Gestão

Planner: como fazer para vender? Confira passo a passo

Imagem ilustrativa de como fazer um planner

Veja o que você irá encontrar neste artigo

O planner é uma ferramenta de organização diferente da proposta oferecida pela agenda. Por conta dessa inovação, cada vez mais as lojas têm buscado vender o produto como forma de aumentar suas vendas.

A palavra planner, originária do inglês e que quer dizer em português “planejar”, é uma ferramenta de planejamento e organização parecida com a velha e tradicional agenda, contudo com um diferencial. Por conta da sua variedade de funcionalidades e formatos, o planner apresenta a característica de dispor de vários tipos de habilidades dentro dele que te ajude a se planejar e se organizar a partir do seu estilo próprio de dia a dia, ou seja, o planner não necessariamente será um modelo pronto, você poderá personalizá-lo conforme seus próprios gostos e necessidades. 

Nesse sentido, a proposta inovadora do planner casa perfeitamente com a vontade daqueles que se interessam a entrar no meio comercial principalmente nesse setor de organização e de itens de papelaria. A partir das nossas dicas, você pode conferir as melhores formas de montar o seu negócio focado na venda de planner que, ultimamente, vem sido objeto de busca de várias pessoas.

O que é um planner e como funciona?

Reduzir o conceito de planner ao termo “ferramenta de organização” ainda é uma descrição muito rasa sobre o material. O planner, na verdade, consiste numa proposta original tendo como base a antiga agenda (lembrando que o planner não é uma agenda!). Com o planner, você pode se organizar de um jeito muito mais aprofundado seguindo as particularidades próprias daquela demanda que você precisa fazer. 

Existem vários tipos de planner, tudo vai depender da sua necessidade! Esse é o diferencial do planner: não ser preso a uma forma específica, tudo vai depender do estilo e dos gostos do comprador, dos fins de uso, etc. 

Não existe uma fórmula de uso para o planner, pois, como já dito, cada tipo tem sua dinâmica. Você pode comprar um planner datado ou não, pode fazer suas próprias páginas ou já comprar um modelo pronto, pode ser feito em caderno ou ser feito em agenda, tudo será feito conforme os gostos e necessidades da pessoa que está usando o planner. Interessante né?

Como definir a temática do planner?

A temática é importante na hora de escolher qual tipo de planejador você deseja utilizar. Nem todos são apropriados para diferentes situações, por isso é importante definir qual a sua necessidade para aquele momento e como o planner pode te ajudar para isso.

A forma de uso também é algo a ser levado em conta, já que em um planner semanal ou diário você consegue concentrar muito mais informação. Enquanto que nem um planner anual ou mensal, é preciso aprender a ser sucinta e resumir os dados em tópicos.

Por que é importante ter um planner?

O planner veio com a proposta de facilitar a vida das pessoas de um modo mais divertido e único, já que cada um poderá ser do jeitinho que o seu utilizador quiser. Por isso, é muito bom ter um planner, principalmente você que gosta de organização e de ter um controle geral das demandas da vida. Muitos deadlines para cumprir, trabalhos da faculdade para entregar, eventos para ir e poucas horas no dia para se exercitar e dormir. Com um cenário desses é complicado manter o controle se você não for muito organizada e disciplinada.

Contudo, com a chegada da era da informação tecnológica, cada vez mais, as pessoas estão conseguindo se organizar de forma prática, muito também pela falta de tempo. E mesmo com lembrete de celular e outros aplicativos que auxiliem a organização a vida passa e muitas vezes esses meios não são eficazes. Por isso te recomendamos a considerar a ideia de adotar um planner, já que com ajuda dele a vida fica muito mais fácil e controlável.

Mas, afinal, como montar um planner personalizado?

Nem sempre você precisa comprar um planner. É possível montar o seu de diversas formas. Você pode imprimir um modelo, criar uma planilha no Excel, comprar um quadro branco e até colar post-its pela casa. Como já dissemos anteriormente, criatividade é a chave de tudo, principalmente quando o assunto que se trata é planners. O que convém lembrar aqui é que a criação do planner não deve ser algo que toma todo o seu tempo, mas sim algo prazeroso mas que também atenda às suas necessidades. 

