Imagem ilustrativa do futuro do varejo

O futuro do varejo: conheça as 9 principais tendências para seu negócio

O que esperar do futuro do varejo? O comércio online mudou o comportamento do consumidor.  Social commerce e pagamentos digitais estão entre as principais 9 tendências para ficar de olho nos próximos anos.

Quem trabalha com varejo precisa estar sempre de olho nas tendências que surgem. Afinal de contas, é a partir delas que é possível conhecer a expectativa do público, para assim criar estratégias de vendas cada vez mais eficazes!

Durante a pandemia, o mercado pôde ver que o varejo online sofreu diversas mudanças. Muitas lojas físicas tiveram que mudar para o online rapidamente e adaptar as suas estratégias. As que já estavam no digital, viram novas formas de vender surgirem e precisaram se adaptar também.

Mas, o que podemos esperar do futuro do varejo agora? Quais são os próximos movimentos do mercado que precisamos ficar de olho? Continue lendo este post para descobrir isso e 9 tendências para seguir!

Quais os desafios do setor do varejo?

Por mais que o varejo seja uma área muito próspera, ele também sofre diversos desafios diários, e conhecê-los é a porta de entrada para entender a origem das principais tendências do setor.

Hoje, os principais desafios que o varejo sofre estão relacionados ao rápido avanço da tecnologia, como a:

  • Dificuldade em atender as expectativas do clientes;
  • Se adaptar às inovações tecnológicas e utilizar isso ao seu favor;
  • Conseguir se ajustar às mudanças no comportamento do consumidor;
  • Integrar os canais e oferecer um atendimento mais rápido e personalizado;
  • Uma concorrência maior devido ao grande número de pessoas empreendendo.

Frente a esses desafios que novas tendências vem surgindo para o futuro do varejo. Para conseguir sobreviver no negócio hoje os varejistas precisam aprender a se adaptar a um mundo onde tudo acontece muito rápido, para assim aproveitar os melhores micro-momentos para conseguir vender.

novidades para ter loja online de sucesso

Qual a importância de se preparar para o futuro?

Se preparar para o futuro do varejo é algo que deve estar sempre na mente dos varejistas. Afinal de contas, estamos falando de um setor que está em constante evolução e que, além disso, ainda trabalha com um público que possui um comportamento de consumo volátil.

Nos últimos anos, as inovações tecnológicas impactaram o varejo e fizeram ele se transformar. Antes, quem gostava de ir até uma loja de roupas comprar, agora prefere a praticidade de poder comprar uma peça nova pelo celular.

As novas tecnologias, junto com um novo comportamento de compra, fizeram este setor se reinventar nos últimos anos. E as empresas que perceberam isso lá atrás e já se prepararam, só saíram ganhando.

A Riachuelo é uma loja que exemplifica isso. Eles investiram bastante no seu aplicativo e conseguiram aumentar suas vendas em 124%. Se eles não tivessem se atentado às tendências e se preparado para o futuro, dificilmente conseguiriam esses resultados nas lojas físicas.

Por conta disso, é importante que todo varejista se atente as tendências e use-as para se preparar para o futuro do varejo.

Quais as tendências no setor de varejo?

Agora que você já sabe da importância de se preparar para o futuro, deve estar ansioso para conhecer o que o futuro do varejo realmente reserva para você. Para isso, separamos a seguir 9 tendências para acompanhar e tentar implantar nas estratégias do seu negócio!

Experiência imersiva

Com a fama do online, cada vez mais pessoas passaram a preferir fazer suas comprar a partir de uma loja virtual. Mas, não podemos negar que o online ainda possui algumas limitações, não é mesmo?

Não poder provar uma peça de roupa antes de comprar ou então não saber o real tamanho dos produtos pode fazer a experiência de compra online ser ruim para algumas pessoas.

Para tentar melhorar isso, a experiência imersiva está sendo colocada em prática. Com ela, os varejistas criam ações para fazer com que os clientes possam usar seus sentidos na hora de fazer compras.

Isso pode ser feito a partir de tecnologias como a realidade virtual, realidade aumentada ou mista. A partir disso, as lojas conseguem permitir que seus clientes possam provar peças em um ambiente virtual, ou conferir os produtos como se estivessem o vendo presencialmente.

Modelo de negócios direto ao consumidor

Também conhecido pela sigla D2C, Direct to Consumer, esse modelo de negócios se refere ao processo onde a venda é realizada sem intermediários. Aqui, a indústria consegue vender diretamente para o cliente final e assim diminuir consideravelmente os custos da operação.

Para que esse modelo de negócio funcione, as vendas são feitas online e a partir de um e-commerce. Ao fazer isso, as indústrias conseguem eliminar os intermediários, permitindo que elas consigam faturar mais enquanto vendem os itens por um valor mais atrativo ao público.

