Marketing

Branding: como aplicar a gestão da marca no seu negócio

Imagem ilustrativa de branding

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O branding é a gestão da marca de uma organização, responsável por tudo o que gira em torno dela, desde o seu posicionamento no mercado à sua identidade visual.

Sabe quando você vê uma cor, ouve uma música ou se depara com um personagem e, instantaneamente, se lembra de uma marca? Pois é. Esse é o poder de uma boa estratégia de branding.

Só não pense que esse tipo de trabalho é restrito a grandes empresas da indústria e do varejo. A gestão de marca é fundamental para negócios de todos os tamanhos e de todos os segmentos, incluindo os diversos nichos da internet.

A questão é que diante tantas opções disponíveis no mercado, as pessoas acabam se apegando às propostas, aos valores e às atitudes das empresas ao escolher produtos. Isso não apenas facilita a decisão de compra, como também torna a experiência mais rica e envolvente para o público.

Isso significa que você dificilmente convencerá os consumidores simplesmente postando ofertas. Você precisa criar conexão, e o primeiro passo para conseguir fazer isso é entender, de fato, o que é branding e como aplicar essa estratégia de jeito certo. Vamos lá?

O que é branding?

O branding, ou brand management, reúne todas as responsabilidades e tarefas que envolvem a gestão de marca. É, portanto, o trabalho que cuida da imagem de uma empresa e sua influência no mercado, bem como das ideias e dos sentimentos que são atrelados a ela.

O branding é muitas vezes entendido como sinônimo de publicidade, cujo principal objetivo é tornar um negócio e seus produtos públicos. Na realidade, essas atividades são muito diferentes, embora sejam complementares.

A publicidade na internet, por exemplo, está diretamente ligada à criação de anúncios e à segmentação de públicos que pode ou não ser amparada por estratégias de conteúdo e relacionamento.

O branding, por sua vez, tem uma função mais estrutural no marketing e um dos seus objetivos é oferecer uma plataforma capaz de orientar, padronizar e conduzir as suas ações de divulgação. Observe que tornar a sua marca conhecida não é suficiente. Você quer que as pessoas falem bem dela e sejam conduzidas para a solução que você oferece, certo?

Quais são os principais objetivos do branding?

Em tempos de redes sociais e grande concorrência nos buscadores e nos marketplaces, o principal objetivo do branding é atrelar uma identidade e uma personalidade às marcas. Para conquistar um público fiel, o seu negócio não pode ser só mais uma loja, ela precisa ser “a loja”, aquela que as pessoas se lembram e se sentem confiantes quando desejam comprar os produtos que você vende.

Para fazer isso, o seu empreendimento precisa abraçar uma causa, uma atitude, uma linguagem e um visual que chame a atenção das pessoas certas. E os impactos disso são reais: uma pesquisa global da consultoria Accenture Strategy revelou que 83% dos brasileiros preferem comprar de empresas alinhadas com seus valores de vida.

O branding, portanto, tem o papel de construir uma marca e mantê-la relevante para seus consumidores. Um trabalho que vai muito além de simplesmente criar uma logomarca!

Uma boa estratégia deve levar em conta diversos fatores do negócio, como seu mercado, sua estrutura, seus objetivos, parceiros, fornecedores, questões sociais, colaboradores, atendimento, linguagem, regulamentações do setor e muito mais.

Por que é importante investir no branding do seu negócio?

Se você acompanhou a leitura até aqui, já sabe que investir em branding é fundamental para fazer seu negócio ser conhecido e conquistar uma audiência engajada e fiel. Mas as vantagens desse trabalho vão além disso, e podem fazer toda a diferença em fases de crescimento e também em eventuais crises.

O branding determina a maneira como a sua empresa é vista no mercado, ou seja, ele molda a publicidade que é gerada em torno dela. Quando um negócio dá certo, as pessoas falam sobre ele, é inevitável. Mas sem um trabalho de marca, você não tem nenhum controle sobre essas impressões. Existem muitas empresas que estão na boca do povo, mas de forma negativa, confusa ou distorcida.

Com ações certeiras, porém, conseguimos oferecer mais elementos para o público, conduzindo-o de maneira estratégica. Dessa forma, é possível arquitetar uma imagem positiva do seu empreendimento e de suas propostas, além de tornar a sua presença na internet e em outros meios de comunicação mais coerente e memorável.

