Os 8 erros mais cometidos na hora de definir a logo de uma marca

Todo mundo que tem ou deseja montar um negócio, seja ele físico ou online, se depara com a seguinte situação: preciso criar uma identidade visual. Apesar de ser óbvia a importância de uma boa identidade visual e de uma boa logo, é muito comum ver empreendedores que não enxergam valor e ficam adiando essa questão. 

É importante ressaltar que a logo é a representação visual da sua empresa na mente de seus consumidores, público potencial e comunidade. Por isso, ela precisa apresentar com clareza sua empresa e estar de acordo com a sua área de atuação. Ela deve ser também muito bem planejada para ser visível em tamanhos e cores específicas, priorizando sempre a fácil identificação onde quer que seja exposta.

Sendo assim, é extremamente importante investir em uma identidade marcante e versátil, que seja capaz de impactar novos compradores, pois ela tem o poder de despertar interesses e estabelecer uma conexão com os consumidores.

Portanto, o desenvolvimento e até a reformulação de uma logo precisam ser bem estudados. Só assim a sua empresa conseguirá criar uma marca de qualidade, forte e atrativa. Afinal, se tratando de uma era em que as redes sociais são fundamentais, a imagem passa cada vez mais a ser tudo. 

Pensando nisso, é muito importante evitar cometer alguns erros básicos de criação de logo que costumam ser bastante comuns. Separamos os 8 erros mais comuns e como evitá-los, para que a sua loja não erre nesse ponto. Confira! 

ERRO 1 – Usar fontes que não traduzem o estilo da marca

A fonte é um dos elementos mais importantes e que pode agregar muito valor à identidade visual e a sua logo. Ela pode se constituir de um grande diferencial para que a marca seja identificada pelos clientes e para que criem empatia pelo negócio.

Portanto, se a sua marca utilizar nome, slogan ou qualquer outro recurso de texto em sua identidade visual, você precisa atentar às fontes utilizadas. Escolher fontes pouco expressivas, muito complexas ou que não atendam à área de atuação do negócio também são grandes erros na criação de uma logo. 

Por exemplo: não é recomendado que uma empresa que atua na área da saúde, opte por uma fonte muito desenhada ou mesmo divertida, já que esse segmento pede um tom mais sério. Diferente de uma loja infantil, que pode abusar de uma fonte mais artística. 

É preciso ter bastante atenção também na leitura que a fonte irá proporcionar. Algumas fontes deixam o texto ilegível, ou permitindo interpretações diferentes do que a marca deseja passar. 

Por isso, é muito importante prestar atenção no design da fonte que você irá escolher para o nome do seu negócio. Os dois estilos mais comuns em que se classificam as fontes são chamados de com serifa e sem serifa.

Fontes com serifa remetem a credibilidade e formalidade e tradição. As fontes sem serifa carregam um visual mais contemporâneo, simples, informal e se saem melhor no ambiente digital.

ERRO 2 – Escolher as cores erradas

As cores são elementos fundamentais na identidade visual. Afinal,elas são capazes de mudar as sensações, os sentimentos e, principalmente, os conceitos das pessoas. Pois elas influenciam diretamente em como uma marca é percebida.

Por isso, na criação ou reformulação da sua logo é necessário estudar o seu impacto sobre os consumidores, para escolher uma paleta de cores coerente com os objetivos, missão e valores da empresa.

Sendo assim é muito importante que você tenha bom senso na hora de escolher a quantidade e harmonização das cores, pois elas estarão presentes em todos os elementos visuais que identificam sua marca.  

Antes de definir as cores é importante levar em conta os efeitos psicológicos que elas proporcionam e a interpretação cultural das cores. Abaixo colocamos um esquema com algumas sensações que determinadas cores podem causar. Confira. 

Outra dica é evitar usar cores em excesso, para evitar esse erro tente usar no máximo 3 cores diferentes. E evite também  cores muito apagadas, pois dificulta o contraste e não chamará atenção do público.

ERRO 3 – Logo complexa demais

Quando você decide criar uma logo com muitos elementos como: desenhos, traços, letras e cores você precisa ter muita atenção para não deixar a logo carregada demais. Quanto mais simples for, mais fácil será para o consumidor se lembrar delas. Separamos alguns exemplos de logos simples e que com certeza você conhece:

ERRO 4 – Logos muito parecidas com outras marcas

Parece óbvio, mas muita gente erra nisso. Você pode sempre se inspirar em outras marcas, mas é necessário muito cuidado para não copiá-las. Lembre-se sempre que a sua empresa é única, e que por isso a sua marca também precisa ser. 

Além de atrapalhar o seu negócio, deixando ele muito parecido com as demais marcas você ainda tem o problema do Registro que protege as marcas. Por isso, tenha sempre muita atenção na hora de criar a sua logo. Separamos alguns exemplos de marcas que possuem logos muito parecidas. Confira: 

ERRO 5 – Não levar em conta a persona do seu negócio

Um erro muito comum, é deixar o seu gosto pessoal ter mais peso do que o gosto da persona do seu negócio. Você pode gostar de uma cor, desenho e  letra específica, mas isso não significa que será o ideal para o seu negócio. 

Por isso, é muito importante validar se a logo faz sentido para o seu público. Você pode fazer isso através de pesquisas, enquetes no Instagram, mostrar para os seus clientes e outras pessoas para ter mais opiniões. 

ERRO 6 – Não planejar versão positiva e negativa

Durante o planejamento da logo, é necessário planejar as diferentes versões: colorida, negativa e positiva. Para quem não sabe a versão positiva é a versão que utiliza apenas a cor preta sem alterar sua forma visual. E a versão negativa é a versão que utiliza apenas a cor branca, que é ótima para destacar a logo em fundos poluídos e escuros.

ERRO 7 – Ter uma logo antiquada

O mercado está cada vez mais dinâmico, todos os dias nos deparamos com uma nova tendência e isso pode fazer você sentir que a sua logo ficou ultrapassada. Por isso, a nossa sugestão é que você pense em uma logo que seja atemporal, ou seja, que não siga uma tendência passageira.  

Mas também esteja aberto para mudanças! Em algumas situações como: mudança de estratégia, conceito ou serviço, é válido dar uma repaginada na logo. Quando essas mudanças são feitas de forma estratégica, elas mostram que a sua marca está atualizada. 

ERRO 8 – Não ter uma aplicação ilimitada

Como já falamos no item anterior, a logo da sua marca não possui um prazo de validade. Por isso, é muito importante pensar em alguns detalhes no momento da criação: será que essa logo vai ficar boa em uma caneta? Em um adesivo? Em uma parede? No smartphone? No meu site? Em uma embalagem de papelão? Em uma camiseta? E em uma caneca? 

Por mais que você não vá usá-la nesse momento para fazer todas essas coisas, é muito importante pensar se a sua logo poderá ser aplicada em diferentes locais. Afinal, nunca sabemos o que vai acontecer amanhã, e o resultado disso é o fortalecimento da identidade visual da sua empresa.

Conclusão 

A criação de uma logo e de uma identidade visual é algo que deve ser tratado com seriedade e responsabilidade. Afinal, é a identidade da sua marca. Mas seguindo as nossas dicas, você com certeza não irá cometer esses erros e terá muito sucesso com a sua marca! 

 Gostou dessas dicas para criar a logo da sua emprea? Chegou a hora de colocar a mão na massa e começar a aplicar o que aprendeu! 

Para mais conteúdos gratuitos como esse, inscreva- se na Universidade Bagy. Nos siga no Instagram @bagyapp