Marketing

Como definir a paleta de cores ideal para o seu negócio

Paleta de cores

Veja o que você irá encontrar neste artigo

Uma paleta de cores é a junção de cores e tons que têm harmonia entre si com o intuito de transmitir um sentimento, um valor ou até mesmo uma ideia. Ela é muito utilizada para diversos fins, em diversas áreas e, principalmente, é um item essencial na criação da identidade visual de qualquer negócio.

Você já observou algumas cores juntas — seja no logotipo de uma marca ou em um panfleto de divulgação de marketing — e se perguntou como elas combinavam entre si? Todo esse conjunto de tons harmônicos é conhecido como paleta de cores.

Ela é muito utilizada para diversos fins, em diversas áreas e, principalmente, é um item essencial na criação da identidade visual de qualquer negócio. Essa combinação não é escolhida aleatoriamente e, quando bem-feita, traz diversos benefícios para a marca. Neste artigo, você conhecerá um pouco mais sobre ela. Acompanhe!

O que é paleta de cores?

Uma paleta de cores é a junção de cores e tons que têm harmonia entre si com o intuito de transmitir um sentimento, um valor ou até mesmo uma ideia. Essa tarefa é bastante comum e está presente em diversas atividades do dia a dia — desde as que são relacionadas à moda e decoração até algumas mais simples, como a mesa de uma festa infantil.

O mais interessante é que não é preciso ser um profissional do design para criar uma boa paleta de cores — o que não quer dizer que você não vai precisar estudar algumas teorias até conseguir criar a sua. Com as informações necessárias, é possível escolher uma para a sua marca de maneira bastante simples.

Para que serve a paleta de cores?

Como a paleta de cores é utilizada em diversas áreas, principalmente em redes sociais, como o Instagram, ela é bem abrangente em seu uso e nos motivos pelos quais os profissionais a utilizam. Os designers de moda, por exemplo, apostam nessas combinações para composição de looks ou para a escolha de maquiagem que combina com as roupas.

Os arquitetos e designers de interiores, por sua vez, podem usar essas combinações de cores para escolher os móveis e as peças decorativas de um ou mais espaço dentro de um imóvel — seja ele comercial ou residencial.

Já os profissionais da área gráfica — como os designers — usam essas combinações de cores para os seus projetos nos materiais digitais ou que serão impressos. Entre todos esses usos, esse é o que mais se assemelha à utilização da paleta na sua loja virtual.

Qual a importância de definir a identidade visual do seu negócio?

Definir a identidade visual de um negócio é extremamente importante porque ela é, normalmente, o primeiro contato que as pessoas têm com a sua marca e é nesse momento que elas precisam entender o valor que a sua empresa tem. É esse conjunto de elementos que passará a sensação de necessidade em relação aos produtos que você vende.

De uma maneira mais subjetiva, a identidade visual é responsável por gerar um sentimento de identificação entre o seu cliente e a sua marca. Além disso, também transmite confiança, sensação de pertencimento e maior engajamento — o que pode gerar vendas e até aumentá-las.

O que são as cores da marca?

No processo da construção de uma marca, as cores são uma das maiores ferramentas que uma empresa pode utilizar, principalmente aliadas às formas. Isso porque uma cor pode melhorar a compreensão de uma mensagem, além de facilitar a leitura e aumentar a capacidade de aprender. Sem contar que esses elementos juntos dão origem aos logotipos — o primeiro contato das pessoas com um negócio.

As cores de uma marca, junto com toda a identidade visual, representarão os propósitos da empresa e farão parte de todas as estratégias de divulgação. Muitas marcas grandes no mercado se importam com elas, pois já entenderam que elas são fundamentais para que haja uma comunicação eficiente com o público.

Como escolher paleta de cores para marca?

Agora que você já entendeu na teoria o que é uma paleta de cores, para que ela serve e qual a sua importância, precisa aprender a escolher uma na prática. A seguir, confira algumas dicas.

Estabeleça a identidade da sua marca

O primeiro passo para escolher a sua paleta de cores é estabelecer a identidade da sua marca. Isso porque os tons escolhidos precisam ser um reflexo do que o seu negócio quer passar para o mundo. Por consequência, devem estar alinhados com a mensagem e com os valores que você deseja comunicar.

Uma dica simples para conseguir fazer isso é escrever uma lista de adjetivos que descrevam o caráter da sua empresa — como se você estivesse falando dela para alguém. Se pergunte como gostaria que a marca fosse e como ela faz para se destacar da concorrência.

Um espectro de traços de identidade, como o da imagem abaixo, pode ajudar você a identificar com mais facilidade a essência do seu negócio:

Pesquise o significado das cores

Agora que a identidade da marca já está estabelecida, é preciso escolher as cores que farão com que essa imagem seja percebida pelo público. Para que você consiga fazer isso, uma boa ideia é conhecer — pelo menos — os fundamentos da psicologia das cores para conhecer o significado das cores mais comuns.

