Vendas

Saiba o que é checkout e como melhorar esse processo na loja virtual

Imagem ilustrativa de checkout

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O checkout é a última etapa da compra online, onde o cliente confirma os itens do carrinho e escolhe o pagamento. Por isso, é importante ter um sistema eficiente e que seja seguro para o comprador.

Se você quer ter uma loja de sucesso, então precisa investir em um bom checkout para os seus clientes.

Afinal, esta é uma das etapas mais importantes da venda, e deve permitir que o comprador tenha confiança ao confirmar os seus dados. 

Por outro lado, ninguém gosta de ficar preenchendo formulários intermináveis antes de finalizar uma compra. Inclusive, muitos usuários podem começar a desconfiar do site se ele solicitar muitas informações.

Nesse caso, as chances do comprador abandonar o carrinho aumentam, prejudicando o seu faturamento. Por esse motivo, é essencial oferecer um recurso de checagem seguro, transparente e prático.

Além dessa ser uma ferramenta essencial para receber pagamentos online, uma plataforma adequada também ajuda a melhorar a experiência do usuário.

E se você ainda não possui um serviço como esse instalado na sua loja virtual, está na hora de conhecer mais sobre ele e considerar implementá-lo o quanto antes.

Para isso, venha conferir o conteúdo que preparamos sobre o assunto, e aprenda tudo sobre checkout, conferindo as melhores dicas para melhorar processo de compra dentro do seu negócio.

O que é checkout?

O checkout é a etapa final para a realização de uma compra online. Trata-se do momento em que o cliente confirma os itens do carrinho e insere os dados de pagamento.

O termo “checkout” vem do inglês e significa a “finalização de um processo”. No início, era mais associado ao procedimento de deixar uma hospedagem, sendo um conceito atribuído ao ramo de hotelaria.

No entanto, com a ascensão do marketing digital, a operação também se tornou parte da rotina de compradores digitais.

Cada plataforma pode atuar de maneira distinta, mas é comum que as etapas de venda permitam que o cliente escolha as mercadorias que deseja e apenas no final confirme seus dados.

Dessa forma, pode economizar tempo, e evita solicitar dados pessoais para que ele realize a navegação pelo site.

Após escolher seus produtos preferidos, o cliente pode seguir para a página de checkout, onde confere os itens que deseja e levar e pode acessar sua conta para finalizar o pedido.

Além disso, esse serviço também indica o preço, o frete da compra e possíveis descontos, se for o caso.

Finalmente, o usuário poderá efetuar o pagamento e aguardar a confirmação.

Além de ser o último passo para a liberação do pedido, o checkout também é um importante estágio da jornada de compra do cliente.

Isso significa que, assim como as outras fases, ela deve ser igualmente planejada para ser prática, simples e rápida.

Como o checkout funciona?

Cada site tem liberdade para elaborar seu checkout como preferir, mas, geralmente, ele se divide nas fases de conferência, identificação e pagamento.

Em um primeiro momento, o cliente verifica quais os produtos que estão no seu carrinho, a quantidade e outros detalhes pertinentes ao item. Se quiser retirar alguma mercadoria, também pode fazer isso nessa etapa.

Depois, o usuário deverá se identificar. Alguns portais levam para a página de login na conta, ou cadastro, para novos compradores. Enquanto isso, outras lojas virtuais podem solicitar apenas os dados pessoais do consumidor.

Isso será necessária para elaboração da nota fiscal eletrônica e para a devida entrega dos produtos.

Por fim, a terceira etapa que costuma fazer parte do checkout é o pagamento, que pode levar para uma página secundária, ou permitir a escolha da opção no mesmo formulário.

Todos esses estágios compõem a jornada de confirmação da compra, e são essenciais para que o usuário tenha certeza do que está adquirindo, e possa escolher a alternativa de vencimento de sua preferência.

O checkout também pode se conectar com outros servidores, como sistemas bancários, para atestar as informações.

Se estiver tudo certo, ele aciona o banco responsável pelo pagamento e media a comunicação com a loja, para autorizar a venda.

Quais os tipos de checkout?

Atualmente, existem diversos sistemas de checkout disponíveis para as lojas virtuais, e vale a pena conhecer alguns dos principais antes de escolher um para o seu negócio.

Veja mais detalhes sobre as categorias mais utilizadas:

Transparente

O checkout transparente se tornou uma das opções mais utilizadas pelo e-commerce, por conta da sua segurança e praticidade que oferece ao usuário.

Isso porque todas as etapas do processo de confirmação e pagamento acontecem no ambiente da sua loja.

Dessa forma, o usuário não precisa ser direcionado para outros lugares a fim de preencher suas informações ou escolher uma forma de pagamento, por exemplo.

Além de permitir que todos os espaços do formulário sejam preenchidos em uma única página, o checkout transparente também utiliza o layout do seu site.

Isso pode passar mais confiança para os clientes, pois a sua loja estará certificando a segurança dos dados, e ele terá a garantia de que todo o procedimento é monitorado pela sua empresa.

