Marketing

Como fazer uma introdução? Confira um guia para despertar a curiosidade do seu leitor

Veja o que você irá encontrar neste artigo

A introdução é uma parte do texto que introduz o assunto que será tratado. Agora, o que ela NÃO é? Não é um resumo. Pense nela como um filme: ela não é o trailer, mas sim os primeiros momentos dele.

Você já pensou em como fazer uma introdução que desperte a curiosidade do seu leitor é extremamente importante para qualquer texto? Ela é a etapa que vai incentivar a leitura completa do texto e, por isso, é necessário que seja bem escrita e atrativa o suficiente para que o leitor permaneça no conteúdo até o final.

Independentemente se você precisa escrever um texto de inauguração de uma loja virtual ou a redação para passar no vestibular, é sempre bom saber como escrever bem para passar uma mensagem com clareza. Neste texto, você vai conferir várias dicas para fazer isso da maneira correta. Acompanhe!

O que é uma introdução?

A introdução é uma parte do texto que introduz o assunto que será tratado. É a parte que antecede o desenvolvimento e a conclusão. Nela, são apresentados de maneira breve o tema principal e os pontos que serão discutidos ao longo do conteúdo.

Agora, o que a introdução NÃO é? Ela não é o resumo de um texto. Para exemplificar, pense que ela não é como o trailer de um filme, mas os primeiros momentos dele. É ela que dá o tom para toda a narrativa que virá a seguir.

Qual é a relevância de uma boa introdução?

A introdução de um texto é importante para motivar o seu público a conferir o conteúdo por inteiro. Também é nela que o objetivo do texto deve ser destacado. Você precisa responder de maneira criativa porque o artigo é relevante e como ele pode contribuir para a vida de quem o ler.

Se você tem uma loja virtual de decoração, por exemplo, pode criar um artigo sobre como decorar espaços integrados de uma maneira coesa. O objetivo principal será o de ajudar o cliente a construir ambientes mais agradáveis para ele ou para a família.

Um texto de introdução tem a capacidade de despertar não somente a afinidade entre uma empresa e o seu público, mas de criar um espaço seguro para a indicação de produtos de uma maneira mais despretensiosa.

Como fazer uma introdução: estratégias e elementos

Existem algumas estratégias e elementos que você pode utilizar na introdução do texto para fazer com que ela fique irresistível. Confira os principais a seguir.

Defina a linguagem

Tanto a linguagem quanto o tom de voz são dois elementos que criam uma conexão instantânea com o público. Isso porque é por meio deles que o leitor consegue perceber que o conteúdo está falando como ele e para ele.

Se o seu público for de pessoas mais jovens, por exemplo, é preciso utilizar um vocabulário menos formal e um estilo descontraído tanto na introdução quanto no decorrer de todo o texto. Você pode se inspirar em diversas fontes para conversar com essas pessoas, como em revistas de comportamento e em alguns influenciadores famosos.

Utilize gatilhos mentais

O ser humano já nasce curioso. Então, por que não utilizar esse fato a favor do seu texto? Então, ao escrever a sua introdução, você pode induzir o leitor a pensar sobre o tema. Pergunte, por exemplo, se ele já parou para pensar no assunto proposto alguma vez ou incite emoções, como a surpresa, a dúvida, alegria.

Quando você desperta no público o gatilho mental da pergunta e da resposta, faz com que ele se sinta instigado a seguir com a leitura. Além disso, quando você utiliza essa estratégia atrelada ao objetivo que deve ser apresentado na introdução, tem mais chances de escrever um texto interessante.

Atente-se aos elementos básicos

No que diz respeito à criação de uma introdução de texto, podem ser considerados como elementos básicos o gancho e a transição. O primeiro equivale a uma frase de destaque — que pode até mesmo ser uma pergunta, como sugerimos anteriormente.

Vamos supor que o seu texto tenha como tema os distúrbios do sono. Um exemplo prático de começar com um gancho é utilizar uma pergunta como “Você sabe quantas horas um jovem adulto saudável precisa dormir?”.

Já a transição, por sua vez, reitera o título e o relaciona aos pontos que serão desenvolvidos ao longo do conteúdo. Um bom exemplo é a própria introdução deste texto que você está lendo nesse exato momento.