Esse investimento ganha ainda mais importância quando pensamos em cenários de crise ― possíveis problemas com atendimento, vendas ou produtos, por exemplo. Com uma boa plataforma de branding, sua empresa é capaz de responder com mais solidez a essas turbulências e recuperar a sua reputação de uma forma muito mais rápida.

Como investir no branding da sua loja?

Não existe uma receita de bolo para fazer branding. Existem diferentes formas de se montar uma estratégia desse tipo e há também espaço para inovar, ou seja, criar novas formas de se aproximar do público e criar conexão.

Na maior parte dos casos, porém, esse trabalho é realizado por meio de mix de ações que envolvem:

  • estudo do público e do mercado: a primeira coisa a fazer é buscar entender as dores e desejos das pessoas, assim como as ações que já são desenvolvidas por outras empresas;
  • definição das propostas do seu negócio: discutir os elementos visuais, físicos e emocionais que deverão ser trabalhados na gestão da sua marca;
  • criação de uma plataforma de branding: que consiste em materiais, modelos e templates que deverão ser usados como base para a comunicação da marca, dentro e fora da empresa;
  • construção de ações institucionais: conteúdos, comerciais e eventos criados com o intuito de falar sobre a marca, sua essência, seus valores, seus propósitos e outros atributos.

Os parâmetros do branding também devem ser adotados na divulgação de produtos e promoções, mantendo-se a coerência entre tudo o que é divulgado pela empresa. É fundamental que as pessoas sejam capazes de identificar a sua marca em suas ações e conteúdos, mesmo quando ela não é citada. Algo que requer a adoção de uma identidade visual (cores, tipografia, símbolos e elementos originais) e de um posicionamento.

Para quem está começando, fazer um lançamento é uma tática muito comum. Mesmo que a sua loja já seja conhecida e tenha um público consolidado, é importante mostrar às pessoas a nova cara da marca e como ela atuará dali em diante. Esse lançamento pode ser feito por meio de um evento (online ou físico), um comercial ou ações de conteúdo e relacionamento nas redes sociais.

Como fazer uma boa gestão de branding?

Para finalizar o conteúdo, reunimos algumas dicas para você fazer uma gestão de marca espetacular, especialmente se divulga e vende seus produtos na internet. Anote aí!

Capriche no conceito

O conceito é a grande ideia por trás do seu branding. A essência que ditará tudo o que será construído sobre e ao redor da marca. É, portanto, o primeiro passo da sua gestão e que merece bastante cautela em sua definição, afinal, influenciará todo o seu trabalho futuro.

Por mais tentador que seja inserir elementos do seu interesse, o empreendedor deve dar sempre prioridade às preferências do seu público, pois o objetivo desse investimento é justamente atrair pessoas e transformá-las em clientes.

Para te ajudar a tomar a decisão certa, o melhor caminho é estudar a sua audiência e construir personas, personagens que representam um cliente ideal, aquele que você quer que seja impactado pelas sua empresa. Só tome cuidado para não englobar coisas demais, o mais recomendável é desenvolver um conceito simples, mas fortemente capaz de tocar as pessoas.

Construa a sua marca de maneira coerente

Definido o seu conceito, você partirá para a construção da sua marca, que consiste em criar todos os materiais que lhe darão vida. É aqui que entram:

  • logomarca;
  • slogan;
  • linguagem;
  • tom de voz;
  • cores;
  • design (lojas físicas ou e-commerces).

Muitas empresas trabalham com brand personas, que podem ser mascotes, influenciadores ou o próprio dono do negócio que atuam como referências da marca. Esse tipo de estratégia pode gerar muita conexão, mas caso seja realizada por uma pessoa, ela deve se apresentar como alguém muito bem alinhado com os valores da empresa, transmitir confiança e ser capaz de inspirar.

Trabalhe seu branding no ponto de venda

O seu branding pode ser um importante aliado do seu trade marketing, que é, basicamente, as ações que você utiliza em seu ponto de venda para vender mais. Um trade bem elaborado depende de ações conjuntas com parceiros e fornecedores, mas seus resultados podem ser ainda melhores ao trabalhar o conceito da sua marca nas suas vitrines.

Em uma loja física, essa é uma forma de levar elementos da sua divulgação para a experiência de compra do consumidor, tornando o ponto de venda uma extensão das suas ações promocionais.

Na internet, a sua plataforma de branding pode ser usada para personalizar páginas de venda e postagens em redes sociais, bem como para criar promoções específicas com maiores chances de engajamento.

