Produtos e Nichos

Como vender réplicas legalmente na minha loja? Entenda mais sobre o assunto

Imagem ilustrativa de replicas

Veja o que você irá encontrar neste artigo

A réplica é um produto igual ao original, que tem autorização para ser vendido e, portanto, difere dos itens falsificados, que são pirataria e podem te gerar transtornos caso você decida comercializar.

Você já se perguntou como poderia aumentar seus rendimentos, reduzir seus custos e, ainda, agradar os seus clientes com produtos desejados? Onde investir? Como expandir as vendas? 

Se você atua vendendo itens na web e busca se destacar no meio, certamente essas dúvidas já passaram pela sua mente. 

Existem diversos mercados promissor que despertam o interesse dos compradores brasileiros, como o de perfumes importados, produtos personalizados, itens baratos e réplicas. 

As réplicas são produtos muito parecidos com os itens originais, vendidos a preços mais baixos e com autorização da marca fabricante. 

Ao contrário de artigos que vêm da pirataria e receptação, as réplicas podem ser comercializadas legalmente e representar uma excelente fonte de lucro para a sua empresa, além de entregar justamente aquilo que o consumidor busca e deseja.

Com tudo isso, se você se interessou pelo assunto e quer logo saber o que são e como vender réplicas legalmente, continue conosco: 

O que é considerado réplica?

Para entender o que são réplicas, você precisa se atentar para o fato de que todas as grandes marcas trabalham com registro de marca e de patentes.

Isso significa que os itens produzidos por essas empresas são de sua exclusiva posse, comercialização e revenda. Cabe às empresas determinar quais lojistas podem ou não vender os seus artigos e como será realizada essa negociação. 

Todos esses trâmites tornam os itens cada vez mais caros para o consumidor ou vendedor. Dessa forma, é comum que os clientes procurem alternativas que satisfaçam seus desejos ou necessidades e que não tenham o custo muito elevado.

Aí surge um mercado promissor para os lojistas: as réplicas. 

Com um custo muito menor para todas as partes envolvidas em sua comercialização, pode-se considerar como réplica os itens que são praticamente iguais aos originais e que, contudo, não são produzidos na fábrica da marca ou, ainda que sejam, não são vendidos por ela. 

Mas como vender réplicas legalmente, se elas não são comercializadas pelas marcas?

Entenda melhor o que são as réplicas e como trabalhar com elas para aumentar os seus lucros e fidelizar os clientes: 

Como diferenciar réplicas de originais?

Para diferenciar as réplicas dos itens originais, você precisa conhecer as características dos produtos que está buscando. 

Geralmente, o produto original terá preços mais altos. Contudo, esse valor envolve uma série de benefícios oferecidos ao consumidor, como alta qualidade, mais conforto e maior durabilidade do material. 

Por isso, o custo benefício acaba se mostrando interessante, justamente porque o item original pode durar mais tempo e sofrer menos danos com o uso. 

Algumas dicas que podem te auxiliar a diferenciar um produto original de uma réplica podem ser: 

  • Preços

Se o preço estiver abaixo do valor médio encontrado no mercado, vale desconfiar e conferir. Nesses casos, o produto tende a, realmente, não ser original

  • Etiquetas

Se você for comprar o item em uma loja, avalie as etiquetas e informações disponíveis na mesma, porque, quando o produto é uma réplica, os dados ali presentes não são os mesmos dos disponíveis na etiqueta original. 

  • Informações sobre o vendedor

Se você estiver desconfiado dos produtos vendidos em uma loja, dê uma pesquisada sobre o estabelecimento e busque conhecer o seu histórico de vendas

Veja se aloja possui um CNPJ e, se possuir, qual o tipo de serviço ela está autorizada a prestar. Se as informações não baterem com a realidade, fuja! 

Além disso, se for um e-commerce, você pode pesquisar mais sobre a reputação da empresa em sites especializados em receber feedback de cliente. Justamente porque eles são os maiores interessados em relatar sua experiência com os produtos. 

Se os relatos não forem positivos, certamente o vendedor não oferece serviços confiáveis o suficiente para conquistar o público. 

Um bom site para fazer isso é o Reclame Aqui, uma plataforma de solução de conflitos entre empresas e consumidores. 

Qual a diferença entre réplica e falsificação?

