Marketing

Comunicação visual: entenda o que é, como fazer e a importância para o seu negócio

Comunicação visual guia

Veja o que você irá encontrar neste artigo

A comunicação visual consiste em apresentar ideias e informações por meio de conteúdos visuais, como fotos, vídeos, ilustrações, símbolos e infográficos. Esse tipo de comunicação sempre teve espaço na publicidade e hoje desempenha papel fundamental dentro das mídias sociais.

É quase impossível pensar na internet nos dias de hoje sem a comunicação visual. Do oceano de fotos e vídeos postados por usuários nas redes sociais às campanhas de marketing digital de e-commerces, blogs e sites, as imagens estão por toda parte. E isso não acontece por acaso.

Estudos modernos comprovam agora o que o filósofo chinês, Confúcio, já dizia há 2500 anos: “as imagens valem mais do que mil palavras”. De acordo com pesquisas reunidas pelo portal Movable Ink, o cérebro humano leva apenas 13 milissegundos para processar uma imagem, o que pode ser até 60 mil vezes mais rápido do que o tempo necessário para compreender um texto.

Entre vários outros fatores que desdobraremos ao longo deste artigo, a comunicação visual tem o poder de entregar uma enorme quantidade de dados, sensações e sentimentos num só instante. 

É isso que a torna tão atrativa para o público e tão importante para profissionais e empresas que desejam se destacar, especialmente na internet, ambiente no qual a atenção do público nunca foi tão disputada. Pensando nisso, que tal saber tudo sobre o assunto e também conferir dicas para utilizar conteúdos visuais na divulgação do seu negócio? Confira a seguir!

O que é comunicação visual?

O nosso foco aqui é o uso de conteúdos visuais na divulgação de negócios, mas é importante esclarecer que esse tipo de comunicação vai muito além do marketing e da publicidade.Basta dar uma rápida caminhada pela cidade para se deparar com uma enorme riqueza de materiais visuais, como faixas de pedestres, semáforos, placas de trânsito, avisos e monumentos. Até mesmo a arquitetura de um prédio ou a decoração de uma praça são tipos de comunicação visual, pois transmitem impressões ou mensagens que influenciam a percepção e o comportamento das pessoas.

Dentro do universo dos empreendimentos, temos a fachada das lojas e as vitrines que destacam produtos justamente para cativar o público pelo visual. As cores, os elementos e a aparência de um estabelecimento exercem um enorme impacto nos consumidores, tal como o design, os símbolos e as funcionalidades de um site ou uma loja online.

Entretanto, é nas mídias sociais que o visual realmente impera, especialmente nas plataformas focadas nesse tipo de conteúdo, como o Instagram, o TikTok e o YouTube. Cada vez mais profissionais e empresas percebem a importância de transmitir uma experiência por meio de imagens, fotos, vídeos e outros materiais visuais, um cuidado que se estende da apresentação da marca e da equipe às ofertas de serviços e produtos.

O que é uma boa comunicação visual atualmente?

Como dito, a comunicação visual se expandiu muito ao longo dos últimos anos, saltando das ruas para as telas dos computadores e celulares. A questão é que anunciar uma marca nos dias de hoje é muito diferente do que era feito num passado nem tão distante.A publicidade tradicional focada nos produtos e em suas especificações dá cada vez mais espaço às narrativas cujo foco são os valores e as experiências do público. Confira a seguir alguns elementos importantes que ilustram essa nova cara da comunicação visual.

Engajamento e adesão a movimentos

Não basta ser uma empresa, é preciso ter um posicionamento sólido no mercado. Os consumidores do presente não gostam da ideia de consumir apenas por necessidade ou conveniência, eles querem que os produtos e os serviços que adquirem representem seus valores e ideais.

Na comunicação visual isso pode ser trabalhado com cores, estilos e elementos que não só identificam a marca, como também transmitem seus valores e atributos. Seu negócio precisa de uma bandeira que expresse um movimento, uma causa, algo que engaje seu público e que o faça querer compartilhar suas ideias.

Estratégias de atração e storytelling

Os anúncios clássicos com ofertas e descontos continuam sendo grandes instrumentos de marketing no comércio, inclusive no mercado online, mas não são mais suficientes para fazer de uma loja um sucesso. As empresas agora apostam na publicação de conteúdo em blogs e mídias sociais para atrair pessoas cujos interesses se alinhem com o que esses negócios têm a oferecer.

