Gestão

Google Tag Manager: o que é, para que serve e por que utilizar?

Imagem ilustrativa de google tag manager

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O Google Tag Manager é uma ferramenta gratuita que permite instalar vários tipos de códigos no site da sua loja virtual. É possível utilizá-las para diversas finalidades, como para o rastreamento do Google Analytics e para fazer remarketing.

Você já precisou acompanhar métricas do seu negócio e rastrear os passos de quem visita o site da sua loja online e achou que essa tarefa era muito trabalhosa e complexa? Então precisa conhecer o Google Tag Manager!

Assim como outras soluções do Google — como o Google Shopping —, o gerenciador de tags foi desenvolvido para dar mais autonomia não somente a quem trabalha com marketing, mas para outros profissionais que precisam entender as métricas do próprio negócio, como os lojistas.

Para ter ainda mais dinamismo e aumentar a produtividade do seu negócio, continue a leitura deste artigo e saiba tudo sobre o Google Tag Manager!

O que é Google Tag Manager?

O Google Tag Manager (GTM) é uma ferramenta gratuita que permite que você instale vários tipos de códigos — as tags propriamente ditas — no site da sua loja virtual. É possível utilizá-las para diversas finalidades, como para o rastreamento do Google Analytics, como um código de evento do Google Analytics, para remarketing ou até mesmo como um script de conversão do Google Ads.

Para ficar ainda mais simples de ser entendido, basta imaginar esse gerenciador de tags do Google como uma caixa de ferramentas que guarda diversos instrumentos, como um martelo — o Google Ads —, uma régua, que pode ser comparada ao Google Analytics e assim por diante.

Para que serve essa ferramenta?

O Google Tag Manager foi desenvolvido para gerenciar e automatizar a inserção de tags de acompanhamento em qualquer site. Com essa ferramenta, é possível configurar diversos pontos de monitoramento sem que isso gere qualquer tipo de trabalho extra — ou mesmo manual.

Basicamente, o Google Tag Manager é uma ferramenta que gera um script para você inserir dentro do site da sua loja. Com ele gerado, você tem acesso a diversas informações para fazer um monitoramento detalhado.

Como funciona?

O GTM funciona por meio das tags, que são como scripts adicionados diretamente no código do site e têm a função de acompanhar uma atividade específica dos visitantes — que é definida por você. Dessa forma, quando elas são utilizadas, é possível ter controle de métricas e de números de visitas na página principal e outras mais específicas.

Além das tags e dos scripts que são fixados no código do site para coletar as métricas mais importantes de acordo com a estratégia definida, existem outras duas funções fundamentais dentro do universo do Google Tag Manager. São eles as variáveis e os acionadores.

A primeira delas é feita para adicionar ainda mais condições de acionamento — além de outros parâmetros de monitoramento — junto das tags. Basicamente é como se esse recurso funcionasse como um acessório que gera vários códigos de acompanhamento do Google Analytics, mas sem que o processo se torne mais trabalhoso por isso.

Já os acionadores estabelecem quais são as condições para que uma tag seja ativada. Se o usuário clicar em algum cabeçalho ou banner, por exemplo, uma tag de rastreamento passa a funcionar — e fazer a coleta das métricas também.

Por que usar o Google Tag Manager?

Agora que você já sabe o que é o Google Tag Manager, para que ele serve e como a ferramenta funciona, precisa entender as vantagens que ela oferece para o seu negócio. A seguir, listamos as principais.

Aumento da produtividade

A sua rotina como lojista já é muito corrida, seja com a parte da gerência da marca ou mesmo com a parte mais operacional do negócio. Adicionar ainda mais tarefas no meio desses trabalhos corriqueiros pode ser desgastante e até muito complexo se você não tiver o suporte de uma ferramenta de desempenho.

Por isso, o Google Tag Manager se apresenta como uma solução de produtividade acima de tudo. Isso porque, se não fosse por ele, muito provavelmente você precisaria de um especialista para trabalhar constantemente no código do site ou perderia muito tempo até aprender a fazer por conta própria.

Acompanhamento de métricas

Os dados funcionam como uma base sólida para a sua loja conseguir tomar decisões estratégicas e acompanhar o seu próprio desempenho. Principalmente no quesito de marketing digital, isso não é diferente.

Existe uma grande quantidade de números que podem — e que precisam — ser monitorados dentro da atividade de um usuário que visita o seu site. Isso ajuda a gerar ações mais precisas, a conhecer melhor o público-alvo e fazer mudanças necessárias. O GTM facilita a maneira como as tags que rastreiam essas métricas são aplicadas, o que gera um processo muito mais prático.