Utilize estatísticas

Se fizer sentido, inclua dados que tenham relação com o tema ao começar a escrever. Se a redação for sobre o crescimento do e-commerce no Brasil, por exemplo, você pode citar a porcentagem divulgada nas pesquisas realizadas por empresas especializadas e as previsões de crescimento para o futuro.

Com estatísticas no seu texto, você consegue construir um conteúdo com um tom mais analítico ao mesmo tempo em que ativa o gatilho mental de autoridade no leitor. Assim, mostra que o que você escreve tem seriedade e compromisso com a verdade.

Foque na escaneabilidade

Essa é uma dica que vale para o texto como um todo. Especialmente, aliás, se ele for publicado na internet e o leitor acessá-lo de um computador ou outro dispositivo móvel. Isso porque se um conteúdo que tiver frases muito longas for acessado de uma tela menor, como a de um celular, pode se tornar difícil de ler.

Então, é preciso que você foque na escaneabilidade do texto e organize as ideias em pequenos parágrafos — de três a quatro linhas no máximo, de preferência. Além disso, outra dica é utilizar palavras-chave relacionadas ao assunto e destacar partes do texto com recursos como o negrito e o itálico. Isso vai ajudar tanto na leitura quanto no SEO.

Faça analogias

A analogia é uma figura de linguagem que estabelece semelhanças entre dois objetos ou aspectos que, a princípio, não são semelhantes. O principal objetivo desse recurso é auxiliar o processo cognitivo, ou seja, fazer com que o leitor entenda o conteúdo do texto com mais facilidade.

Use citações

As frases renomadas ou de efeito podem se tornar grandes aliadas para atrair a atenção do seu leitor se forem utilizadas na medida certa. Se você for utilizar uma citação na sua introdução, não esqueça de checar a fonte para não atribuir uma fala à pessoa errada.

Você também precisará citar a procedência da frase, ou seja, escrever no texto quem foi que a falou. Se fizer sentido, também pode incluir um pouco mais de contexto sobre ela ou sobre o autor para que a introdução fique ainda mais rica de detalhes — mas sem enrolar demais, ok? Sempre direto ao ponto!

Capriche no CTA (Call To Action)

No final da introdução do seu texto, lembre-se sempre de utilizar um CTA. Um Call To Action nada mais é que qualquer tipo de chamada para a ação. Em artigos para blogs, por exemplo, é a chamada para que a pessoa que está lendo continue com a leitura.

Para escrever uma boa CTA ao final da sua introdução, lembre-se sempre de adicionar frases curtas com verbos no imperativo com um tom de convite. Alguns exemplos incluem:

  • Acompanhe!
  • Confira!
  • Você não vai querer perder!
  • Siga com a gente!
  • Vamos lá?
  • Preparado?

Como iniciar uma introdução?

Existem alguns fatores que você precisará levar em consideração antes e durante a elaboração da introdução de um texto. Por esse motivo, é extremamente importante fazer um planejamento antes de começar a escrever aleatoriamente. Confira as dicas a seguir para ter um direcionamento.

Atente-se ao tema

Antes de escrever a introdução — e, consequentemente, o texto —, verifique se é necessário seguir um tema específico. Geralmente, em vestibulares ou nas entrevistas de emprego é assim que funciona.

Já em outros casos, a temática pode ser livre. Nessas situações, cabe a você decidir qual será o assunto abordado antes de colocar a introdução no papel.

Perceba quem é a persona e a linguagem do texto

Outros fatores que precisam ser estabelecidos previamente são a linguagem utilizada no texto e a persona — ou seja, a pessoa que lerá o texto. Essas duas informações são de extrema importância para que o que for escrito esteja adequado.

A ideia do texto é conversar com um público mais maduro ou com pessoas mais jovens? A escrita pode ser mais descontraída ou precisa ser mais formal? Todos esses detalhes precisam ser definidos primeiro, porque assim você não vai se perder durante a elaboração da introdução — e da redação — em questão.

Ofereça um contexto

Logo nas primeiras palavras, já é esperado que o leitor seja contextualizado no assunto o qual o seu texto vai se propor a tratar. Se ele chegar ao segundo parágrafo sem entender muito bem do que aquela redação vai falar, a introdução não conseguiu cumprir o seu papel.

Chame a atenção do leitor

A introdução deve ser a primeira parte do texto a chamar a atenção do leitor e prendê-lo na leitura. Por isso, é interessante começar com uma frase impactante e que desperte o interesse para o que virá a seguir.