Porém, não basta simplesmente publicar uma cascata de materiais sem um planejamento estratégico. É aí que entra o chamado storytelling, uma técnica que consiste em apresentar ideias comerciais dentro de um enredo elaborado, usando uma narrativa atrativa e recursos audiovisuais.

Na prática, isso pode ser feito compartilhando com o público a história do seu negócio, seus fundadores, seus processos de produção, as pessoas envolvidas e tudo o que orbita o seu empreendimento. As pessoas se interessam muito por esse tipo de conteúdo, pois ele agrega algo ainda mais importante na comunicação atual: a humanização.

Humanização nas práticas de comunicação

Por definição, humanizar é tornar algo humano, ou seja, incorporar os valores, as atitudes e a sensibilidade dos indivíduos nas práticas empresariais, em especial a comunicação. A ideia, portanto, é fugir do corporativismo e quebrar padrões para tornar a divulgação um diálogo verdadeiro entre o seu público e a sua marca.

São muito comuns, atualmente, o compartilhamento de fotos de dentro da empresa, bem como a participação de sócios e colaboradores na produção de imagens e vídeos. Para além do negócio em si, é também interessante apresentar depoimentos de clientes, preferencialmente em histórias que ilustram o papel da sua marca na satisfação dessas pessoas. Tudo isso fortalece a conexão com a sua audiência e pode tornar a sua marca muito mais confiável.

Causas nobres, sociais e ambientais

Uma vez que o consumidor moderno é engajado e antenado, a sua empresa tem muito a ganhar ao abraçar uma causa importante, algo que demonstre seu comprometimento com uma sociedade melhor. Essas iniciativas agregam valor à sua marca e aos produtos e têm impactos positivos até mesmo dentro da sua empresa. No entanto, é fundamental que a causa que pretende trabalhar dialogue com o perfil e com o posicionamento do seu negócio. Caso contrário, suas ações podem acabar confundindo as pessoas ou gerando estranhamento. A prática também não deve ser desenvolvida de maneira superficial, pois as pessoas percebem. O comprometimento deve ser sincero.

Porque a comunicação visual é importante?

Se chegou até aqui, você sabe que a comunicação visual é fundamental para o sucesso de qualquer empreendimento. No entanto, vale destacar alguns pontos que são extremamente favorecidos por esse tipo de divulgação. Veja!

Identidade

A identidade de uma marca é composta pelo conjunto de elementos que a diferenciam de outras empresas do mesmo segmento. É aquilo que faz com que os produtos e os conteúdos que você produz sejam imediatamente vinculados ao seu empreendimento na mente do consumidor.

Essa identidade se estende à padronização e à qualidade das mercadorias e dos serviços que você fornece, e é algo que deve ser transmitido na sua comunicação visual.

Credibilidade

Uma comunicação visual bem desenvolvida torna a sua marca mais sólida, moderna e profissional, elementos que contribuem para a credibilidade do seu negócio no mercado. Os consumidores estão cada vez mais atentos às ações desenvolvidas pelas empresas que conhecem e buscam por sinais que indiquem a seriedade e o compromisso do negócio com suas propostas.

Só não vale ser incoerente, tá bom?

De nada adianta desenvolver uma estratégia visual de alto padrão e não entregar essa mesma qualidade nas suas mercadorias e, principalmente, no seu atendimento. Isso não só acaba com o impacto gerado pelos conteúdos, como também compromete a reputação da sua marca no mercado.

Competitividade

Não importa qual seja o seu setor, a concorrência nunca foi tão acentuada quanto nos dias de hoje, principalmente na internet. Chamar a atenção do público e conquistar a sua preferência em espaços nos quais milhares de empresas gritam ao mesmo tempo é um desafio e tanto, mas que pode ser atenuado com as ações apresentadas ao longo do texto.Entenda que não há mal algum em estudar e se inspirar nas práticas da concorrência para obter ideias para sua atuação. O que não vale é simplesmente copiar o que os outros estão fazendo. Para se destacar, você precisa ser original, e a melhor maneira de expor esses elementos que tornam a sua marca única é justamente por meio da sua comunicação visual.

Qual é a relação da comunicação visual com o marketing?

O marketing é a estratégia e todos os processos que sustentam a divulgação de uma empresa. A comunicação visual, por sua vez, é um dos seus principais recursos, pois torna a compreensão das ideias mais rápida, simples e acessível.

