sinal —, com esse cadastro o seu negócio sempre poderá ser encontrado por quem buscar por ele no Google. Quando notarem o seu ranking positivo por lá, passarão a ter mais confiança.

Faça um planejamento de marketing

Um planejamento de marketing estabelece as ações que a sua loja enquanto empresa executará no ambiente online que tenham como objetivo principal o de promover a sua marca — além de aumentar as suas vendas. Essa é uma etapa estratégica e é você quem deve decidir o que incluir nela de acordo com o que você deseja para o seu negócio.

É nesse momento que você vai observar a situação da sua loja no momento com atenção. Em seguida, encontrará os problemas que precisam ser resolvidos e pensa em outras soluções para definir os objetivos da campanha de marketing que quer fazer.

Utilize as redes sociais

Hoje em dia as redes sociais já deixaram de ser só um lugar que usamos para nos comunicarmos com nossos familiares ou amigos. As marcas estão cada vez mais utilizando esses espaços para se aproximar do público de uma maneira mais autêntica e próxima à realidade dele.

Então, para construir uma boa estratégia de comunicação nas redes sociais, primeiro é preciso que você entenda em quais delas o seu público está e o que ele faz nessas plataformas. Geralmente, as pessoas buscam por informações e relacionamento e esse pode ser o seu ponto de partida. Lembre-se de que eles estão nesses lugares para socializar — e não para ver só anúncios de produtos.

Melhore as condições de pagamento e de frete

As opções de pagamento e o frete do envio dos produtos para o cliente podem ser as maiores objeções de quem compra no seu site. Uma maneira de contornar isso é oferecer formas diversas para que o visitante possa pagar pelo produto além de cartão de crédito e boleto. Hoje em dia já é possível oferecer PIX, transferência e outras opções. Para ficar ainda mais interessante, tente oferecer um desconto em alguma delas.

Você também pode fazer uma análise sobre a sua logística e buscar novas opções de envio para otimizar o valor que é cobrado. Pense em oferecer frete grátis acima de um valor específico, faça um contrato com os Correios para conseguir um valor mais competitivo e entre em contato com outras transportadoras para oferecer outras opções para os clientes.

Depois de todas essas dicas, esperamos que a frase “minha loja online não vende” nunca mais passe pela sua cabeça! Então leia com bastante atenção e coloque em prática tudo o que achar pertinente para o seu momento e para a realidade do seu negócio. E, para ajudar ainda mais o seu negócio, aproveite para baixar agora um calendário com as datas mais importantes do ano para que as suas vendas só aumentem!

Criar um site para sua loja