Gestão

Saiba o que é e como montar o melhor fluxograma de vendas para sua loja

Imagem ilustrativa de fluxograma de vendas

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O fluxograma de vendas é a uma ferramenta para visualizar o caminho que o cliente vai percorrer no seu negócio até a compra. Com essa visão completa, você consegue estruturar as melhores estratégias para aumentar suas vendas.

Ao começar um negócio próprio, é fundamental realizar um planejamento, não é mesmo? Ele pode começar, por exemplo, por um organograma do e-commerce, mas não pode parar por aí se o que você quer é resultado positivo por um bom tempo. Por isso, outra etapa importante é estruturar um fluxograma de vendas para a sua loja online.

Basicamente, é uma forma de definir exatamente quais são as etapas necessárias para que a sua loja consiga converter mais clientes. Com uma visão mais ampla e completa desse fluxo, você e a sua equipe podem escolher as melhores estratégias para se comunicar e converter os consumidores que entram em contato com a sua loja.

Você provavelmente já ouviu falar sobre prospecção, qualificação ou até pós-venda, certo? E o que deve ser feito em cada uma dessas etapas? Como construir um fluxograma de vendas realmente eficiente? Para responder todas essas perguntas, preparamos um conteúdo com tudo o que você precisa para melhorar os seus resultados.

Continue a leitura e confira!

O que é um fluxograma de vendas?

Um fluxograma de vendas nada mais é do que a estruturação do fluxo comercial de uma empresa ou negócio. A ideia é criar um sistema visual em que seja possível acompanhar cada etapa comercial para atrair um cliente até a sua conversão. Além de detalhar quais são essas etapas, é ideal para definir responsabilidades.

Em resumo, essa técnica proporciona maior organização para uma equipe comercial, o que vai permitir uma visualização mais eficiente do processo. Com esse entendimento, fica mais fácil encontrar soluções e estratégias adequadas para conseguir vender mais, construindo um fluxo de vendas mais eficiente e prático para a sua equipe e seus clientes.

Para que serve?

Essa técnica é utilizada para ter um melhor entendimento da jornada que precisa ser percorrida pelo cliente até que se consiga uma conversão. Assim, o empreendedor consegue entender exatamente o que precisa ser feito em cada etapa, quais são os responsáveis e quais são as soluções necessárias para otimizar todo o processo.

Qual a importância?

Em um momento em que os consumidores estão cada vez mais exigentes, é essencial ter um planejamento estruturado de vendas. Mas como estabelecer isso sem um direcionamento e compreensão de quais etapas devem ser aprimoradas? O fluxograma de vendas, portanto, serve como um guia inicial para um planejamento mais completo de vendas.

Quais as etapas de um fluxograma de vendas?

Normalmente, um fluxograma de vendas em um e-commerce segue uma divisão estruturada, que pode variar de acordo com a organização específica. Algumas etapas, porém, são muito importantes e estão presentes independentemente da situação:

  • Prospecção: é o momento em que você procura por clientes no mercado, ainda sem saber ao certo se eles são ideais ou não para a sua loja;
  • Qualificação: agora que você desenvolveu uma base de clientes em potencial, é a hora de qualificar os seus leads e definir aqueles que podem se tornar clientes de fato;
  • Follow-up: entrando em contato com os leads qualificados, você vai entender mais sobre as condições de cada um e, a partir disso, pode definir as suas estratégias;
  • Negociação: com o plano de ação em mãos, você deve partir para a negociação e a estruturação de uma proposta que seja atraente para o seu cliente qualificado;
  • Fechamento: essa é a etapa que o empreendedor mais aguarda, para conseguir a conversão, ou seja, fazer uma venda do seu produto ou serviço;
  • Pós-venda: mas muitos profissionais acabam esquecendo de uma etapa importante após a conversão, já que o pós-venda e o suporte depois do fechamento é essencial.

Como fazer um fluxograma de vendas eficiente?

Mas como desenvolver um fluxograma de vendas, na prática? Confira as dicas que listamos!

Faça uma análise da realidade atual

A primeira etapa é muito simples: entender qual é o cenário em que a sua empresa está e, a partir disso, desenvolver uma análise da realidade atual. Afinal, o que é interessante para a sua loja naquele momento? Como a sua equipe pode ser dividida? Quais responsabilidades podem ser assumidas em cada etapa?