A linguagem visual expressa por ilustrações, fotos, infográficos, vídeos e outros formatos torna mais curto o caminho entre os conceitos de uma marca e a mente dos consumidores. 

O conteúdo visual deve educar, motivar e envolver o público, e as empresas têm ainda mais a ganhar ao trabalhar elementos subjetivos da marca em suas peças. Detalhes como um tom de cor, um símbolo ou um cenário, embora nem sempre se alinhem ao assunto abordado, são capazes de despertar a lembrança da sua organização e seus valores.

O que é a comunicação visual de uma empresa, se não a mensagem que ela transmite por meio de formatos não textuais? A única coisa que não faz sentido é, simplesmente, fazer por fazer. Especialmente dentro do contexto do marketing, a comunicação só é real e efetiva quando apoiada por um planejamento baseado em estudo de mercado e boas práticas de divulgação.

Quais são os principais tipos de comunicação visual no marketing?

Os elementos visuais nos ajudam a comunicar informações de forma clara e objetiva, mas para funcionar, eles devem ser, ao mesmo tempo, atrativos e informativos. Confira os principais exemplos de aplicação desse tipo de comunicação!

Vitrine

As vitrines e os stands de venda são, provavelmente, o exemplo mais comum de comunicação visual. Lojistas experientes sabem que esse tipo de exibição não se resume a simplesmente posicionar produtos em regiões de destaque, é preciso trabalhar muito bem a seleção e o posicionamento dos itens, assim como o cenário, quando disponível, para que o resultado não apenas chame a atenção das pessoas, mas também cause a impressão desejada.

Design de produtos

Sim, até mesmo o design de um produto, por exemplo, é um tipo de comunicação visual. Há itens com estilos tão originais que são capazes de destacar diversos atributos da marca, mesmo sem qualquer informação textual disponível. Já parou para avaliar quais pensamentos e emoções a aparência dos seus produtos provocam nos consumidores que o veem?

Web design

Em um mundo no qual as plataformas digitais fazem parte da vida de quase todas as pessoas, as empresas se preocupam cada vez mais em criar ambientes virtuais que prendam a atenção e cativem seus usuários. Ao criar uma loja online, por exemplo, você tem muito a ganhar se conseguir transmitir as características da sua marca nas suas páginas e elementos.

Logomarcas

Especialmente na internet, as logomarcas são extremamente valorizadas pelos empreendedores e pelos consumidores, às vezes até mais do que o próprio nome da empresa. Esse símbolo ou ilustração tem o propósito de estabelecer uma espécie de selo para sua empresa que seja capaz de resgatar e agregar suas qualidades aonde quer que ele se encontre.

Imagens

Naturalmente, as imagens são um recurso de comunicação visual que pode ser explorado de diversas formas, como artes gráficas, fotografias, gifs e memes. Embora sejam conteúdos tidos como essenciais dentro das redes sociais, sobretudo o Instagram, elas são também fundamentais em blogs, sites corporativos e, claro, nas páginas de produto dos e-commerces.

Vídeos

De acordo com um estudo promovido pela Kantar IBOPE Media, os brasileiros nunca assistiram tantos vídeos. Cerca de 99% dos internautas entrevistados disseram assistir este tipo de conteúdo em diferentes telas e dispositivos. Esse estudo é apenas um entre uma série de pesquisas realizadas ao redor do mundo que deixam claro o sucesso dos vídeos na atualidade. Um fenômeno que acompanha a ascensão de novas redes sociais, como o TikTok, e recursos específicos, como o Reels do Instagram.

Infográficos

Os infográficos são conteúdos com textos ou dados que contam com elementos visuais gráficos para simplificar a informação. Sua maior vantagem é tornar o material mais simples e didático, bem como mais atrativo para o usuário.

Mídia display

No meio offline, a mídia display é aquela exibida em painéis digitais posicionados em locais públicos que exibem peças publicitárias mediante pagamento. Na internet, são os conteúdos exibidos em espaços patrocinados reservados nos sites, nos marketplaces e nas mídias sociais.

Esse tipo de comunicação visual é muito poderosa na fase final do processo de compra, quando o consumidor já decidiu que quer comprar, mas ainda precisa de um empurrãozinho. Seu trabalho, portanto, é criar banners atrativos que despertem atenção e estimulem o público a clicar.