Aqui é preciso frisar que não existe uma ciência exata em relação às cores e não existe nenhum tipo de conta ou equação que defina com precisão o que cada cor significa. O melhor a fazer, nesse caso, é a combinação de cores — uma vez que esse passo ajuda a conseguir uma aparência que evoca sentimentos por meio da junção de todas elas.

As cores, aliás, podem ter diferentes significados e isso depende de com quais outras cores estão combinadas — além de todo o contexto e das conotações culturais. Existem, porém, algumas tendências com base no mercado. As principais são:

  • alimentação — que optam por cores mais quentes que atraiam a atenção e provocam o apetite, como o amarelo, laranja e vermelho. O verde pode ser escolhido para segmentos mais naturais e saudáveis, assim como o azul e rosa são usados para sobremesas e doces;
  • moda e beleza — que frequentemente utilizam o preto para passar um aspecto de sofisticação e glamour, assim como usam as cores mais quentes, como rosa, laranja e vermelho para indicar entusiasmo, confiança e paixão;
  • saúde e bem-estar, que geralmente escolhem o azul para significar além de limpeza, responsabilidade e confiança — enquanto o laranja pode transmitir energia e vitalidade e o verde para representar tudo o que é saudável e a natureza;
  • tecnologia, que optam pelo uso do azul para transmitir inteligência, eficiência e confiança — além do roxo para representar criatividade e qualidade e o laranja que é otimista e amigável.

Como dissemos, não existe um manual ou sequer regras que precisam ser seguidas no momento de escolher as cores para a sua marca. Mas, caso você ainda não sinta confiança o suficiente para fazer essa escolha, esses exemplos podem ajudar.

Livre-se de preconceitos

Existe um grande erro que muitas empresas cometem quando precisam escolher um esquema de cores. Basicamente, elas preferem basear essa escolha em preferências pessoais em vez de usar a psicologia.

Se o azul for a sua cor favorita, é muito tentador utilizá-la como, pelo menos, a sua cor primária. Mas, se a sua loja virtual vende cosméticos focados em atingir o público masculino, isso poderia ser um erro — e, nesse caso, seria muito melhor usar rosa ou roxo, por exemplo.

É imprescindível que você não se esqueça disso. Isso porque as suas preferências pessoais podem custar vendas e isso acabar com a sua marca em médio ou longo prazo.

Inspire-se

Uma dica que pode até parecer simples, mas que costuma trazer bons resultados é olhar ao seu redor para se inspirar nas cores que encontrar. Você pode, por exemplo, olhar as paletas de cores da sua concorrência para entender o que as faz funcionar bem — ou não. Nessa análise, pense no que é possível aprender com a escolha que eles fizeram e de que maneira você pode se diferenciar.

Outras fontes de inspiração são os geradores de paletas online. Nesses sites, você pode encontrar ideias interessantes de combinação de cores e tons que combinarão com o seu propósito. Mas não se preocupe, falaremos deles com detalhes mais para frente.

Escolha uma cor primária

A cor primária — ou a cor central — da sua marca é aquela que é mais associada ao seu negócio. Para entender de uma maneira mais simples, é só pensar no vermelho da Coca-Cola ou no azul do Facebook.

Para escolher a sua, você precisará procurar uma que melhor represente a sua marca com base no significado das cores que, à essa altura, você já estudou. Tente experimentá-la com diferentes nuances e tons — sempre partindo de um extremo, como o mais chamativo e escuro até o mais pastel e suave — para encontrar a cor perfeita. Nesses momentos de teste, vale até testar o neon!

Escolha as cores secundárias

Assim que você escolher a sua cor primária, pode escolher de duas a quatro cores para se juntar a ela. Todas essas cores funcionarão como um complemento e podem aparecer junto da primeira ou de maneira independente. Existem alguns padrões que essas cores podem seguir e nós detalhamos cada um deles. Confira!

Cores análogas

As cores análogas são variantes que ficam próximas da cor primária no círculo cromático. Se a que você escolheu foi o vermelho, por exemplo, nesse padrão você pode escolher outras cores quentes que pertençam à mesma família de cor — como o amarelo ou o laranja. Geralmente, esse tipo de esquema costuma ser agradável e bem harmonioso.

Cores contrastantes

Essas cores são complementares — que ficam em oposição no círculo de cores — ou uma seleção de tons bastante vibrantes e coloridos. Com esse padrão, é possível que a sua paleta de cores se destaque dos seus concorrentes. Além disso, ele costuma passar uma sensação mais jovial e moderna para a sua marca.

Cores monocromáticas

Essas cores são nada mais que tons e nuances diferentes da cor primária. Se a sua for o verde, por exemplo, as cores secundárias podem ser o verde claro e o verde escuro. Nesse contexto, esse esquema de cor pode fortalecer — e até realçar — a cor principal que você escolher.

Teste as cores escolhidas

Depois de escolher todas as cores da sua marca, chegou a hora de testar para ver se elas realmente combinam. Para isso, é só colocar todas elas juntas e testar algumas combinações diferentes para que você tenha a certeza de que, além de combinarem entre si, conseguem transmitir a mensagem que você deseja passar.

