Gestão

Empréstimo para abrir empresa: Saiba tudo sobre ele e como pedir o seu!

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O empréstimo é um acordo firmado entre um indivíduo ou empresa e uma instituição financeira. Nele, um valor específico em dinheiro é disponibilizado sob algumas condições para uso imediato.

Você já pensou em pedir um empréstimo para abrir empresa? Trazer um novo negócio à vida é como navegar por águas desconhecidas e a decisão de empreender muitas vezes vem de uma busca por realização e autonomia, mas pode esbarrar em algumas questões, como se teremos o investimento necessário para conseguir fazer isso.

Para abrir uma empresa online, assim como fazer qualquer negócio decolar com segurança, é imprescindível ter recursos financeiros suficientes. Mas como sabemos se a busca por uma fonte de apoio financeiro é realmente necessária — e a melhor saída de todas?

Para responder a essa pergunta, reunimos neste texto as maiores dúvidas e dicas sobre o assunto. Então continue a leitura!

O que é um empréstimo?

O empréstimo é um acordo firmado entre um indivíduo ou empresa e uma instituição financeira. Nele, um valor específico em dinheiro é disponibilizado sob algumas condições para uso imediato.

Essa transação implica que o montante que foi concedido será devolvido, mas acrescido de taxas ou juros em um período acordado entre as partes. Geralmente, os empréstimos têm um propósito definido, como o investimento em um empreendimento, a aquisição de bens, a cobertura de despesas inesperadas ou é utilizado para impulsionar o crescimento de um negócio.

Os empréstimos geralmente são categorizados como pessoais, empresariais ou para habitação. Cada um deles apresenta suas peculiaridades em relação a duração, finalidade e montante. Funcionam como uma ferramenta para investir em projetos, superar dificuldades financeiras ou para gerenciar fluxos de caixa.

Quais são os tipos de empréstimo para abrir empresa?

Existem diferentes tipos de empréstimos para abrir empresa e, como dito anteriormente, cada um deles conta com suas particularidades. A seguir, você confere quais são eles.

Empréstimo pessoal

Essa modalidade de crédito é voltada para a pessoa física, mas o crédito recebido pode ser utilizado para diversas finalidades — como reformar um imóvel, quitar dívidas e até mesmo abrir uma empresa.

Geralmente, oferece um prazo de pagamento mais curto e taxas de juros mais altas. Por isso, vale ponderar se essa é a melhor opção para o seu negócio.

Microcrédito

O microcrédito é disponibilizado apenas para micro e pequenas empresas, além de franquias e para empreendedores individuais. Nele, as taxas de juros são mais baixas e as condições de pagamento são facilitadas.

Empréstimo com garantia de imóvel

O empréstimo com garantia de imóvel, também conhecido como Home Equity, é uma opção para quem precisa de um valor de crédito mais alto, com taxas de juros mais baixas e um prazo de pagamento das parcelas mais longo.

Nessa modalidade também é possível utilizar o crédito para qualquer fim e não só para abrir uma empresa. Geralmente quem solicita essa opção utiliza o valor para fazer a reforma em um imóvel ou até mesmo para trocar uma dívida com juros mais altos por uma com taxas mais baixas.

Cheque especial

Essa opção de crédito é bem conhecida, mas deve ser utilizada com muita cautela. Isso porque a taxa de juros que ela cobra é a mais alta de todas as opções da lista.

Como conseguir um empréstimo para abrir um negócio?

Para ter acesso a um empréstimo para abrir uma empresa, é preciso seguir algumas etapas e atender a alguns requisitos — que podem variar dependendo da instituição financeira e do tipo desejado de concessão.

Sem contar que manter um bom histórico de crédito, comprovar renda e ter documentação completa é fundamental para aumentar as chances de aprovação. Sem mais delongas, a seguir você confere o passo a passo para solicitar um empréstimo.

Faça uma avaliação financeira

O primeiro passo é analisar as finanças para determinar a real necessidade do crédito. Depois disso, você vai calcular o valor necessário e levar em consideração tanto as suas despesas quanto o objetivo do empréstimo.