Ampliação das oportunidades

De uma maneira geral, uma estratégia de marketing sempre está de olho em melhorias que podem ser feitas nos canais internos do seu negócio — ou seja, onde você recebe os seus usuários nas estratégias de inbound.

As alterações no site da sua loja, então, passam a ser uma possibilidade de torná-lo mais adequado ao que o público espera e funcionam sempre de acordo com os hábitos de consumo deles. Esse rastreamento também gera uma base de dados que ajuda a entender melhor o seu comportamento e, a partir daí, é possível gerar ações externas, como fazer remarketing nas redes sociais e criar estratégias de e-mail marketing.

Autonomia

Ao centralizar toda a gestão de códigos no Google Tag Manager, você — ou o time de marketing da sua loja — ganha mais autonomia para trabalhar, o que reduz custos com TI e melhora a produtividade, já que você poderá investir esse tempo em outras tarefas.

Além disso, se você já utiliza um grande número de tags ou scripts no seu site, ao fazer a troca delas pela tag única do Google Tag Manager, a performance do site da sua loja virtual como um todo também vai melhorar.

Acompanhamento de dados em tempo real

Com o GTM você pode acompanhar os dados do seu site em tempo real. Esses relatórios apresentam as informações sobre os usuários ativos na sua loja online no momento do acesso.

Essa é a maneira mais simples de conferir o funcionamento da ferramenta, além de ser a mais recomendada para os usuários de nível iniciante — ou seja, para quem ainda não tem tanta familiaridade com todo o processo.

Como é feita a instalação?

Para instalar o Google Tag Manager, primeiramente você precisa entrar na página do Gerenciador de Tags. Se você já tem uma conta no Google Analytics, é indicado utilizar a mesma para acessar o GTM.

Depois de acessar a conta, será preciso cadastrar a sua loja online. É só preencher com o nome dela e o país em que ela está localizada.

O próximo passo é criar um contêiner, que vai permitir que você modifique os códigos das páginas e gerencie todas as tags que adicionar.

Nesse passo, será solicitado que você preencha o endereço do site da sua loja e em qual plataforma a sua tag será utilizada. Você pode criar tag para a web, Android, iOS e algumas mais avançadas, como para Server e AMP.

Antes de começar a criar as tags em si, porém, você vai precisar instalar o código no seu site. Assim que você preencher as informações necessárias, é só clicar em “Criar”. Depois disso, aparecerão dois códigos na sua tela, como na imagem a seguir:

Para fazer a instalação, não tem segredo e é muito simples. O passo número 1 é copiar o primeiro código e colar na área <head> em todas as páginas que receberão a tag. Depois, você vai copiar o segundo código e colar no início da área <body> em todas as páginas também. Por fim, clique em OK para finalizar o processo.

Agora que você já conseguiu fazer a instalação corretamente, pode criar a sua primeira tag. Para isso, basta clicar em “Adicionar nova Tag” na tela principal do contêiner. Ou, se preferir, pode clicar no menu “Tags” e selecionar o botão “Nova”.

O próximo passo é dar um nome para a sua tag e clicar em “Configurações da Tag”. Você pode escolher entre mais de 50 tipos de tags — lembrando que cada tipo de campanha exige uma configuração diferente. Então, o passo a passo para criar todas elas sempre será o mesmo.

Na próxima etapa, você precisa escolher quando a sua tag será acionada e pode fazer isso no campo “Acionamento”. Por padrão, existem 3 tipos de acionadores, mas você pode personalizar os seus.

Com a tag criada e o acionamento já programado, o último passo é clicar em “Salvar”. Feito isso, a sua tag já estará em uso.

Quais as outras funções importantes da ferramenta?

Além das funções principais, o Google Tag Manager tem uma infinidade de possibilidades de integração com outras ferramentas. Ao configurar uma tag é possível ir muito além da conexão com o Analytics — o que é fundamental para concretizar qualquer estratégia de marketing.

Uma das finalidades mais interessantes do GTM, por exemplo, é ser uma ferramenta para testes A/B — o que foge um pouco do monitoramento direto. Ele se conecta com diversas soluções dessa categoria, como a Crazy Egg, Kissmetrics e a Optimizely.

Com isso, é possível testar muitas disposições de informações diferentes, além de páginas e banners para entender quais delas apresentam um desempenho melhor. O monitoramento da performance nesses períodos entre as versões de comparação permite entender com mais clareza qual é a mais adequada.

Como você pôde perceber, o Google Tag Manager é uma ferramenta muito importante para o seu negócio. Isso porque além de fornecer métricas necessárias para o desenvolvimento da sua loja online, oferece mais produtividade para o seu dia a dia — que é fundamental para lojistas como você.

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!