Esse é um local para apostar na objetividade, ou seja, em frases curtas e que não cansem o leitor. Sem contar que na primeira parte de uma redação — seja ela qual for —, o assunto precisa ficar em destaque. Dependendo do tipo de texto, o ponto de vista também pode ser colocado em evidência.

Utilize palavras estratégicas

Utilizar palavras, expressões e frases estratégicas pode ser uma ótima maneira de escrever uma boa introdução. Alguns dos termos que chamam a atenção do leitor incluem “primeiramente”, “antes de mais nada”, “em primeiro lugar”, “sobretudo”, “primordialmente”, “acima de tudo”, “principalmente”, entre outros.

Outras frases que podem iniciar o texto de maneira interessante incluem “observando o cenário”, “muito se tem discutido, recentemente, acerca de”, “em razão de”, “pode-se afirmar que”, “em face do cenário atual”, “tendo em vista que”, “é de conhecimento geral que”.

Evite ao máximo deixar o leitor confuso

Durante todo o texto, mas especialmente na introdução dele, você deve fazer o possível para não utilizar termos complicados. Isso pode deixar o leitor confuso em relação ao assunto ou do que esperar com a leitura — e a ideia aqui é justamente esclarecer do que ela se trata.

Evite, então, prolongar muito as ideias e escrever uma introdução prolixa, porque é isso que vai deixar o leitor cansado e não prender a atenção dele. Frases muito longas também precisam ser evitadas. O mais importante é lembrar que uma redação com um objetivo bem definido — e bastante claro — pode gerar o engajamento necessário no leitor.

Exemplos de introduções bem-sucedidas

Nada melhor do que ver alguns exemplos para aprender um conteúdo com mais facilidade, não é mesmo? Então confira a seguir as introduções de vários tipos de conteúdo.

Introdução nota 1000 no Enem

A seguir, uma redação do Enem de 2018 de uma estudante chamada Lívia Taumaturgo. O tema foi a manipulação do comportamento do usuário pelo controle de dados na internet. Confira:

“Segundo as ideias do sociólogo Habermas, os meios de comunicação são fundamentais para a razão comunicativa. Visto isso, é possível mencionar que a internet é essencial para o desenvolvimento da sociedade. Entretanto, o meio virtual tem sido utilizado, muitas vezes, para a manipulação do comportamento do usuário, pelo controle de dados, podendo induzir o indivíduo a compartilhar determinados assuntos ou a consumir certos produtos. Isso ocorre devido à falta de políticas públicas efetivas que auxiliem o indivíduo a “navegar”, de forma correta, na internet, e à ausência de consciência, da grande parte da população, sobre a importância de saber utilizar adequadamente o meio virtual. Essa realidade constitui um desafio a ser resolvido não somente pelos poderes públicos, mas também por toda a sociedade”.

Note que, na primeira frase, a candidata escreveu sobre os meios de comunicação como uma forma de contextualização. Até aquele ponto, ela não citou internet, manipulação ou controle de dados.

No entanto, os meios de comunicação têm tudo a ver com o tema proposto. O que ela fez foi falar de um assunto um pouco mais amplo que está relacionado a ele e ainda citou Habermas para trazer um dos seus repertórios socioculturais.

Introdução de artigo de blog

Imagine que o tema para um artigo de blog são as vantagens dos churros do carrinho do vendedor de rua. A persona é uma mulher de 26 anos que é apaixonada por doces, mas sempre fica em dúvida se escolhe a opção tradicional ou a gourmet.

Para ajudar a persona a resolver o problema, esse artigo de blog poderia começar assim:

“Quem não ama churros, não é mesmo? Afinal, a ideia de uma massa quentinha, crocante por fora, macia por dentro e recheada de um maravilhoso doce de leite que escorre pelas pontas é bastante tentadora!

Você provavelmente já se questionou se deveria comprar os churros do tradicional vendedor da rua ou se deveria apelar para as versões gourmet e cheias de complementos dos foodtrucks estacionados em lugares estratégicos. Afinal, ambos podem ter seus prós e contras.

Por isso, nós vamos te ajudar a entender as diversas vantagens dos churros do vendedor de rua — que, acredite, vão muito além do preço e da proximidade. Confira!”

Como você pode perceber, essa introdução atende a vários pontos que apresentamos anteriormente. Para começar, o texto é breve, o que é um ponto positivo. A linguagem, que nesse caso é direta e informal, é apropriada para gerar engajamento e identificação.