Pelo contrário. Esse tipo de ferramenta é feito para ajudar você e não para prendê-la. Então, independente do método que você escolher, o ideal é ser ágil e resumir bem os assuntos, pois se não, qual seria o propósito?

Lembre-se: o importante é começar do princípio! Anote as tarefas por ordem de importância e dê destaque para as que são urgentes. Crie níveis e insira a informação em formato de pirâmide invertida: o essencial no início, na base da pirâmide, e o menos essencial na ponta. Com isso, você obtém uma visão mais clara do que tem para fazer. 

A seguir, vamos te mostrar um passo a passo do que seria recomendado você colocar no seu planner personalizado.

Defina se será um planner digital ou impresso

Afinal, como fazer um planner segundo seus objetivos? Há quem prefira a versão impressa, em que a liberdade para personalizar é maior. Por outro lado, existem pessoas que optam pela versão digital, que oferece mais flexibilidade, menos rabiscos e uma agilidade indiscutível na hora de se organizar.

Seja qual for a sua escolha, existem diversos modelos à disposição pela internet. A seguir, separamos alguns pontos para você levar em conta quando for decidir entre um planner digital ou um impresso:

  • Qual é mais fácil para você administrar?
  • Qual é mais prático para você levar no seu dia a dia com você?
  • Qual bate mais com seu perfil?
  • Você gastaria muito com um planner ou pouco?

Crie um modelo de planner pronto e um bullet journal

Depois de escolher se deseja digital ou impresso, é hora de definir qual o formato ideal para as suas anotações rotineiras. Veja, a seguir, quais são os principais:

  • planner pronto: é o mais comum, encontrado em livraria, papelaria ou lojas que comercializam esses tipos de produto. Mesmo já vindo com algumas definições, principalmente relacionadas a datas, ainda possibilitam a personalização e esquemas que funcionam melhor para a sua rotina;
  • bullet journal: esse formato, geralmente, conta com um caderno pontilhado, que permite usar o espaço do jeito que quiser. Ele abre espaço para desenhos, adesivos e uma organização mais artística, mas sempre com base em listas. Basta fazer legendas para as atividades (por exemplo, começadas, concluídas, canceladas etc.) no melhor estilo “faça você mesmo”.

Selecione tags, cores símbolos

Você pode reparar que blocos grandes de textos dificilmente chamam a nossa atenção em uma folha de papel. Mas os destaques com cores, tags e símbolos são capazes de levar nossos olhos a palavras-chave ou a itens mais importantes, de prioridade. É por isso que esse aspecto não pode faltar ao fazer o planner.

Há notas adesivas, também conhecidas como post-its, de diferentes formatos e tamanhos, que também podem ajudar na organização. Por exemplo, um dos retângulos da cor X podem indicar as atividades diárias, enquanto o da cor Y se refere a informações financeiras. É só usar a criatividade!

Escolha a ferramenta que vai usar para editar o arquivo do planner

Para a criação do seu planner várias ferramentas disponíveis tanto na internet quanto a partir de materiais físicos podem ser adotadas. A seguir, te mostraremos algumas ideias do que usar para cada tipo:

Para o tipo físico:

  • Caderno;
  • Agenda;
  • Folhas de fichário.

Para o tipo digital:

  • Canva;
  • Microsoft Excel;
  • Silhouette Studio;
  • Adobe Express.

Lembrando que, caso você queira fazer um modelo digital e depois imprimi-lo, basta usar alguma dessas plataformas digitais que indicamos e imprimir onde for melhor para você.

Chegou a hora de organizar as informações do arquivo

A depender do meio que você utilizar, a própria plataforma deverá ter uma conexão com alguma espécie de “nuvem” que será responsável por armazenar e salvar todos os seus arquivos para serem acessados e alterados quando você quiser.  Basta você dar uma olhada na plataforma do site que for utilizado.

Salve o arquivo

Tarefas e planos mudam o tempo todo. Por isso é importante sempre estar atento para checar se seus projetos estão sendo devidamente salvos. A maioria dos sites que listamos anteriormente possuem um sistema próprio de para efetuar essa “memória” instantaneamente.

No Canva, por exemplo, se você precisar alterar uma data ou o local de uma reunião, você pode acessar o seu planejador diário disponível no site a qualquer hora e de qualquer lugar. Todos os seus designs ficam armazenados na nuvem, então você só precisa fazer login para ter acesso ao que precisar, usando qualquer computador. Dá até para entrar no Canva pelo seu iPhone, iPad ou dispositivo com Android!