Aproveite a oportunidade para avaliar também a sua capacidade de pagar as parcelas mensalmente, considerando tanto a sua renda quanto as despesas fixas que o seu negócio terá. O importante aqui é não comprometer o planejamento financeiro da sua empresa.

Cuide do seu score de crédito

Manter um bom histórico de crédito é fundamental, principalmente para quem deseja abrir uma empresa. Ele é calculado com base no seu comportamento financeiro, como o relacionamento com bancos e instituições financeiras, níveis de endividamento e pagamento das contas em dia.

O score de crédito varia de 1 a 1 mil e indica a probabilidade de inadimplência. Quanto mais alta essa pontuação, menor o risco percebido pelo credor.

Empresas como o SPC e o Serasa utilizam modelos estatísticos e técnicas para prever a probabilidade de uma pessoa se tornar inadimplente. Por meio de dados demográficos e comportamentais, conseguem avaliar a capacidade do consumidor de honrar com o crédito que foi solicitado.

Escolha o tipo de empréstimo

Existem diversos tipos de empréstimos disponíveis para as empresas com CNPJ. Cada um, conta com características específicas e finalidades distintas, mas falaremos mais sobre cada um deles adiante.

Por hora, basta entender que cada tipo de empréstimo atende a diferentes necessidades do negócio. Por isso, a escolha deve ser feita com base no objetivo da sua empresa, nas taxas de juros, nos prazos de pagamento e nas condições oferecidas pelas instituições financeiras.

Separe a documentação

A documentação exigida também pode variar dependendo da instituição financeira e do tipo de empréstimo que for solicitado. Geralmente os requisitos são:

  • ter mais de 18 anos;
  • ser brasileiro(a) ou residir no Brasil;
  • apresentar o CPF ou o CNPJ;
  • apresentar a fonte de renda por meio de extratos bancários, declaração de imposto de renda ou contracheques;
  • não ter restrição de crédito;
  • apresentar comprovante de residência;
  • ter um bom histórico de pagamento.

Escolha a instituição financeira

Nessa parte do processo, você precisará pesquisar as diferentes instituições financeiras — como bancos, plataformas online e cooperativas de crédito. O indicado é fazer uma comparação das taxas de juros, dos custos adicionais, dos prazos para o pagamento, a reputação da empresa e o atendimento que ela presta ao cliente para encontrar a melhor opção para as suas necessidades.

Faça uma solicitação de análise de crédito

Aqui, você já estará pronto para preencher a solicitação de empréstimo na instituição que escolheu. Uma análise detalhada dos seus dados será feita para que a empresa verifique tanto a sua capacidade de pagamento quanto os documentos que você forneceu e o seu histórico de crédito.

Assine o contrato

Depois da aprovação, você precisará ler o contrato com muita atenção. Verifique as taxas, os prazos, as cláusulas de pagamento, as multas por atraso e todas as outras condições. Somente assine todos os termos se tiver certeza de que compreendeu tudo o que está descrito nesse documento.

Receba o valor

Após a assinatura do contrato, o valor aprovado é disponibilizado para a sua empresa. Ele pode ser depositado diretamente na sua conta bancária ou entregue de acordo com as políticas da instituição financeira escolhida.

Qual é a diferença entre empréstimo e financiamento?

Tanto o empréstimo quanto o financiamento são duas maneiras diferentes de conseguir dinheiro e são geralmente oferecidos por bancos, instituições financeiras e por entidades de crédito.

Mesmo que sejam muito parecidos, os dois conceitos apresentam algumas diferenças cruciais em relação às finalidades, condições e formas de pagamento. Confira, a seguir, quais são elas.

Empréstimo

Em um empréstimo, uma quantia específica de dinheiro é concedida pelo credor — o banco ou instituição financeira — ao mutuário, que é quem recebe esse valor emprestado. Esse montante é disponibilizado de uma só vez e pode ser utilizado conforme a necessidade de quem o solicitou.