O contexto também foi apresentado, já que foi feita uma breve explicação sobre o que são churros para aguçar a curiosidade do leitor e mostrar que quem escreveu domina o assunto. Por fim, existe informação relevante e que instiga o leitor, mas sem entregar tudo no início — ou seja, o texto vai levar a informações que fogem do óbvio.

Introdução de um trabalho escolar

Engana-se quem pensa que um simples trabalho escolar não precisa de uma introdução bem elaborada e que leve em conta alguns fatores para atingir seu objetivo. Nela, o assunto em questão deve ser destacado, assim como o objetivo da tarefa.

Confira a introdução de um trabalho escolar sobre o livro Dom Casmurro:

“Este trabalho aborda o livro “D. Casmurro”, de Machado de Assis. Apresenta dados sobre o autor e sobre a obra estudada. A história foi escrita no século XIX, durante o período literário denominado Realismo, em que os autores procuravam descrever as personagens sem idealização, com defeitos e qualidades reais. “D. Casmurro” conta a história de Capitu e de Bentinho, narrada por Bentinho, que acredita ter sido traído pela mulher, Capitu, da qual se separa. Entretanto, ele apenas observa indícios que o levam a concluir que foi traído pela esposa. Não há uma comprovação desses fatos. Será abordado também o tema do casamento na atualidade, por ser ligado ao enredo.”

Aqui, é importante frisar que nesse tipo de introdução deve-se evitar o uso de opiniões pessoais ou conclusões a respeito do tema proposto.

Como criar uma introdução nota 1000 conforme as normas da ABNT?

Para quem precisa fazer um trabalho acadêmico — como uma tese, monografia ou dissertação —, é extremamente importante saber como escrever uma introdução nota 1000 conforme as normas da ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas).

De acordo com essas normas, a introdução de um trabalho acadêmico precisa conter:

  • as informações com o tema do trabalho;
  • justificativa da escolha do tema;
  • objetivos do trabalho;
  • a metodologia utilizada.

Além das exigências acima, é preciso que a introdução seja clara, persuasiva e objetiva ao ponto de capturar a atenção do leitor e apresentar o tema de uma maneira relevante e interessante.

Para criar uma introdução nota 1000 conforme as normas da ABNT, você pode seguir o passo a passo a seguir:

  1. Defina o tema do trabalho e trabalhe na justificativa para a escolha;
  2. Apresente os objetivos de uma maneira objetiva e bastante clara;
  3. Explique a metodologia que foi utilizada para realizar o trabalho;
  4. Utilize uma linguagem direta e evite termos técnicos e jargões desnecessários;
  5. Revise o texto para garantir que a introdução esteja persuasiva e objetiva.

Exemplo de introdução nota 1000 de acordo com as normas da ABNT

Confira, a seguir, como é uma introdução nota 1000 conforme as normas da ABNT:

“O presente trabalho tem como objetivo analisar o impacto das mudanças climáticas nas florestas tropicais e suas consequências para a biodiversidade. Com o aumento das temperaturas globais e a ocorrência de fenômenos extremos, como secas e enchentes, torna-se fundamental compreender como as florestas tropicais estão respondendo a essas mudanças e quais são os possíveis desdobramentos para a fauna e a flora. Ao investigar essa temática, buscamos contribuir para o conhecimento científico sobre o assunto e fornecer subsídios para ações de conservação e preservação desses ecossistemas tão importantes para o equilíbrio do nosso planeta.”

Como evitar erros comuns na introdução?

Sempre estaremos suscetíveis ao erro. Mas, com as dicas a seguir, você pode acertar na sua introdução com muito mais facilidade. Dá só uma olhada!

Guarde algumas informações para o decorrer do texto

Muitas pessoas cometem esse erro. Da mesma maneira que anunciar que um assunto será abordado e em seguida deixá-lo de lado pode prejudicar a performance de um conteúdo, dar todas as respostas na introdução também é uma maneira de perder leitores.

Isso acontece porque quando pesquisamos uma dúvida na internet e escolhemos um artigo de blog para ler, por exemplo, queremos ter a solução para um problema. Mas, mesmo que ela aparecer no início do texto pode ser de grande ajuda para o leitor, tem o efeito contrário para quem publicou o conteúdo.