Antes de vender réplicas, você deve entender o que elas são e o que significa vender esses itens, para evitar transtornos

Isso porque a legislação brasileira permite que vendedores trabalhem com itens originais ou réplicas, mas não permite a comercialização de falsificações devido à lei de direitos autorais.

Portanto, se atente para o tipo de produto com que trabalha, os vendedores e fornecedores com quem trabalha e, ainda, os desejos do seu público – afinal, todo o seu trabalho vai girar em torno da fidelização de clientes

Se você ainda não entendeu muito bem o que são réplicas, continue conosco e tire suas dúvidas: 

O que é réplica?

Réplica é um produto igual ao original, que tem a sua produção e venda autorizadas pela marca que detém os direitos autoriais. 

É comum que as réplicas tenham bom acabamento, sendo bem feitas e muito parecidas com os artigos encontrados nas lojas oficiais, contudo ela é mais comum e não tem tantos detalhes como o produto original. 

Entenda, na maioria das vezes o que você encontrará no mercado são falsificações bem feitas. Muitos comerciantes usam o título ‘réplica’para vender artigos falsificados. 

Isso porque a qualidade dos itens não é tão baixa, mas eles não têm autorização para produzir e revender.

O que é falsificação?

A falsificação são os itens que copiam os produtos originais e não possuem autorização da criadora para serem comercializados. Esses artigos são fruto do mercado da pirataria. 

Muitos sites e centros comerciais brasileiros são conhecidos por vender esses artigos, como algumas feiras, shoppings populares, atacadistas e lojas de rua. A 25 de março, a Feira da Madrugada e o Brás, são zonas comerciais bem conhecidas por isso. 

Vale a pena burlar a legislação de direitos autorais?

Quando o assunto é aumentar os lucros, certamente um passo importante é reduzir custos. 

E o seu estoque tem um papel fundamental nesse processo, pois, se você paga muito caro pelos itens que revende, pode não conseguir uma alta margem de lucro com as vendas. 

No entanto, a solução não é burlar a legislação e usar a propriedade alheia! 

Isso pode gerar grandes problemas para a sua empresa, que pode ter que arcar com multas altíssimas. Esse valor pode, inclusive, tomar todos os seus lucros. 

Outro ponto importante é a má reputação que pode cair sobre o seu negócio, especialmente no caso de sofrer um processo da empresa que detém os direitos sobre o item. 

Pense que você trabalhar legalmente, com segurança e tranquilidade. Esses são motivos suficientes para você pensar duas vezes quando ponderar sobre vender falsificações. 

É permitido vender réplicas em uma loja virtual?

Como explicamos, é possível vender réplicas legalmente. Porém, dificilmente as marcas concedem esse tipo de permissão. 

Justamente porque se o cliente encontrar produtos com a qualidade similar ao original e um preço muito inferior, ele dificilmente vai comprar os produtos originais. 

Esse tipo de processo gera alto prejuízo para as marcas, que preferem não conceder a autorização para a replicação de seus itens. 

Assim, se você não tem certeza de que está autorizado a vender aquela réplica, é melhor não arriscar!  

Mas se você está decidido a começar um negócio de réplicas, nós te explicamos o caminho: 

Como começar a vender réplicas legalmente no meu e-commerce?

Se, mesmo após ler as informações trazidas aqui, você está decidido a vender réplicas, saiba que o seu passo inicial deve ser contatar a marca que detém os direitos autorais do item que deseja revender. 

Ali, você vai propor uma parceria que seja bom para ambas as empresas. Não se surpreenda se, mesmo com negociações, a proposta for inválida financeiramente para o seu negócio. 

A marca precisa garantir que terá vantagens com a parceria e replicação dos seus artigos e, para isso, ela vai te cobrar o quanto achar que eles valem.  

O momento de desenvolver o seu e-commerce só chegará após conseguir essa permissão. E, se e quando isso acontecer, você pode seguir essas estratégias: 

Aposte na divulgação dos produtos em redes sociais

Você pode e deve usar as redes sociais a favor da sua empresa. Elas te oferecem excelentes vantagens, que vão te ajudar a alavancar a sua loja:

  • Oportunidade de ter uma vitrine gratuita
  • Criar conexões com os clientes
  • Estabelecer um canal de comunicação com os consumidores 
  • Conhecer a concorrência
  • Expandir suas vendas por meio dos canais oferecidos ali 

Além desses pontos, você vai descobrir as melhores maneiras de usufruir ao máximo dessas ferramentas para expandir seu trabalho. 