Em relação aos juros, eles são aplicados sobre o valor total do empréstimo e o pagamento é feito em parcelas fixas durante um período determinado.

Para exemplificar, vamos supor que um empreendedor queira fazer um empréstimo para abrir a sua loja online. Então, ela vai receber uma quantia determinada — como R$ 10 mil — para pagar em parcelas fixas mensais acrescidas de juros por um total de 36 meses.

Financiamento

O financiamento é um pouco mais específico em relação à finalidade do valor que é concedido. Geralmente, ele é destinado à aquisição de um bem ou de um serviço, como automóveis, imóveis, equipamentos ou projetos empresariais.

O pagamento do valor também é feito por parcelas que incluem juros. Nessa modalidade, muitas vezes o próprio bem adquirido é utilizado como garantia — ou seja, se o valor não é pago, ele é tomado de quem o comprou.

Uma das modalidades de financiamento mais comuns atualmente é a imobiliária para a compra de um imóvel, seja ele uma casa ou um apartamento. Nesse caso, o banco concede um montante — vamos supor que seja R$ 300 mil — para a aquisição. O pagamento é realizado em parcelas mensais ao longo de 30 anos e juros são cobrados em cima do valor financiado.

Onde conseguir empréstimo para abrir uma empresa?

Se você precisa de um empréstimo para abrir uma empresa, saiba que existem alguns lugares aos quais pode recorrer para isso. Confira a seguir quais são eles.

Empréstimo pessoal

O empréstimo pessoal é uma das modalidades de crédito mais comuns atualmente. Oferecido por instituições financeiras a pessoas físicas, ele não é necessariamente destinado a fins empresariais.

Esse tipo de empréstimo não exige a comprovação do destino do dinheiro, o que proporciona muito mais liberdade a quem o solicita. Quando ele é utilizado para abrir uma empresa, no entanto, é recomendado que o empreendedor tenha um planejamento sólido para o uso dos recursos.

Os empréstimos pessoais geralmente apresentam prazos menores e taxas de juros mais altas em comparação a outras linhas de crédito voltadas exclusivamente para empresas. Cabe a você levar essa informação em consideração no momento de escolher qual deles é o melhor para a sua realidade.

Sociedade

A constituição de uma sociedade é uma maneira de obter os recursos necessários para abrir uma empresa. Ela acontece por meio da divisão de responsabilidades, de investimentos e de recursos entre duas ou mais pessoas, ou entidades.

Ao formar uma sociedade, os envolvidos contribuem com experiência, capital, conhecimento ou outros recursos necessários para o funcionamento — e crescimento — do negócio. Nesse caso, compartilham os custos iniciais e as responsabilidades monetárias para minimizar o ônus financeiro individual.

Capital de giro

O capital de giro é extremamente importante para manter as operações e para garantir que as atividades de uma empresa possam continuar. Ele nada mais é que o valor necessário para cobrir as despesas do dia a dia, como aluguel, salário dos colaboradores, pagamento de fornecedores e outros custos operacionais.

Muitas vezes obtido por meio de empréstimos ou financiamento, o capital de giro permite que a empresa mantenha o fluxo de caixa saudável. Além disso, também previne situações de insuficiência financeira que poderiam comprometer todas as atividades.

Investidor-anjo

O investidor-anjo é um agente de investimento. Ele injeta capital em micro e pequenas empresas e em troca recebe participação no lucro, mas não se torna um sócio formal. Com a Lei Complementar 155/2016, esses investidores passaram a ter uma regulamentação mais clara em território brasileiro.

A partir da regulamentação, os investidores-anjo podem aportar quantias que variam entre R$ 50 mil a R$ 600 mil com a expectativa de retorno financeiro de até 50% dos lucros da empresa por um período estipulado — que geralmente é algo em torno de 5 anos.