Isso porque ele é sempre feito para construir um relacionamento com quem está lendo e é impossível fazer isso em apenas um parágrafo.

Seja objetivo

Muitas vezes, contar uma história é uma maneira de fazer com que o leitor entenda bem a situação que você quer ilustrar, mas existem alguns assuntos complexos demais para uma introdução muito curta.

Quando quem escreve fica enrolando no início do texto, o leitor percebe rapidamente. A reação mais comum é abandonar o conteúdo logo de cara, já que a impressão que fica é a de que o restante será tão pouco útil quanto a introdução.

Para evitar isso, o ideal é que o começo da redação tenha entre 6 e 10 linhas. Na maioria dos casos, é espaço o suficiente para introduzir o assunto.

Elenque os pontos principais da leitura

Um dos pontos principais da introdução é avisar o leitor se aquele conteúdo é realmente o que ele precisa no momento. Por isso, ela deve ser escrita em um tom familiar. Além disso, precisa conter os principais pontos que serão abordados no texto.

Se aquele não for o conteúdo ideal, o leitor pode rapidamente partir para outro artigo. Caso o texto falhe em oferecer isso, a tendência é que ele leia tudo e, ao não encontrar a informação que buscava, decida nunca mais visitar o seu blog.

Evite generalizar

Um bom texto sempre é construído de acordo com uma persona e uma pauta. Isso significa que ele deve atingir as dores dessa pessoa e tratar de um tema da maneira mais adequada para que qualquer dúvida desapareça.

Quando um texto tem uma introdução genérica demais, ele falha. Pode até ser que ela funcione para capturar a atenção de mais curiosos e fazer com que eles consumam um material, mas ela definitivamente vai deixá-los descontentes no final da leitura.

Foque no assunto

Quando escrevemos um texto, pode ser irresistível fazer um paralelo — ou até mais — com um outro tema para que o leitor entenda o assunto que está sendo abordado. Mas, a não ser que ele fique extremamente claro, não é uma boa ideia.

Citar algo que não será abordado ao longo do texto pode passar a impressão para o seu leitor de que você não entende do assunto — ou até mesmo que é muito ruim em explicá-lo. Por isso, uma introdução precisa estar sempre de acordo com o restante do tom e do tema de uma redação.

Perguntas frequentes sobre introduções

Confira, a seguir, algumas das perguntas mais frequentes sobre introdução de um texto.

Qual é a quantidade de linhas ideal para uma introdução?

A quantidade ideal de linhas para uma introdução pode variar. Geralmente, o recomendado é que ela seja concisa e abrangente o suficiente para apresentar o tema.

Como começar a introdução de um texto de maneira impactante?

Uma introdução impactante pode começar com uma história intrigante, um dado surpreendente, uma pergunta provocativa ou até mesmo com uma citação.

Quais elementos devem estar presentes em uma boa introdução?

Uma introdução eficaz geralmente tem um gancho, um contexto relevante, tese clara e, além de tudo isso, apresentar uma transição suave para o desenvolvimento.

Por que é preciso adaptar a introdução ao tipo de texto?

É necessário adaptar a introdução ao tipo de texto para atender aos objetivos e às expectativas especificadas antes mesmo do conteúdo começar a ser escrito.

Posso utilizar perguntas na introdução de um texto?

A utilização de perguntas na introdução pode ser muito eficaz para envolver o leitor. O recomendado, porém, é que elas devem ser usadas apenas se forem relevantes para o tema.

Qual é a diferença entre introdução e apresentação do tema?

A introdução do texto abrange uma gama mais ampla de informações. Já a apresentação do tema geralmente oferece uma visão mais ampla sobre um assunto antes de focar na tese.

Como evitar os clichês na introdução de um texto?

Evitar clichês é muito importante e você deve fazer isso não somente na introdução, mas em todo o decorrer do texto. Sem eles, é mais fácil manter a originalidade da escrita.

Como você pôde perceber, não existe uma receita pronta de como fazer uma introdução de um texto. O que está ao seu alcance são dicas de como você pode aprimorá-la nos seus conteúdos. Lembre-se de que a base para uma boa escrita é a prática constante, então escreva sempre que possível para se aperfeiçoar cada vez mais!

Quer criar uma loja virtual para ter ainda mais motivos para praticar a escrita e solucionar as dúvidas dos clientes? Então aproveite a oportunidade e saiba mais sobre a Bagy!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.