Padrão

Enquanto isso, o checkout padrão é aquele no qual o consumidor é direcionado para as páginas que mediam cada procedimento.

Nesse caso, o usuário não permanece na mesma página para inserir seus dados, escolher a forma de pagamento e confirmar a compra, por exemplo.

Geralmente, a plataforma possui parceria com outras empresas de mediação relacionadas, como Mercado Pago ou PagSeguro. Além disso, podem enviar o usuário para outra página de login, em vez de mantê-lo na mesma aba.

Esse checkout deixou de ser o mais utilizado por conta da burocracia que demandava dos usuários ao exigir o carregamento de novas páginas de confirmação.

Além disso, em termos de confiança, pode ser menos atrativo para o cliente, pois ele fica receoso de digitar os dados do seu cartão, por exemplo, em uma página que não possui relação com a loja em que ele estava.

Contudo, nessa modalidade, não existe a necessidade de programar as páginas dentro da sua plataforma, por exemplo. A parceria com mediadoras externas torna a operação mais simples para o negócio.

Lightbox

Ainda, existe um terceiro tipo de checkout utilizado pelas lojas virtuais, o lightbox. Ele é como um meio-termo entre o padrão e o transparente. 

Isso porque se trata de um pop-up que aparece na mesma página do formulário, abrindo um intermediador sem que seja necessário transferir o usuário para outra aba.

Dessa forma, é possível finalizar a etapa de venda com um sistema de mediação, mas mantendo o consumidor dentro da sua loja, preenchendo uma caixa de informações que aparece por cima do formulário.

Embora possa ser uma alternativa interessante para as empresas, pois integra as duas opções anteriores, ele não é recomendado para todos os tipos de sites.

Isso porque sua resposta pode apresentar erros de carregamento em dispositivos móveis, por exemplo.

Ainda, diversos usuários compreendem os pop-ups como anúncios indesejados, tendo dificuldade em preencher a forma de pagamento na primeira vez, por exemplo.

Qual a importância de um bom checkout na loja virtual?

Avaliar a melhor forma de checkout para a sua loja virtual é importante para reduzir as taxas de carrinho abandonado e aumentar a confiança do cliente no seu site.

Segundo um estudo realizado pela Moosend em julho de 2022, a taxa média de desistência de compras online é 69%. Só na América Latina, esse percentual chega a 75,3%. 

Um dos principais motivos para essa taxa é pela falta de confiança e praticidade na finalização do processo.

Afinal, a necessidade de preencher muitos dados ou ser direcionado para outra página pode fazer com que o comprador repense sua escolha.

Por isso, ter um bom checkout transparente é uma garantia a mais que o usuário irá seguir com o pagamento, evitando prejuízo no seu faturamento.

Ainda, investir em uma alternativa eficiente também traz mais segurança para os usuários, protegendo dados sensíveis e diminuindo as chances de problemas com vazamentos, por exemplo.

Enquanto isso, para os lojistas e vendedores, é imprescindível que o usuário tenha uma boa experiência dentro da plataforma. Dessa forma, poderá ter opiniões positivas, o que ajuda a consolidar a sua credibilidade no mercado, e garante que o público enxergue seu negócio como um local confiável para comprar.

Assim, todos esses objetivos podem ser alcançados com um checkout rápido, objetivo e seguro, que ofereça amplas alternativas para o usuário e o auxilie em sua jornada.

Como melhorar o processo de checkout?

Depois de entender a importância do processo de checkout, é importante saber como melhorar as etapas para o seu cliente.

Pensando nisso, separamos algumas dicas que podem ser úteis para o seu negócio. Confira em detalhes:

1. Diminua a burocracia

Antes de mais nada, procure diminuir ao máximo a burocracia do seu checkout. Um formulário muito extenso ou abrir várias páginas apenas para finalizar a compra pode aumentar as chances de desistência.

Por isso, pense em um sistema que seja prática e simples de ser acessado.

Dessa forma, os usuários poderão ter uma experiência mais completa, e confirmar a compra o mais rápido possível.

2. Solicite as informações principais

Embora seja necessário solicitar algumas informações do cliente para preencher a nota fiscal, por exemplo, tente solicitar somente o necessário.

Evite pedir para que o usuário preencha muitos formulários, e veja se existem exigências dispensáveis.

Por exemplo, não é preciso pedir o nome completo quando pode incluir somente um sobrenome. Ou, ainda, basta requerer o CPF, e não o RG ou outro documento de identificação junto.

Além de tornar o processo mais simples, sua loja virtual passa mais segurança para o comprador.

3. Ofereça diferentes formas de pagamento

Um dos elementos que tornaram o e-commerce tão popular é a variedade de pagamentos que o consumidor pode escolher nas suas compras.

Por isso, não limite seu checkout a apenas algumas opções, disponibilizando algo além do sistema de mediação externo.

Além de cartão de crédito, considere trabalhar com transferências eletrônicas ou boleto, por exemplo.