Linhas de crédito

As linhas de crédito são uma maneira de conseguir empréstimo oferecidas por instituições financeiras para auxiliar não somente na criação, como na expansão ou na manutenção de um negócio. São destinadas a diferentes propósitos e podem variar no que diz respeito às taxas de juros, garantias, finalidades e prazos para pagamento.

Uma das opções de linha de crédito é a do BNDES Automático, que oferece financiamento por meio de instituições financeiras credenciadas. Assim, consegue disponibilizar diversas condições de crédito para atender as mais variadas necessidades de diferentes negócios.

Outra possibilidade de crédito é o da Caixa Econômica Federal, que libera valores depois de uma análise do crédito e da capacidade de pagamento da empresa. Com foco nos microempreendedores formais e informais, disponibiliza até R$ 20 mil com aprovação facilitada, isenção de IOF e juros reduzidos.

O Cartão BNDES, por sua vez, permite adquirir bens móveis com pagamento em até 48 vezes e taxas de juros baixas. Por fim, o Santander também apresenta linhas de empréstimo para pequenas e médias empresas. Opção é o que não falta!

Cooperativa de crédito

As cooperativas de crédito são uma maneira um pouco mais alternativa de acesso a empréstimo. Essas instituições são, na verdade, organizações financeiras formadas por pessoas que se unem voluntariamente para atender às suas necessidades financeiras em comum.

Ao contrário dos bancos tradicionais, as cooperativas são orientadas para o benefício mútuo dos seus membros, que também são conhecidos como cooperados. Elas oferecem empréstimos a taxas de juros muitas vezes bem mais acessíveis do que as instituições financeiras convencionais, além de encargos administrativos também menores.

Quais cuidados tomar e considerações a fazer antes de contratar um empréstimo?

Existem algumas considerações a se fazer e alguns cuidados para tomar antes de contratar um empréstimo. A seguir, listamos quais são eles.

Defina a finalidade do empréstimo

Você está buscando capital de giro para o seu negócio? Um empréstimo para investir em equipamentos? Para expandir a empresa? Ter clareza do porquê você precisa do empréstimo é fundamental, então em primeiro lugar você precisa identificar a finalidade para só depois escolher a opção mais apropriada.

Quando você sabe exatamente por que precisa daquele empréstimo, poderá focar nas ofertas que atendam especificamente aos requisitos do seu projeto. Isso evita que você assuma uma responsabilidade que tenha como resultado várias despesas desnecessárias.

Avalie o prazo de pagamento

Outro cuidado que você precisa ter antes de contratar um empréstimo é avaliar com bastante cuidado o tempo que você terá para quitar a dívida. Aqui, é preciso lembrar que o prazo de pagamento pode variar bastante entre as opções de crédito.

Tenha em mente que um prazo mais longo pode reduzir os valores mensais, o que facilita o fluxo de caixa da sua empresa. Em contrapartida, pode resultar em custos totais mais elevados por conta dos juros acumulados ao longo do tempo.

Por outro lado, um prazo de pagamento mais curto implica em parcelas mais altas, porém em um menor custo total. É importante que você consiga encontrar um equilíbrio entre o prazo e a sua capacidade de pagamento, sempre levando em consideração a estabilidade financeira da sua empresa.

Compare as taxas de juros

As taxas de juros tendem a variar bastante entre as instituições financeiras e os diversos tipos de empréstimo. Por isso, é preciso analisar com muito cuidado todos os valores oferecidos pelos credores ou bancos para garantir que você vai escolher a melhor oferta que tenha as menores taxas possíveis.

Compreender a diferença entre as taxas fixas e variáveis — além do impacto delas no valor total do empréstimo — também é muito importante. Muitas vezes, uma pequena diferença pode resultar em grandes economias a longo prazo.

Por esse motivo, é interessante examinar e comparar as taxas de juros efetivas, também chamadas de CET (Custo Efetivo Total), de cada uma das ofertas para que você consiga tomar uma decisão financeiramente mais bem informada.