Outro ponto que precisa de atenção nessa etapa é testar a paleta em relação à acessibilidade — ou seja, ter a certeza de que elas são perfeitamente legíveis juntas. Já existem diversos recursos online que podem ajudar nessa tarefa, como o Colour Contrast Analyser e o Contrast Checker.

Como definir minha paleta de cores?

Como dito anteriormente, existem algumas ferramentas online que auxiliam na escolha da paleta de cores para a sua marca. Agora, vamos comentar sobre cada uma delas de maneira um pouco mais detalhada. Confira!

Adobe Color

O Adobe Color é uma ferramenta que conta com uma interface bastante prática e intuitiva. Com ele, é possível criar paletas livremente com o uso do círculo cromático ao selecionar os tons e as cores exatas que você deseja usar na composição da sua identidade visual.

Outro ponto interessante é que é possível importar imagens e selecionar as cores que você deseja para inserir na sua composição. Esse site faz parte do pacote Adobe — o mesmo do Photoshop e Illustrator —, mas pode ser acessado separadamente e de maneira gratuita.

Coolors

Essa é uma das plataformas mais populares quando o assunto são paletas de cores. Essa ferramenta, também gratuita, conta com uma interface intuitiva e muito prática que possibilita que você crie todas as suas combinações de forma bastante simples.

Dentro do Coolors, você consegue gerar as composições utilizando a barra de espaço do teclado do seu desktop ou notebook até conseguir encontrar a combinação perfeita. Caso você goste de uma ou mais cores e queira mantê-las durante a sua busca, pode selecioná-las para que elas sejam mantidas durante as atualizações das páginas e as próximas combinações as utilizam como base.

HailPixer Color

Em comparação com as ferramentas citadas até agora, o HailPixer Color é mais básico, mas que continua sendo útil para a criação de uma boa paleta de cores. Gratuito, esse site permite navegar pelas cores com o mouse — ou com o trackpad do notebook — e, quando quiser salvar uma delas, basta clicar em qualquer lugar da tela e partir para a escolha da próxima.

uiGradients

o uiGradients é um pouco diferente das outras ferramentas. Isso porque é um aplicativo para navegador, como o Chrome, que permite criar harmonias de cores com base em formatos pré-definidos de degradê. Além disso, também oferece a possibilidade de exportar as paletas em formato de imagem (JPG) de maneira gratuita.

COLOURLovers

Essa ferramenta é considerada por muitos uma das soluções mais diferentes e divertidas entre todas as opções que já listamos acima. Basicamente, o seu funcionamento é muito parecido com a maneira que uma comunidade online funciona.

Nela, os próprios usuários criam as suas paletas e disponibilizam na plataforma, o que cria um grande banco de composições. A usabilidade remete ao Pinterest e funciona muito bem para quem está buscando por novas ideias.

Palettable

O Palettable é conhecido por ser uma opção muito intuitiva e prática. Isso porque essa ferramenta é capaz de montar combinações com base nas cores que o usuário escolhe ao entrar no site.

Caso a paleta criada pelo sistema não seja do seu agrado, o algoritmo trabalha para gerar novos modelos com base nas suas opiniões até chegar a uma combinação que agrada completamente. Vale citar que esse recurso é gratuito.

Bônus: Exemplos de paleta de cores

Para que você entenda todo o conceito da paleta de cores de uma maneira mais prática, separamos algumas das combinações de cores escolhidas por grandes marcas do mercado. Confira a seguir!

Google

O Google tem um design que a maioria das pessoas consegue reconhecer de imediato. Assim como o seu design, as quatro cores do logo — vermelho, amarelo, azul e verde — são características da empresa. O mais interessante é que todas elas são consideradas como as primárias do logo. As secundárias são versões mais escuras delas próprias.

Airbnb

A paleta de cores do Airbnb conta com cinco cores e a mais proeminente entre elas é o rosa. Além de ser utilizado no logo da empresa, essa cor que também é chamada de Rausch é usada no design repetidamente. Completam as cores da marca o laranja, turquesa e dois tons de cinza — um mais escuro e outro um pouco mais claro.

Instagram

As cores do Instagram, na verdade, fazem parte de um gradiente que vai do azul ao amarelo, passando por diversos tons de laranjas, rosas e roxos. De acordo com os responsáveis pela identidade visual, ele é uma nova representação do arco-íris — elemento que já estava presente no logo anterior da empresa.

Todas essas cores juntas têm o intuito de evocar sentimentos bons, como energia e calor. Também é um tributo às cores presentes nos primeiros filtros do aplicativo, além de representar a diversidade de gêneros.

Viu só como é importante ter uma paleta de cores bem definida para a sua loja virtual? Dessa maneira, a identidade visual da sua marca fica mais forte, mas concisa e passa uma imagem de profissionalismo e confiança para os seus clientes. Sem contar que o relacionamento entre vocês aumenta, o engajamento melhora e as vendas aumentam.

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.