Escolha como vai divulgar o material para venda

Agora que você já sabe como idealizar, criar e salvar seus planners, falaremos sobre as diferentes formas de vendê-los, para você que venha a se interessar por esse tipo de comércio promissor.  A seguir, pararmos para você uma série de dicas para facilitar sua caminhada ao longo deste trabalho. Confira aí!

Redes sociais

As redes sociais são uma ótima opção para a divulgação de produtos, visto sua alta capacidade de abrangência para captar clientes e divulgar o seu produto de forma prática e rápida.

Algumas redes sociais que você pode usar para divulgar seus planners são o Instagram e o TikTok. Tudo que chega para essas duas plataformas, a depender da forma como é apresentado, viraliza, o que é algo muito positivo para as suas vendas e crescimento da sua marca.

No Instagram, inclusive, você pode criar um perfil de planners digitais utilizando o seu design em formato de mockups e divulgando na plataforma.

  • Mockups é uma forma muito utilizada para que as pessoas consigam de fato visualizar todo o seu documento em uma folha de papel, design de caderno ou calendário.

E-mail

É tentador enviar uma mensagem a cada dia com um novo produto ou serviço a ser divulgado, mas para ter sucesso com o e-mail marketing é preciso ter foco e persistência. A seguir, vamos te mostrar alguns passos que você deve seguir para ter sucesso na sua divulgação de conteúdo por meio do e-mail:

1- Foco no cliente e no que você pode fazer por ele

2- Crie um cronograma de e-mail marketing baseado no seu funil de vendas

3- Tenha uma base de contatos construída organicamente

4- Teste para comprovar

5- Personalize cada vez mais o seu email marketing de vendas

Pessoalmente

Uma alternativa tradicional mas que nunca sairá da moda: a venda de forma pessoal de produtos. A divulgação por essa modalidade dos seus produtos pode se dar de forma simples, basta um lugar fixo ou disponibilidade de locomoção e horários para possibilitar o contato direto do seus clientes com o produto.

Essa divulgação pode se dar por meio de uma apresentação dos seus produtos em alguma loja, por meio de encontros a serem marcados com os interessados para analisarem o produto e checarem se atende às próprias expectativas ou vontades, dentre demais outras opções.

Qual a diferença entre planner pronto e bullet journal?

Por fim, muitas pessoas ainda confundem o planner com o bullet journal. Mas o que cada um trata para serem classificados como diferentes?

Assim como dito anteriormente, o planner é algo mais personalizado, funcional e “pré-pronto”, a agenda tem funcionalidades gerais tendo como diferencial a possibilidade de se ter inúmeras ferramentas inclusas em seu pacote de funcionamento. 

Já o Bullet Journal, chamado de Bujo por muitos, é um caderno geralmente tamanho A5 (meio ofício) que hoje as pessoas usam tanto pontilhado quanto sem pauta ou pautado, depende do que melhor curte e se adapta, e a pessoa mesmo que faz o layout dele, ao contrário do planner que já vem todo impresso, ou seja, você desenha tanto suas ferramentas, quanto registra nelas suas informações.

A partir desses conceitos, fica a seu critério escolher entre qual dos modelos conseguirá atender melhor às suas necessidades e demandas.

Com esse post, podemos te mostrar como o planner é uma ferramenta que vale muito a pena ser incorporada no seu cotidiano, já que leva em conta as suas particularidades e traços da sua personalidade de forma livre, e, principalmente, muito atrativa como material de comércio. Cada vez mais pessoas tendem a recorrer a este produto para crescerem no mercado e se destacarem das demais propostas oferecidas, normalmente, por papelarias que já estão ultrapassadas. 

Jessica Azevedo

Marketing

Graduada em Turismo e pós graduada em Marketing Digital aplicado à Tecnologia da Informação. Tem na bagagem mais de 3 anos em SEO e tem como foco levar os melhores conteúdo para quem quer conhecer mais sobre o mercado digital.

Receba uma análise para impulsionar sua loja!

Preencha no nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas para melhorar suas vendas!

Artigos relacionados

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.

Preencha nosso formulário para obter uma avaliação personalizada da sua loja e dicas exclusivas para melhorar suas vendas.