User-centrism

Também conhecido como foco no usuário, essa tendência do futuro do varejo visa mostrar às empresas que a prioridade é sempre garantir a satisfação do cliente

Com os consumidores cada vez mais exigentes, é necessário olhar para as estratégias e ver como elas podem fazer com que a experiência de compra do cliente seja satisfatória para ele.

Dentro dessa tendência, existem três pontos-chave para as empresas focarem, sendo eles:

  • Buscar ter pessoas defendendo a sua marca;
  • Desenvolver soluções para a geração Z;
  • Personalizar todas as interações com o cliente.
dicas exclusivas para vender na shopee

Pagamentos digitais

Já parou para pensar na quantidade de serviços e produtos financeiros que agora são totalmente digitais? Hoje em dia temos bancos, contas e carteiras digitais. Elas permitem que nós façamos nossas compras diárias, sem precisar tocar em dinheiro de papel.

Isso faz com que os pagamentos digitais sejam uma forte tendência para o futuro do varejo. Hoje, a maioria das pessoas fazem pagamentos digitais ou com o cartão, fazendo com que as lojas que não aceitam esses novos meios acabem perdendo muitas vendas.

Essa tendência está sendo fortemente influenciada pela geração Z. Os nascidos no digital raramente pegam em dinheiro de papel e sempre preferem fazer suas compras online ou com pagamentos digitais.

Por isso, para aproveitar essa tendência, é imprescindível que as lojas hoje consigam oferecer o maior número de meios de pagamento possível. 

Realidade aumentada

Também conhecida pela sigla RA, essa nova tecnologia promete mudar a experiência de compra que os clientes têm nas lojas virtuais. Com ela, é possível integrar o mundo virtual com o físico.

Isso é feito a partir das câmeras, onde é possível ver objetos digitais no mundo real. Nós já vimos isso acontecendo com o famoso jogo para celular Pokemon Go. Com ele, os usuários saiam às ruas para caçar pokémons e conseguiam visualizá-los a partir da câmera do smartphone.

O varejo já percebeu isso como uma grande oportunidade de melhorar a experiência do cliente. A Leroy Merlin, por exemplo, já usou a RA para que seus clientes possam visualizar como um produto ficará na sua residência.

Realidade virtual

Outra tecnologia que está sendo implementada no varejo é a Realidade Virtual. Com ela, os usuários utilizam um óculos específico que permite que eles entrem em uma loja virtual, como se fosse física, e assim possam conferir os produtos.

Dessa forma, eles podem provar peças de roupas, conferir o tamanho real dos produtos entre muitas outras coisas que são possíveis em lojas físicas.

Social commerce

O Social commerce fez sua fama durante a pandemia! Essa tendência, que é na verdade uma boa estratégia de vendas, permite fazer a venda de produtos a partir das redes sociais.

As plataformas ajudaram muito para que isso se tornasse possível. O Instagram, por exemplo, lançou a função Shopping, onde os usuários podem navegar no feed de uma loja e conferir os produtos. Além de também ter criado um adesivo para os stories a fim de ajudar na divulgação de negócios locais.

Varejo figital

Pode parecer erro de digitação, mas não é. O figital é derivado da palavra em inglês phygital que é formada pelas palavras físico (physical) e digital. O termo se refere a uma tendência de unir o digital com o físico.

Podemos ver isso acontecendo nas lojas que permitem comprar um produto online e retirá-lo na loja física. Dessa forma, é possível integrar os ambientes e oferecer ao cliente a facilidade do digital com a autonomia do físico.

Assistente de voz

Os assistentes de voz como a Siri ou Alexa já fazem parte do cotidiano de diversas pessoas. Com eles, é possível saber o clima, consultar a agenda e até mesmo realizar uma compra online.

E já tem empresas que estão aproveitando essa funcionalidade dos assistentes. O Walmart, por exemplo, fechou uma parceria com o Google Assistente para que os usuários possam comprar seus produtos com um simples comando de voz.

Quais as consequências de não se preparar?

Muitos lojistas podem estar tão atarefados nas suas tarefas diárias que nem tem tempo de prestar atenção com o que está acontecendo a sua volta. Mas, perder as tendências do futuro do varejo é algo que pode custar muito para o negócio.

Ao não se preparar, a loja pode não conseguir se adaptar às mudanças que já estão acontecendo. Ao fazer isso, é possível perder seu espaço no mercado, já que os clientes sempre vão preferir as lojas que conseguem oferecer a ele a experiência que ele espera.

Por conta disso, conhecer as tendências do futuro do varejo é muito importante. É a partir delas que você saberá como direcionar as suas próximas estratégias e assim caminhar junto do mercado. 

E se você tem uma loja, um passo muito importante que você deve dar é utilizar uma boa plataforma de e-commerce, que permite que você crie sua loja virtual e comece a oferecer uma experiência de compra melhor ao seu cliente.

Para atingir isso, você pode contar com a Bagy! Com a gente, você cria a sua loja virtual em questão de minutos e já consegue realizar suas primeiras vendas com facilidade. Venha conhecer!

Chegou a hora de profissionalizar o seu negócio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.