Venda produtos de qualidade

Se você aprendeu como vender réplicas legalmente, negociou com a empresa que detém os direitos dos itens e, ainda, começou a trabalhar com esses artigos, é imprescindível que os produtos correspondam às expectativas dos clientes

Caso contrário, você não vai conseguir emplacar suas vendas e poderá acabar com um estoque empacado e grandes prejuízos. 

Busque fabricantes de excelência para produzir os artigos e invista nessa etapa!

Faça parcerias com influenciadores digitais do nicho

Os influenciadores digitais podem ser grandes aliados na divulgação dos produtos com que você vai trabalhar. 

O nome “influenciador” não é despretensioso… essas pessoas podem conduzir os seguidores às compras contigo, justamente por atestar a qualidade dos itens e fazer uma boa propaganda dos mesmos. 

Forneça um bom atendimento ao cliente

O seu atendimento deve ser o melhor possível, sempre. Não somente ao vender réplicas, mas, se você trabalha com vendas, é fundamental que forneça o melhor atendimento a cada um deles. 

Isso faz parte da jornada e experiência do cliente e pode ser um definidor da reputação e consequente sucesso da sua marca.  

Faça parcerias com marketplaces

Os marketplaces são gigantes em todo o mundo. Centenas de milhares de clientes passam por lá diariamente. Assim, fazer parcerias com essas empresas é um ótimo passo para alavancar as suas vendas e a sua loja. 

Dessa forma, a sua empresa vai se tornar conhecida e, gradualmente, se consolidará no mercado de réplicas.  

Cumpra com os prazos de entrega

Fique atento aos prazos de entrega e a todo o sistema de logística da sua empresa! Esse é um ponto em que todos os clientes são muito exigentes. Trabalhe com os melhores meios e empresas do ramo para evitar atrasos e problemas nas entregas. 

Profissionalize o seu negócio

Direitos autorais: quais personagens eu posso usar em meus produtos réplicas?

Caso você decida que não vale o transtorno de procurar as marcas para tentar a autorização que legitima a produção das suas réplicas, você pode usar personagens e criações que já estão em domínio público

Aqui em nosso país, os direitos sobre uma obra ou produto duram 70 anos após a morte do autor, ou detentor dos direitos. 

O site Domínio Público é um bom espaço para consultar obras e materiais que podem ser usados livremente em nosso país. 

E para personagens que são posse de empresas estadunidenses a contagem do tempo é feita a partir de sua criação. Alguns deles já caíram em domínio público e já podem ser usados:

  • Aladdin
  • Ali Baba (em os 40 ladrões)
  • Alice (no País das Maravilhas, versão antiga)

A obra literária de Alice no País das Maravilhas está disponível em domínio público. 

  • Claude (O Corcunda de Notre Dame)
  • Cinderela
  • Frankstein – O Guerreiro Desmorto
  • Jane (Tarzan)
  • Merlin – O mago supremo
  • Peter Pan
  • Pinocchio
  • Popeye

Popeye é um dos primeiros desenhos famosos do século XX e, por isso, a obra está em domínio público. 

  • Sherlock Holmes

Você também pode criar os seus próprios personagens e desenvolver boas artes para os seus produtos, basta usar a criatividade e começar! 

Como ser licenciado para vender réplicas de produtos que tenham direitos autorais?

Para conseguir a licença necessária para trabalhar com réplicas, você deve decidir com quais itens vai atuar e qual será a sua marca de referência. Em seguida, busque contatar a empresa para propor uma parceria

Conforme o tamanho e relevância da marca, pode ser que você precise do apoio de um advogado especialista na área de direitos autorais. Portanto, se esse for o seu desejo, busque assistência especializada! 

Com estas informações, certamente você conseguirá avaliar o que é uma réplica e uma falsificação, saberá como vender réplicas legalmente e, ainda, as melhores estratégias para fazê-lo. 

Busque meios para sair do zero e ter uma renda vendendo pela internet, porque essa pode ser a sua chave para mudar de vida! 

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.