Invista em Marketing de Conteúdo

Na internet, existem basicamente duas maneiras de atrair as pessoas para seus perfis nas redes sociais e para seu site de vendas: o tráfego pago (que consiste em fazer anúncios) e o tráfego orgânico (que consiste em atrair as pessoas “naturalmente” por meio de conteúdos segmentados).

Os anúncios são fundamentais para fazer vendas no varejo, mas eles exigem investimento constante. Eles geram resultados rápidos, mas não sólidos. É aí que entra o Marketing de Conteúdo cuja principal função é construir relacionamento com o público e aumentar a autoridade da sua empresa por meio da publicação de conteúdos relevantes produzidos especialmente para atrair, educar e engajar os consumidores.

Construa relacionamento por meio das redes sociais

Quando falamos em conteúdo relevante, tratamos de informações que vão além de ofertas e materiais institucionais (que falam da sua marca). Esses materiais são importantes, claro, mas para conquistar as pessoas é preciso ir mais fundo nos seus interesses e entregar soluções para o seu dia-a-dia, conduzindo-as para aquilo que a sua empresa oferece.

Muitas pessoas nem sequer sabem que tem um problema, muito menos que precisam do seu produto. É por isso que é também seu papel orientá-las.

No entanto, essa estratégia pode ser ainda mais poderosa quando você investe em relacionamento e humanização. Isso significa atuar como um indivíduo nas redes sociais, e não tanto como uma empresa, o que significa incentivar interações, responder comentários, se posicionar quando for preciso e até fazer piadas e memes, se fizer sentido na sua divulgação.

Chame a atenção com um bom marketing promocional

Chamamos de marketing promocional as ações não usuais capazes de chamar a atenção do consumidor para sua marca e seus produtos. É, por vezes, atrelado a algum tipo de inovação, seja em recursos, seja na forma adotada para se comunicar.

Além do lançamento, que já citamos, é importante desenvolver ações de maior impacto de maneira periódica para que a sua marca não esfrie ou caia no esquecimento. Por mais que você realize um bom trabalho de divulgação e relacionamento, essas ações são necessárias para resgatar o engajamento.

Você pode atrelar essa estratégia ao lançamento de novas linhas de produto, por exemplo, bem como uma atualização no seu e-commerce. Observe que essa é também uma oportunidade de demonstrar que a sua empresa está em forma e se esforçando para oferecer um atendimento cada vez melhor.

Foque-se na experiência do cliente

Falamos muito sobre conceitos e métodos de divulgação, mas não se esqueça que os consumidores atuais estão em busca de experiências de consumo marcantes. Você tem muito a ganhar ao oferecer um “carinho” a mais para arrancar um sorriso dos seus clientes.

Envio de brindes e mimos, por exemplo, são soluções simples, porém capazes de gerar o famoso efeito “UAU!”, um conceito criado por Philip Kotler para descrever a reação das pessoas quando se sentem extremamente satisfeitas com uma empresa.

Esse fator também pode ser obtido por meio de um atendimento de alta qualidade, uma campanha publicitária inovadora ou facilitação de qualquer etapa no processo de compra. O objetivo é fazer aquele pouquinho a mais que faz toda a diferença.

Não esqueça do endomarketing

Endomarketing são as ações de marketing voltadas para o público interno das empresas, como sócios, colaboradores, parceiros e fornecedores. Seu branding jamais deve se limitar ao ambiente externo, pois assim, sua equipe dificilmente convencerá as pessoas, especialmente em setores que lidam diretamente com o público, como entregas e atendimento.

O conceito da sua marca deve ser também trabalhado internamente e, se possível, nos processos e nas atividades diárias da organização. Essa é a melhor forma de garantir total coerência entre todos os recursos e pessoas envolvidas no empreendimento.

Certifique-se, portanto, de introduzir as ideias, valores e princípios da sua marca nos treinamentos, eventos e reuniões da sua empresa. É fundamental que sua equipe goste tanto da sua marca quanto os seus clientes.

O nosso conteúdo fica por aqui. Nele, você aprendeu o que é branding, sua definição, seus elementos e dicas para colocá-lo em prática do jeito certo. O ideal, claro, é contar com a ajuda de uma agência ou empresa especializada, mas para dar certo você deve participar do desenvolvimento desse trabalho, além de acompanhá-lo de perto.

Antes de ir, você sabia que até o nome do negócio pode ser definido pelo branding? Pois é, e aqui no blog preparamos uma lista com várias sugestões de nomes de loja virtual para te inspirar na criação do seu. Aproveite que está por aqui e confira no nosso próximo artigo!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.