Essas opções, além de facilitar a programação do seu site, também atribuem uma imagem mais profissional, e, claro, melhoram a experiência do cliente.

4. Tenha transparência

Um fator essencial para melhorar seu processo de checkout é ter transparente durante todas as etapas de verificação.

Mesmo que você opte por outras alternativas, como a modalidade padrão, deixe claro para o usuário qual a empresa mediadora, e que ela tem parceria com a sua loja.

Dessa forma, evitará problemas futuros com o pagamento dos compradores, e passará mais confiança para os usuários.

5. Obtenha o certificado SSL

Além disso, seja qual for o checkout da sua loja, não deixe de obter um certificado SSL. Esse protocolo garante que a navegação online do usuário é segura e criptografada.

Com isso, suas informações ficam mais protegidas, com menos riscos de vazamento, e estabelecem uma conexão garantida com seu servidor.

Assim, lembre-se de solicitar esse certificado em todas as suas páginas, sejam elas transparentes ou não.

6. Coloque informações sobre o frete

Uma das informações que não podem faltar na sua página de checkout é o frete. 

Além de ajudar na transparência, isso também permite que o cliente tenha mais controle sobre a checagem da compra.

Sempre exiba o valor total, e apresenta as opções de envio, se existirem. Também permita que o usuário calcule a entrega e selecione ela antes de seguir para o pagamento.

Com isso, terá todos os dados confirmados, e sentirá mais confiança ao seguir comprando na sua loja.

7. Opte por um sistema responsivo

Algumas alternativas de verificação podem não ser totalmente responsivas em todos os dispositivos, o que se torna um problema para o seu negócio.

Afinal, o cliente abandona a compra se não conseguir acessar o site, ou se não sentir que ele é seguro.

Por isso, faça testes da sua plataforma e opte por uma alternativa que seja compatível com qualquer aparelho usado pelo público.

8. Priorize a segurança

Ainda, é comum que alguns lojistas busquem sistemas que sejam visualmente atrativos, ou que apresentem diferenciais interessantes.

No entanto, é importante priorizar a segurança em primeiro lugar. Se isso significar renunciar a algum elemento decorativo, por exemplo, considere efetuar essa troca.

Com uma opção confiável, você não terá problemas com a compra do cliente, e poderá garantir uma jornada protegida em todos os estágios.

9. Apresente as etapas do processo de compra

Ainda, outra dica para melhorar seu checkout é apresentar as etapas do processo de compra para o cliente antes dele começar.

Isso pode ser feito por meio de um menu, ou um guia que exibe qual a fase onde o usuário está.

Além de ajudar o consumidor a passar por todos os passos sem problemas, essa também é uma forma de ser transparente e comprometido com o público, indicando o que você vai solicitar e quais as etapas que ele deve cumprir para finalizar sua compra.

Quais os erros comuns em páginas de checkout?

Apesar de ser um dos pilares mais importantes de qualquer loja virtual, é comum que existam alguns erros nas páginas de checkout, principalmente quanto à conectividade.

Por exemplo, emitir formulários longos e com muitas informações pode aumentar as chances de perder a conexão, sendo necessário que o cliente comece novamente.

Se a página recarregar, ou o servidor identificar um erro no preenchimento, exigir a inserção de todos os dados prejudica a experiência.

Além disso, a falta de responsividade com outros dispositivos é um fator negativo, pois muitas pessoas compram pelo celular, mas não conseguem chegar ao checkout de maneira simples.

Outro erro relacionado a isso é o design das páginas, que, muitas vezes, são pensados para desktop, e deixam as telas menores e pouco visíveis no mobile.

Finalmente, vale a pena mencionar a falta de transparência como um erro comum no checkout, deixando de exibir todos os valores, ou omitindo alguma etapa, por exemplo.

Quais cuidados tomar?

Por fim, ao implementar um checkout na sua loja virtual, existem alguns cuidados que você deve tomar, como ter parceria com sistemas confiáveis.

As empresas de mediação irá trabalhar diretamente com o seu dinheiro e com os dados do cliente. Por isso, priorize opções conhecidas e consolidadas no mercado.

Além disso, procure implementar todos os certificados digitais antes de iniciar seu trabalho, para que o seu site seja seguro de verdade.

Ainda, vale a pena buscar uma integração de confiança entre a sua loja virtual e a plataforma de checkout que você quer implementar.

Procure uma empresa certificada, que possa oferecer uma conexão rápida e garantida com os principais sistemas de pagamento.

Dessa forma, você poderá ter menos trabalho com a programação do seu negócio online, e o seu público contará com uma verificação protegida e confiável.

Não deixe de investir em um checkout eficiente para a sua loja virtual, e garanta a melhor experiência possível para o seu cliente. Para isso, é ideal escolher uma plataforma de e-commerce eficiente.

Você já conhece a Bagy? Nós já ajudamos 23 mil lojistas a criarem uma loja na internet. Não perca tempo e acesse nosso site!

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Tenha um site pronto para sua loja vender!