Defina os objetivos

Depois dessa primeira análise, você precisa definir os objetivos com o desenvolvimento do fluxograma de vendas. O que você quer fazer ao estruturar esse processo? Apenas ter uma visualização mais definida de cada etapa? Ou identificar erros e acertos? Isso vai direcionar os seus esforços nas etapas seguintes de estruturação desse fluxo.

Saiba quais as informações mais importantes

Com o objetivo que você definiu, agora é o momento de coletar as informações que você precisa para estruturar o seu processo. Pode ser desde a ferramenta escolhida para tornar o trabalho mais eficiente ou até mesmo para questões mais complexas, como a definição da sua persona e como se comunicar com esse consumidor em potencial.

Converse com o time

Uma etapa importante também é ouvir mais detalhes sobre o processo com quem está atuando diretamente nessa questão. Por isso, você deve conversar com o time de tempos em tempos para gerar o máximo de insights possíveis para continuar aprimorando os processos dentro daquele fluxograma de vendas e aumentar as suas chances de conversão.

Foque no cliente

De nada adianta chegar até aqui sem colocar o cliente como foco de todas as suas ações. O seu fluxograma deve ser estruturado a partir disso, posicionando o consumidor como foco e fazendo de tudo para que esse processo faça sentido para o seu público-alvo. Isso vai ter um impacto direto na experiência do usuário e, consequentemente, nas suas vendas.

Tenha flexibilidade

O fluxograma de vendas deve ser utilizado como um guia para que o seu e-commerce possa se relacionar ainda melhor com o seu cliente, mas isso não significa que você não possa sair desse processo vez ou outra. A flexibilidade é essencial para adaptar o processo e garantir uma jornada do cliente ainda mais eficiente.

Mensure os resultados

O trabalho não acaba nunca e você deve mensurar os resultados constantemente para saber o que está funcionando e o que precisa ser aprimorado. Qual etapa do fluxograma está tendo mais dificuldades em realizar os seus objetivos? O que os seus consumidores estão passando como ponto negativo? É preciso ficar de olho regularmente nessas questões.

Qual a diferença entre fluxograma de vendas e funil de vendas?

Outro termo muito popular no mercado é o funil de vendas, você provavelmente já ouviu falar, não é mesmo? Mas qual é a diferença entre esse conceito e um fluxograma de vendas, na prática? A lógica é bastante simples: um fala sobre o estado do cliente, enquanto o outro, como mostramos neste artigo, busca mapear todas as etapas.

Em resumo, são conceitos complementares para quem quer estruturar um processo ainda mais eficiente de vendas. Afinal, sem entender quais são as etapas necessárias para fazer a conversão dos seus clientes e o que vai ser preciso colocar em prática em cada uma delas, quais são as chances de ter bons resultados?

Com esses dois conceitos trabalhados em conjunto, a probabilidade de entender mais sobre o comportamento do seu consumidor e as melhores estratégias para se comunicar aumenta, o que pode representar resultados ainda melhores de conversão. Sendo assim, você ou a sua equipe deve utilizar os dois conceitos de forma complementar.

Por que devo me preocupar em fazer um fluxograma?

Como identificar as melhores oportunidades para o seu processo de vendas? Como saber o que está faltando para aumentar as suas conversões? Tudo isso passa diretamente pela criação de um fluxograma de vendas. Sendo assim, esse recurso busca guiar e oferecer ainda melhor direcionamento para estruturar o seu processo de vendas.

Essa organização interna é o primeiro passo para aumentar a eficiência da sua loja. Afinal, como pensar em fidelizar os seus clientes sem entender mais sobre cada etapa? Ou sem ter uma visão de que o que está faltando é, por exemplo, um cuidado maior no pós-venda? Tudo isso passa diretamente pela estruturação do fluxograma de vendas.

O fluxograma de vendas é, portanto, parte essencial do planejamento de qualquer loja que deseja construir uma estratégia eficiente no médio e longo prazos. Sem essa visão ampla de todo o seu processo de conversão, as chances de utilizar melhor os seus recursos diminuem, o que pode impactar diretamente no sucesso do seu negócio.

Agora que você já tirou todas as suas dúvidas sobre como criar um fluxograma de vendas, o que acha de se aprofundar em outras ferramentas que podem ajudar a sua loja? Conheça a Bagy, a plataforma completa para começar a vender com sua loja na internet!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!