Pesquise a reputação das instituições

Tanto a reputação quanto o histórico das instituições financeiras também são fatores cruciais no momento de escolher a melhor opção para o seu empréstimo. Sendo assim, pesquise sobre a credibilidade e o serviço que é oferecido por cada credor.

Procure ler as avaliações de clientes, pesquise pelas experiências relatadas por outros empresários e confira até mesmo as classificações de agências reguladoras.

Tenha em mente que optar por uma instituição bem avaliada e confiável pode trazer muito mais segurança e transparência na negociação. Sem contar que garante uma parceria mais sólida e confiável para a sua empresa.

Analise os requisitos e as condições

Cada instituição financeira conta com os seus próprios critérios e condições para a aprovação de empréstimos. Antes de escolher, então, é extremamente importante compreender quais são os requisitos necessários para garantir a aprovação do pedido de crédito.

Isso pode envolver alguns pré-requisitos, como comprovação de renda, análise de histórico de crédito, apresentação de garantias, entre outros. Conhecê-los ajuda a preparar melhor a sua documentação e a selecionar um empréstimo que esteja mais alinhado com as suas necessidades e capacidades.

Leve os custos adicionais em consideração

Além das taxas de juros, é preciso que você considere os custos extras associados ao empréstimo com muita cautela. Isso pode incluir algumas taxas como as de originação, seguros, encargos administrativos e até mesmo as penalidades por atrasos no pagamento.

Todos esses custos adicionais podem ter um impacto substancial no valor do empréstimo. Por esse motivo, é muito importante que você conheça toda as taxas e despesas envolvidas no processo e se planeje para que não seja pego de surpresa — o que pode comprometer todo o seu controle financeiro.

Opte pela flexibilidade de pagamento

Algumas linhas de crédito conseguem oferecer opções mais flexíveis de pagamento. Por meio delas, é possível conseguir fazer ajustes no plano ou até mesmo conseguir uma carência para o início do pagamento das parcelas.

Avalie se a instituição financeira do seu interesse oferece alguma flexibilidade de acordo com a sazonalidade do seu negócio ou eventualidades que possam afetar a sua capacidade de pagar a dívida. Escolher um empréstimo que conte com essa facilidade pode ser um diferencial em termos de gestão financeira e de estratégias de caixa para o seu negócio.

Conte com uma assessoria financeira

Procurar o auxílio de um contador especializado ou um consultor financeiro pode ser muito valioso no momento em que você for escolher o melhor empréstimo. Isso porque esses profissionais podem oferecer insights muito valiosos sobre as melhores opções disponíveis no mercado.

Eles podem ajudar a avaliar os prós, os contras e a identificar a opção mais adequada para o perfil financeiro e para as necessidades do seu negócio. Além disso, uma assessoria financeira também pode destacar a importância da conciliação bancária, um processo que garante a exatidão das informações ao comparar as transações do banco com os registros da empresa.

O conhecimento especializado que esses profissionais oferecem pode ser crucial para uma escolha de empréstimo mais segura e acertada. Isso porque eles podem assegurar a precisão das informações e ajudar você a tomar uma decisão mais embasada e sólida.

E aí, conseguiu entender como conseguir um empréstimo para abrir uma empresa? Pense bem antes de contratar o seu, faça uma boa pesquisa para que as parcelas caibam no seu bolso, mas não deixe a falta de investimento inicial barrar o seu sonho de abrir o próprio negócio.

E por falar em sonho, para tirar a vontade de ter uma loja online do papel de uma vez por todas, conheça a Bagy! Ela é uma plataforma de e-commerce que oferece várias facilidades, diversas integrações e conta com um suporte humanizado. Vale a pena conferir!

Marina Correa

Graduanda em Letras pela UFMG, atua como Analista de Conteúdo na Bagy. Com uma experiência de mais de 2 anos no mercado digital, possui vasto conhecimento sobre empreendedorismo e vendas online. Hoje se dedica a trazer conteúdos de valor para lojistas que desejam aprender mais sobre o universo do e-commerce.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.