Mapas mentais

O mapa mental tem um princípio semelhante ao do infográfico, mas são geralmente mais informativos do que ilustrativos. A ideia é compilar vários conceitos e definições em uma mesma imagem, conectando-as de acordo com algum critério de organização, como relação, dependência ou hierarquia.

No marketing, esse tipo de modelo é muito utilizado para ilustrar as ações esperadas dentro de uma estratégia de divulgação e também para destacar o conjunto de ferramentas utilizadas nesse trabalho, algo muito útil dentro do Marketing Digital.

Como trabalhar a comunicação visual de uma empresa?

Agora que você já conhece todos os recursos e características da comunicação visual, é hora de concluir o assunto conferindo as principais práticas recomendadas para aplicá-la na sua empresa. Confira!

Conheça o seu público

Conhecer o público e construir personas (personagens que representam seu cliente ideal) é a lição de casa do marketing. Se o seu objetivo é chamar a atenção das pessoas, engajá-las e transformá-las em clientes fiéis, precisará conhecê-las a fundo para ser capaz de entregar algo que elas realmente valorizem.

Estude boas práticas de mercado

Uma forma eficaz de conhecer as preferências da sua audiência é observar as práticas da concorrência, algo que chamamos de benchmarking. A ideia é descobrir o que as outras empresas estão fazendo e como o público interpreta essas ações. Se você não sabe por onde começar, essa é uma oportunidade de enxergar um horizonte para o seu planejamento.

Construa uma narrativa visual

Explicamos anteriormente a importância de contar histórias por meio de imagens. Essa é uma forma extremamente poderosa de engajar as pessoas e criar conexão, algo fundamental para uma marca que deseja ser lembrada e respeitada nos dias de hoje. Essa história deve ser contada por meio de posts nas redes sociais, artigos em blogs, vídeos em mídias digitais e também em comerciais, se esse formato fizer parte da sua estratégia.

Padronize suas peças e seja coerente

A identidade visual da sua empresa deve ser reproduzível. Você pode e deve diversificar seus conteúdos, mas é importante que eles tragam elementos que identifiquem a sua marca. Tons específicos de cor, símbolos, elementos visuais e o estilo em geral das peças devem ser facilmente reconhecidos pelo público como algo genuíno do seu negócio.

Construa algo rico, porém simples

Se há algo ruim na comunicação visual é o excesso, sobretudo na internet. Já se foi o tempo em que a web era marcada por páginas extremamente poluídas de anúncios. O público hoje consome uma enorme quantidade de materiais visuais diariamente e, por isso, é preciso tomar cuidado para não fadiga-los. A dica, portanto, é simplificar, ser mais sutil e menos apelativo para que as suas peças sejam entendidas como um convite, não um incômodo.

Foco nas pessoas

Por mais belas que sejam as ilustrações gráficas e os logotipos, não há nada que chame tanto a atenção das pessoas do que outras pessoas. Sendo assim, não deixe de incluir indivíduos nos seus conteúdos visuais, preferencialmente pessoas que compartilham características com a sua audiência, sem perder de vista a diversidade em todos os aspectos.

Conte com ajuda especializada

Produzir conteúdo de maneira consistente e profissional não é uma tarefa fácil, especialmente para pequenos empreendedores que, geralmente, se envolvem muito nas atividades diárias do negócio. O apoio de especialistas e empresas especializadas não só contribuirá para a qualidade final do seu trabalho de divulgação, como te dará mais tempo para se focar em outras demandas da sua empresa.

Agora você sabe o que é comunicação visual e como ela é um dos mais importantes instrumentos para conquistar a atenção do público. Em um momento marcado por tanta competitividade, nunca foi tão necessário cativar os seus clientes e futuros clientes de todas as formas, e os conteúdos visuais são, sem dúvidas, grandes ferramentas para isso.

Deseja conferir mais dicas para caprichar no marketing da sua loja? Então continue conosco e conheça agora 10 estratégias para aplicar no seu negócio!

Pedro Fonseca

Especialista em Marketing e Estratégias Digitais, atua no mercado de e-commerce a mais de 3 anos. Hoje seu principal foco, como CMO na Bagy, é trazer conteúdo relevante para empreendedores de todos os portes e segmentos, a fim de melhorar seus resultados e disseminar boas práticas no comércio eletrônico.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.